Página inicial
 
Mural de recados
19.08 | MARCOS LEITE
EU SÓ ESPERO Q O CANDIDATO VENCEDOR, TEM UM GRUPO DO PATRIMONIO, CENTRAL TÁ PRA ...
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/07/2013
00h27 | esportes - Futebol
É campeão! Corinthians vence o São Paulo e fatura o título da Recopa

A torcida corintiana vive uma lua de mel com os títulos. E desta vez, o ciclo está completo, com a tríplice coroa internacional: Copa Libertadores, Mundial e, agora, a Recopa! Com gritos de olé, o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 0 nesta quarta-feira, no estádio do Pacaembu, pelo jogo de volta e faturou o título da competição sul-americana. Na partida de ida, no Morumbi, a equipe já havia triunfado por 2 a 1.

Romarinho e Danilo fizeram para o clube de Parque São Jorge, que chegou ao quarto título internacional da sua história (além dos três na sequência já havia obtido o Mundial de 2000) e ainda aumentou a crise do lado dos tricolores, que não vencem há nove partidas.

É UM MAJESTOSO INTERNACIONAL

O confronto entre Corinthians e São Paulo agita a cidade e chama atenção do país. E ainda mais quando vale uma taça de torneio internacional para a galeria de um dos rivais. Não à toa que as imediações do estádio do Pacaembu foram tomadas pelo torcedores que, horas antes, chegaram ao estádio. De um lado, otimismo e confiança estampavam o semblante dos alvinegros. Do outro, as buscas por recomeço e desafogo à crise.

Horas antes, cenas de violência no metrô, que foram apaziguadas pela segurança. No palco do espetáculo, faixas de incentivo e também de provocações. Na escalação, o técnico Paulo Autuori esperou até os últimos momentos, mas não pôde escalar o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez, punido pela Conmebol por uma expulsão ainda com a camisa do Boca Juniors (ARG), e Jadson, com dores no tornozelo direito. Problemas aliados ao mau momento do time resultam em ainda mais dificuldades.

Dificuldades estas medidas diante do Corinthians. Compacto e mais entrosado, o time de Parque São Jorge teve os retornos de Danilo, este titular, e de Douglas e Renato Augusto, ambos como opções no banco, que estavam machucados. Com contrato renovado, Sheik também foi a campo. Com isso, Tite teve a oportunidade de escalar o mesmo time que ganhou na ida.

Em campo, Autuori escalou o time com três volantes. Mais recuado, o São Paulo teve mais posse de bola no primeiro tempo, 57%, o que pouco ilustrou o momento. As trocas de passes eram do meio para trás, à procura de espaços. Ganso até tentou criar, mas pouco contribuiu. Estava entregue à marcação. Osvaldo e Luis Fabiano ficaram à mercê dos zagueiros. As subidas dos laterais foram ineficazes. Do outro lado, o "renovado" Sheik apareceu nas pontas para levar perigo. Mas, sem muito medo a Ceni.

Luis Fabiano e Paulo André dividem a bola (Foto: Eduardo Viana/LANCE!press)

Mais incisivo e com a vantagem, o Corinthians ainda aumentou o prejuízo do rival. Após lançamento de Edenilson, Sheik dominou na área e rolou para Guerrero. O peruano fez a proteção à frente da área e a bola sobrou para Romarinho. Na frente de Ceni, o "Iluminado" tocou para o fundo das redes e foi para a torcida. A essa altura, o Tricolor precisava marcar dois gols para provocar a prorrogação.

Com o tento, a torcida corintiana começou a gritar "olé", ainda no primeiro tempo, aumentando a aflição do adversário, que não vence há oito jogos e, com essa partida, aumentava para nove...Nem mesmo a mudança de técnico parece surtir o efeito desejado. Sorte do Timão, que ficou a 45 minutos do quarto título internacional da história (Dois Mundiais e uma Libertadores já estão na sala de troféus). Por outro lado, o rival tem 12.

AUMENTA O PLACAR E A CRISE TRICOLOR

Maus resultados, turbulências, críticas das arquibancadas, confusão no aeroporto dias antes, um novo treinador que busca implantar o seu estilo de jogo, um adversário entrosado, além do tempo que corria contra. Esse foi o cenário do São Paulo ao subir as escadarias do Pacaembu rumo ao segundo tempo. Difícil? Complicado? Mas ainda havia esperança. Para reverter, Wellington deu lugar a Aloísio.

Mesmo com o time mais à frente, quem tomou a iniciativa foi o Corinthians. Bem postado, aproveitou as brechas na defesa adversária. Romarinho e Sheik foram posicionados mais abertos. Com isso, o meio tinha mais espaços para girar e trabalhar a bola. Em uma chance, Fábio Santos ficou cara a cara com Rogério Ceni e bateu fraco, para a fácil defesa do goleiro tricolor.

Do outro lado, o São Paulo desperdiçou a melhor das oportunidades até então. Ganso deu belo passe por cima para Aloísio, que chutou em cima de Cássio. O goleiro fez grande defesa. E quando a fase é ruim, o velho ditado de "quem não faz, toma" aparece. E apareceu com um velho conhecido dos tricolores. Após cruzamento, Danilo cabeçou para uma linda defesa de Ceni. Mas, no rebote, o meia não falhou e mandou para o fundo das redes.

Gol com beijo no escudo e, agora, com mais títulos conquistados com o Corinthians do que o rival. Integram Libertadores, Mundial, Brasileiro e Paulista. Agora, a Recopa o diferencia.

O São Paulo ainda buscou, lutou e se esforçou para conquistar o título, mas teve de ver o arquirrival campeão do torneio. Até Paulinho, que foi ao estádio rever os ex-companheiros, entoou o grito de "É campeão".

Com o resultado, o Corinthians segue invicto em mata-matas contra o rival neste século. Foram seis duelos do gênero e seis triunfos corintianos. Em toda a história, o Timão conquistou seis títulos em cima do rival e perdeu três.

PRÓXIMOS JOGOS

Agora, as duas equipes focam no Campeonato Brasileiro. O Corinthians vai encarar o Atlético-PR, no estádio Durival de Britto, neste domingo, às 16h. Enquanto isso, o São Paulo enfrenta o Cruzeiro, no próximo sábado, às 18h30, no estádio do Morumbi. As partidas são válidas pela oitava rodada da competição nacional.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 SÃO PAULO

LOCAL: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
DATA/HORÁRIO: 17/7/2013, às 21h50
ÁRBITRO: Paulo César de Oliveira
ASSISTENTES: Marcio Santiago (MG) e Fabricio Vilarinho (GO)

PÚBLICO/RENDA: 36.050 pagantes / R$ 1.875.887,00
CARTÕES AMARELOS: Danilo (COR); Douglas (SAO)
CARTÕES VERMELHOS: -
GOLS: Romarinho, 35'/1ºT (1-0); Danilo, 23'/2ºT (2-0)

CORINTHIANS: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Romarinho (Renato Augusto - 34'/2ºT), Danilo e Emerson (Ibson - 42'/2ºT); Guerrero (Alexandre Pato - 40'/2ºT). Técnico: Tite.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan (Maicon - 22'/2ºT); Wellington (Aloísio - intervalo), Rodrigo Caio, Denilson, e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Paulo Autuori.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker