Página inicial
 
Mural de recados
24.11 | Kaio
Tbm tem q trazer o Naldinho e Caça Rato e trazer um zagueiro experiente ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCONDES ESSA É A HORA DA MASSA ALVINEGRA AJUDAR O CENTRALZÃO. ...
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/11/2013
23h41 | esportes - FUTEBOL NACIONAL
Ponte Preta empata com o São Paulo, faz história em Mogi e vai à decisão
Clique e Confira.

A Ponte Preta segue fazendo história na Copa Sul-Americana. Mesmo impedida de atuar no Moisés Lucarelli, a Macaca empatou com o São Paulo por 1 a 1, em Mogi Mirim, nesta quarta-feira, pela semifinal do torneio, e avançou à primeira decisão internacional de sua história de 113 anos. O gol campineiro foi do atacante Leonardo, que já havia deixado sua marca nos 3 a 1 no Morumbi, no jogo de ida. Luis Fabiano saiu do banco para empatar.

 

O campeão sul-americano será conhecido nas próximas duas quartas-feiras. Resta que o adversário da Ponte seja definido: nesta quinta, o Lanús joga em casa e defende a vantagem de 2 a 1 construída no primeiro jogo contra o Libertad (PAR). Seja quem for o classificado, os campineiros farão o duelo de volta fora do Brasil. Ao São Paulo, resta se planejar para 2014, ano em que não disputará a Libertadores. No Brasileiro em que a Macaca caminha para o rebaixamento, o Tricolor já não tem pretensão alguma.

 

O JOGO

Precisando de uma vitória por 3 a 0 para avançar à sua segunda decisão consecutiva no torneio, o São Paulo adotou postura ofensiva. Mas os erros dos homens de frente escalados por Muricy Ramalho se acumularam: com Luis Fabiano no banco, Ademilson e Aloísio pouco assustaram o goleiro Roberto. Para piorar, Paulo Henrique Ganso pouco era notado diante de uma marcação implacável de Baraka.

 

A indisposição estomacal sentida por Denilson logo na metade do primeiro tempo deu ao técnico tricolor a chance de lançar o time à frente, mas ele preferiu colocar Wellington, também volante. O marasmo da partida só foi desfeito aos 42 minutos, quando a Macaca reencontrou o mapa da mina. Assim como no jogo de ida, o setor direito da defesa são-paulina sofreu uma pane e deixou Uendel chegar ao fundo e cruzar para Leonardo, que carimbou Rodrigo Caio na primeira tentativa e não perdoou na segunda.

 

Muricy só voltou a mexer no time aos 15 minutos do segundo tempo, com o Fabuloso e Welliton nas vagas de Paulo Miranda e Ademilson. Mas àquela altura, o Tricolor já era uma equipe entregue. Do outro lado, estava uma Ponte Preta muito cautelosa, cheia de jogadores no campo de defesa, mas ao mesmo tempo muito segura. Parecia ser ela, a Ponte, acostumada a decidir competições continentais.

 

Adailton ainda entrou no lugar do esgotado - e aplaudido - Elias para infernizar a defesa do São Paulo. Em sua primeira jogada, ele deixou Baraka na cara do gol, mas o volante hesitou muito e acabou desarmado. Pouco depois, deslocou Ceni com uma cabeçada e por centímetros não balançou a rede. A bola são-paulina só foi entrar aos 38 minutos, quando Luis Fabiano aproveitou a sobra na área e testou para o gol. A torcida alvinegra nem ligou: em ampla maioria nas arquibancadas, soltou o grito e deu um show. Merecidamente!

 

 

FICHA TÉCNICA:
PONTE PRETA 1 X 1 SÃO PAULO

 

 

Local: Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP)
Data/Horário: 27/11/2013, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (ECU)
Assistentes: Christian Lescano (ECU) e Byron Romero (ECU)
Público/renda:
 Não disponíveis
Cartões amarelos:
 Diego Sacoman (PON); Antônio Carlos, Douglas, Wellington (SAO)
Cartão vermelho:
 Nenhum

 

GOLS: Leonardo, 42'/1ºT (1-0); Luis Fabiano, 38'/2ºT (1-1)

PONTE PRETA: Roberto; Artur, César, Diego Sacoman e Uendel (Chiquinho - 32'/2ºT); Baraka, Fernando Bob, Fellipe Bastos e Elias (Adailton - 28'/2ºT); Rildo e Leonardo (Magal - 23'/2ºT). Técnico: Jorginho

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda (Luis Fabiano - 16'/2ºT), Antônio Carlos, Rodrigo Caio e Reinaldo; Denilson (23'/1ºT), Maicon, Douglas e Ganso; Ademilson (Welliton - 16'/2ºT) e Aloísio. Técnico: Muricy Ramalho.





;
 
 
 
eXTReMe Tracker