Página inicial
 
Mural de recados
19.08 | MARCOS LEITE
EU SÓ ESPERO Q O CANDIDATO VENCEDOR, TEM UM GRUPO DO PATRIMONIO, CENTRAL TÁ PRA ...
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/08/2013
11h18 | esportes - FUTEBOL NACIONAL
Fim da linha! Após nova lesão, Deco anuncia aposentadoria do futebol

 

Do Lancenet 
 
Os poucos minutos do meia Deco em campo na quarta-feira, contra o Goiás, foram os últimos da carreira do jogador. Nesta segunda-feira, o luso-brasileiro anunciou sua aposentadoria do futebol. Foram 17 anos de carreira, em clubes como Porto, Barcelona e Chelsea - além da seleção portuguesa. O apoiador chegou ao Fluminense em 2010, sendo campeão brasileiro duas vezes e Carioca no ano passado.

Aos 35 anos - completa 36 nesta terça - Deco comunicou a despedida dos gramados por intermédio de um comunicado de sua assessoria.

'É com muita tristeza e pesar que comunico o fim de minha carreira como atleta profissional. Os últimos minutos na quarta feira pelo Fluminense foram os últimos dos 17 anos dentro de campo como jogador de futebol. Gostaria muito de continuar até o final desta Brasileiro e ajudar a colocar a equipe novamente na Libertadores. Mas não estou conseguindo', disse o meia, em seu comunicado.


Após começar a carreira no Corinthians e passar por clubes de menor expressão no Brasil, Deco ganhou destaque no futebol português, atuando pelo Porto, clube em que foi campeão Liga dos Campeões da Europa, em 2004.

Em seguida, o craque teve passagem vitoriosa pelo Barcelona, sendo novamente campeão da Liga dos Campeões, em 2006 - perdeu a final do Mundial do Clube para o Internacional. Com a chegada do técnico Pep Guardiola ao clube catalão, o meia foi colocado na lista de negociáveis juntamente com Ronaldinho Gaúcho e Eto'o - as grandes estrelas do elenco - transferindo-se para o Chelsea, no qual voltaria a ser treinado por Felipão - a outra ocasião foi pela seleção portuguesa. Voltou ao Brasil em 2010 para vestir a camisa do Fluminense.

Pelo Tricolor, Deco viveu grandes momentos, mas também ficou marcado pelo excessivo número de lesões. A atual temporada não vinha sendo fácil para o veterano, que entrou na partida da última quarta aos 28 minutos da etapa final, mas em pouco tempo em campo sentiu dores na coxa esquerda.


Deco teve muitas lesões no período em que jogou no Flu (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

 

O agora ex-jogador agradeceu ao Fluminense, a Celso Barros, presidente da Unimed, patrocinadora do clube, e a todos que trabalharam com o luso-brasileiro no time carioca.

'Quero agradecer ao Fluminense, Celso Barros e todos que trabalharam comigo nestes 3 anos e me deram a oportunidade de jogar no futebol brasileiro. Mais do que isso, pude participar e ajudar a conquistar dois títulos Brasileiros e mais o Campeonato Carioca. Fui muito feliz nesta período no clube. Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu", completou o meia, que vem lutando contra as lesões recentemente.

Por meio de sua assessoria, a diretoria do Fluminense irá conceder entrevista coletiva para falar sobre a aposentadoria do luso-brasileiro Deco nesta segunda-feira, às 15h.

Confira o comunicado do jogador na íntegra

"É com muita tristeza e pesar que comunico o fim de minha carreira como atleta profissional. Os últimos minutos na quarta-feira pelo Fluminense foram os últimos dos 17 anos dentro de campo como jogador de futebol. Gostaria muito de continuar até o final deste Brasileiro e ajudar a colocar a equipe novamente na Libertadores. Mas não estou conseguindo. Quero agradecer ao Fluminense, Celso Barros e todos que trabalharam comigo nestes 3 anos e me deram a oportunidade de jogar no futebol brasileiro. Mais do que isso, pude participar e ajudar a conquistar dois títulos Brasileiros e mais o Campeonato Carioca. Fui muito feliz nesta período no clube. Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu. Deixo claro que me dediquei, esforcei e muitos me apoiaram para que eu seguisse até o final de ano. Fisicamente poderia jogar, mas os meus músculos não suportam mais. Obrigado a todos e pela confiança e carinho".




.
 
 
 
eXTReMe Tracker