Página inicial
 
Mural de recados
11.12 | MARCOS LEITE
PAULO, SE O CENTRAL TIVER BEM, COMEÇAR COM O PÉ DIREITO , A GALERA VAI EM MASSA, ...
10.12 | paulo
A SERIE D NAO RENDA NADA MUITO PELO CONTRARIO DA MUITO PREJUIZO MEUS AMIGO FOI I ...
09.12 | Rubro Negro
Campeão com mérito? Como assim,série B de 86 tem um monte de time q se intitula ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/12/2013
14h20 | esportes - COPA DO MUNDO 2014
Felipão teme o Chile e prefere pegar Espanha ou Holanda nas oitavas
A seleção brasileira poderá enfrentar Espanha ou Holanda já nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014, mas um duelo precoce entre pesos pesados contra uma das finalistas do Mundial de 2010 não é a maior preocupação do técnico Luiz Felipe Scolari. Em entrevista a Galvão Bueno no programa "Esporte Espetacular", o comandante explicou que o Chile é o adversário mais perigoso para a equipe canarinho no primeiro desafio da fase de mata-mata. Espanhóis, holandeses e chilenos estão no Grupo B ao lado da Austrália, e os dois melhores times da chave jogarão contra os dois representantes do Grupo A, que tem Brasil, Croácia, México e Camarões.
 
- Tomara que o Chile não classifique. Prefiro qualquer outro. É muito chato de jogar, é um time bem organizado, eles são inteligentes, têm um time bom, e o sistema deles não encaixa com nosso sistema. É melhor jogar com um europeu.
 
Campeões mundiais como França, Inglaterra, Itália e Uruguai podem passar pelo caminho do Brasil na jornada até a decisão do dia 13 de julho no Maracanã. Para Felipão, ter a oportunidade de enfrentar grandes adversários seria perfeito para engrandecer ainda mais uma possível conquista em casa.
- Se nós chegarmos a ser os campeões do mundo no Brasil e se tivéssemos que passar por quatro ou cinco campeões mundiais, seria espetacular. Aí seríamos os campeões dos campeões. Se tem que ser assim, que seja assim. 
Há uma outra seleção que o treinador não deseja enfrentar: o Uruguai, que ganhou fama de carrasco do Brasil por causa da vitória na final da Copa de 1950 em território brasileiro. 
 
- Estamos prontos para o que vier. Só não quero o Uruguai.
 
DIFICULDADES NA FASE DE GRUPOS
 

Scolari não acha que a Seleção terá um caminho fácil durante a fase de grupos e destacou que cada adversário tem boas características. A Croácia, na visão do técnico, joga um futebol parecido com o dos brasileiros, mas poderá sentir o peso da adaptação ao país.
 
- Quando caiu a Croácia no primeiro jogo fomos olhar o relatório, o Mandzukic (atacante do Bayern de Munique) já não joga (cumprirá suspensão) e isso é um alívio. Há jogadores ali que incomodam e eles jogam um futebol parecido com o nosso. Mas a Croácia vem da Europa para cá, tem sempre uma adaptação e nós já estamos mais adaptados.
 
O México é um velho conhecido do treinador. No ano passado, a seleção brasileira os venceu por 2 a 0 na segunda partida da Copa das Confederações, em Fortaleza. Em 2014, novamente as seleções estarão frente a frente na capital cearense, e Felipão espera sentir a mesma energia do povo local.
 
- O que é bom se repete, vamos jogar de novo lá. O México continua sendo aquele adversário chato para a gente passar e ainda tem aquela mística de jogar bem contra o Brasil.
 
O comandante brasileiro destacou a imprevisibilidade como a principal arma de Camarões, o último adversário da chave.
- Muitas vezes a consciência tática não existe para eles. Eles jogam. Se estão perdendo por 3 a 0, não estão nem aí se devem voltar para marcar. Devemos ter cuidado com esse estilo.
 
NOVIDADES NA ÚLTIMA CONVOCAÇÃO

Felipão não descartou que a lista definitiva para a Copa do Mundo poderá ter surpresas. Nomes como Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Robinho ainda estão sendo observados.
 
- Kaká tem as mesmas chances que os outros jogadores. Ele é brasileiro igual aos outros. Mas é importante que ele esteja bem. Robinho também tem entrado bem em alguns jogos do Milan.
 
A base da Seleção já foi definida por Scolari, mas o líder da Seleção está alerta para problemas de última hora.
 
- A gente está seguindo todos os jogadores. Tenho uma ideia de grupo, mas os campeonatos estão sendo jogados. Devo estar preparado para algum imprevisto.
 
Do globoesporte.com 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker