Página inicial
 
Mural de recados
20.11 | Tiago Pimentel
ola torcedores dos clubes do interior de PE. sem qualquer estruta fora e dentro ...
20.11 | ALCINDO PM
O CENTRAL JÁ TEVE VÁRIAS VEZES O MELHOR TIME DO ESTADO MEU AMIGO ANALFABOL...O P ...
20.11 | MARCOS LEITE
O MOTO DE S. LUIS CONTRATOU BETÃO ZAGUEIRO EX-CENTRAL, BRUNO MENESES EX-CENTRAL, ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/08/2013
18h48 | esportes - Amistoso
Barcelona massacra Santos com 8 a 0 em atuação discreta de Neymar
Com enorme superioridade técnica, catalães atropelam o Peixe no reecontro com a Joia, que, pela equipe espanhola, deu uma assistência e acertou o travessão no fim da partida

Do Lancenet 

O reencontro do Santos com o Barcelona (ESP) teve novo massacre - desta vez ainda maior -, domínio total catalão e atropelamento por 8 a 0 no Camp Nou, na maior goleada da história do Troféu Joan Gamper, nesta sexta-feira.

Um ano e quase oito meses depois de levar um baile (4 a 0) no Mundial do Japão, no fim de 2011, o Peixe voltou a encarar o Barça, agora como convidado, e sem Neymar. O astro começou a partida no banco de reservas blaugrana, ao lado do lateral Adriano. Foi ali, sentado, que a Joia aplaudiu o gol de Messi, que abriu o placar após drible curto em Aranha.

Em sua estreia em casa diante da torcida catalã, Neymar, já com a camisa 11, teve atuação discreta nos 45 minutos finais. Jogou aberto pela esquerda e, em uma das investidas pela ponta, deu sua primeira assistência no novo lar. O parceiro no lance do sexto gol foi Fàbregas, que concluiu a gol com extrema categoria. O craque ainda acertou um chute no travessão nos minutos finais.

O JOGO

Mesmo anfitrião em um jogo festivo, o Barcelona não aliviou para os brasileiros. Com os tradicionais passes rápidos em triangulações, atropelou o Alvinegro da Vila Belmiro, totalmente acuado no campo de defesa. Em 28 minutos de jogo, a equipe de Gerado Martino já repetia os 4 a 0 que o time de Pep Guardiola impôs em Yokohama (JAP).

Messi, Léo (contra), Alexis Sánchez e Pedro abriram caminho na etapa inicial para, no segundo tempo, o Barça sacramentar o baile.

A postura do Santos também contribuiu para os espanhóis ratificarem a enorme disparidade técnica entre as equipes. Extremamente recuado, o Peixe não fez a marcação pressão entoada pelo técnico Claudinei Oliveira. Estreante da noite, o atacante Thiago Ribeiro só marcou Jordi Alba, lateral-esquerdo rival. Jogando na mesma linha que Arouca, o reforço chegou até a afastar de cabeça um cruzamento dentro da área.

Galhardo foi o único a arriscar uma finalização nos primeiros 45 minutos. Da intermediária, o arremate saiu sem direção e passou bem por cima da meta de Valdés.

Com diversas alterações nos times no intervalo e na segunda metade da partida, o Peixe mudou um pouco a sua postura. Até tentou sair um pouco mais para o jogo, mas o bombardeio barcelonista o acuou novamente.

Com facilidade, os catalães ampliaram a superioridade com dois tentos de Fàbregas, um golaço do brasileiro Adriano e um de Dongou, que fechou a conta.

FICHA TÉCNICA

BARCELONA 8 X 0 SANTOS

Local: Camp Nou, Catalunha (ESP)
Árbitro: Xavier Fernandez
Auxiliares: Xavier Martin e Xavier Aguilar
Cartões amarelos: Adriano (BAR) e Victor Andrade (SAN)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Messi (7'/1ºT), Léo, contra (11'/1ºT), Sánchez (21'/1ºT), Pedro (28'/1ºT), Fábregas (7' e 22'/2ºT), Adriano (29'/2ºT) e Dongou (37'/2ºT)

BARCELONA: Valdés (Pinto-intervalo); Daniel Alves (Montoya-intervalo), Mascherano (Bagnack 32'/2ºT), Piqué (Marc Batra-intervalo) e Jordi Alba (Adriano-intervalo); Busquets (Song-intervalo), Xavi (Fábregas-intervalo), Iniesta (Sergi Roberto-intervalo); Messi (Dongou 15'/2ºT), Pedro (Neymar-Intervalo) e Alexis Sánches (Dani Nieto 28'/2ºT). Técnico: Tata Martino

SANTOS: Aranha (Vladimir-intervalo); Galhardo (Cicinho-intervalo), Edu Dracena, Durval (Gustavo Henrique-intervalo) e Léo (Mena-intervalo); Arouca (Alan Santos 15'/2ºT), Cícero, Leandrinho (Léo Cittadini-intervalo) e Montillo (Pedro Castro 31'/2ºT); Neilton (Giva-intervalo/Gabriel, aos 31'2ºT) e Thiago Ribeiro (Willian José 34'/1ºT/Victor Andrade, aos 31'/2ºT). Técnico: Claudinei Oliveira


.
 
 
 
eXTReMe Tracker