Página inicial
 
Mural de recados
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
20.04 | Manoel
Agora não há mais tempo para fazer mudanças acho que Lucius foi o pior president ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/04/2014
18h54 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Com gol de Flávio Caça-Rato Santa Cruz arranca empate diante da Portuguesa fora de casa
Clique e confira!

Do Blog do Torcedor. 

Com a ajuda do talismã Flávio Caça-Rato, que entrou no segundo tempo, o Santa Cruz arrancou um empate diante da Portuguesa no estádio do Canindé neste sábado pela segunda rodada da Série B e somou mais um ponto na tabela de classificação.

O empate por 1×1 foi um bom resultado apesar do time continuar com o jejum de vitórias. Desde o 1×0 sobre o Lagarto-SE pela Copa do Brasil que o time não sabe o que é vencer.

Mas em um campeonato de pontos corridos um ponto somado na casa do adversário significa também dois pontos tirados da Portuguesa. O Santa saiu atrás do placar mas teve forças para reagir rapidamente, igualar o marcador e segurar o resultado. O Tricolor é o 12 colocado com dois pontos, enquanto o time paulista somou seu primeiro ponto e está  na 13° colocação.

Os gols foram marcados no segundo tempo, Rudnei para Lusa, aos 17 minutos e Caça-Rato para o Santa aos 22. Agora o Santa recebe o Paraná na próxima sexta-feira no Arruda. A Portuguesa encara o Bragantino fora de casa nesta terça-feira.

O jogo

No primeiro tempo emoções apenas depois dos 30 minutos. O jogo começou amarrado e com os dois times errando bastante. O Santa parecia que estava jogando em casa, já que a maioria da torcida vestia vermelho preto e branco.

Mesmo assim foi a Lusa que começou no ataque. Com Vander, bom nas jogadas individuais foi pra cima. Em seu primeiro lance o atacante entrou na área e se jogou. Depois o lateral Eduardo, estreante no time, arriscou de longe e a bola passou muito longe.

Assim eram as jogadas de Santa e Portuguesa, sem muito perigo. Carlos Alberto voltou a ser titular e mostrou que está recuperado do trauma do pênalti perdido contra o Sport.

Ele foi o mais lúcido do time coral em campo. Em uma boa jogada individual, tocou pra Léo Gamalho que chutou nas mãos de Glédson. Apesar de ser o único homem de ataque o artilheiro tricolor não se sentiu isolado, pois a linha de três meias apareceu no jogo, o problema é que não conseguiram produzir muitas jogadas de perigo e nem proporcionar situações de gols ao atacante.

Pelos lados, Zeca fez boas jogadas enquanto Oziel seguiu a sua sina de errar cruzamentos na área, inclusive, levou o amarelo aos 39 minutos. O Santa assustou aos 19 com Carlos Alberto, que tentou abrir o placar de perna esquerda mas a bola passou perto da trave.

O jogo foi melhorando em emoção, principalmente pelas chances da Lusa. Tiago Cardoso trabalhou bastante para evitar o primeiro gol adversário.

Não fosse ele certamente o Santa estaria atrás do placar. A mais bonita das defesas dele foi aos 35, em uma bomba do capitão Coutinho de fora da área; Tiago estava bem posicionado e espalmou pra escanteio.

No segundo tempo o técnico Sérgio Guedes mudou o esquema de jogo. Saiu do 4-5-1 para o 4-4-2. Raul deu lugar a Caça-Rato e assim a linha de três meias foi desfeita.

Assim o Santa melhorou um pouco. No primeiro minuto o time teve uma chance clara com Carlos Alberto, ele recebeu belo passe de Sandro Manoel e ficou livre dentro da área, mas dominou mal, perdeu ângulo e quando tocou para Caça-Rato a defesa já estava postada e roubou a bola.

Argel Fucks também resolveu mecher na sua equipe. Tirou o meia Felipe Nunes e colocou o volante Rudnei. Caça-Rato mostrou a que veio e fez um belo passe pra Renatinho que ajeitou para Carlos Alberto, mas o meia finalizou por cima da meta da Lusa, isso aos oito minutos.

Muitos torcedores da Lusa acreditaram que o técnico de sua equipe havia feito uma troca errada e isso ficou evidente quando Rudnei perdeu um gol na pequena área aos 12 minutos.

Mas, todos queimaram a língua aos 17, após o cruzamento de Gabriel Xavier que encontrou o volante. Ele dominou e tocou no canto direito de Tiago Cardoso.

Não demorou muito para o Santa reagir. E foi com o talismã Caça-Rato. Aos 22, Oziel cruzou, Léo Gamalho ajeitou para Carlos Alberto que deu um leve desvio, a bola encontrou Caça-Rato que tocou pro fundo das redes.

Então os donos da casa foram em busca da vitória. Laércio entrou no lugar de Vander. Aos 34 mais uma vez Gabriel Xavier fez bela jogada e cruzou, Luan, que entrou na vaga de Romão, perdeu uma grande chance ao finalizar por cima do gol.

Pelo Santa Guedes sacou Zeca que estava mal no jogo e colocou Nininho. Assim o Santa conseguiu segurar o empate no Canindé e somou mais um ponto na tabela de classificação.

Ficha de jogo

Portuguesa: Gledson; Régis, Gustavo, Djair e Eduardo; Diego Silva, Coutinho, Gabriel Xavier e Felipe Nunes (Rudnei); Vander (Laércio) e Romão. Técnico: Argel Fucks.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Zeca (Nininho); Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Raul (Caça-Rato), Carlos Alberto e Renatinho; Leo Gamalho. Técnico: Sérgio Guedes.

Local: Estádio Canindé, em São Paulo.

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF). Assistentes: Wendel Gouveira e Lilian Fernandes (RJ).

Gols: Portuguesa – Rudnei (aos 17 minutos do 2°t); Santa Cruz – Flavio Caça-Rato (aos 22 min do 2°t)

Cartões amarelos: Santa Cruz – Oziel; Portuguesa – Rudnei, Diego Silva e Eduardo

Público: 1.377

Renda: R$ 38.033


.
 
 
 
eXTReMe Tracker