Página inicial
 
Mural de recados
28.06 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! Aqui estou eu em Fortaleza, daqui a pouco vou assistir SALG ...
28.06 | ojuara
CONCORDO NELHOR PAGAR SAFADAO DE QUE INVESTIR NESSE CLUBE SAFADO DE LADROES PORQ ...
28.06 | Paulo Junior
Parabéns pela atitude dos torcedores do Central em dividir o dinheiro com os fun ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
04/07/2013
17h47 | esportes - Futebol
Marketing do Flamengo fecha 'pacote' com sete jogos no Mané Garrincha

Do Lancenet 

Após anunciar que fará o jogo de volta com o ASA, no próximo dia 17, em Brasília, pela Copa do Brasil, o departamento de marketing do Flamengo fechou um pacote de partidas na Capital Federal, contendo sete jogos, todos pelo Campeonato Brasileiro. Destes, seis serão pelo primeiro turno, além da partida de volta diante do Vasco, no returno da competição.

Como a coluna De Prima publicou nesta quinta-feira, a diretoria do clube já comunicou à Ferj a intenção de ter o Estádio Mané Garrincha como sede nos próximos meses. Com isso os adversários serão Botafogo, Atlético-MG, Portuguesa, São Paulo, Grêmio, Vitória e o Vasco (jogo do returno).

Nos dois jogos em que foi mandante neste início de Brasileiro, o Rubro-Negro comandou seus jogos em Juiz de Fora e Florianópolis. A última partida do Flamengo na cidade do Rio de Janeiro, foi no confronto com o Duque de Caxias, no dia 6 de abril, pela Taça Rio, em Moça Bonita.

A escolha passa pelo fato de os rubro-negros serem maioria em Brasília, podendo proporcionar receitas significativas. Ao contrário do que aconteceu diante do Santos, na estreia no Campeonato Brasileiro, o Flamengo, agora, será o mandante e ficará com toda a arrecadação.

A bilheteria do jogo diante do Santos gerou uma receita de R$ 6.948.710,00, a maior já registrada no futebol brasileiro. O Peixe, porém, já havia vendido o jogo por R$ 800 mil para Aoxy, uma das empresas ligadas a Wagner Abrahão, homem forte do setor de turismo, envolvido em diversos escândalos com a CBF desde os anos 90.

Até a noite de quarta-feira, já tinham sido vendidos 26 mil ingressos para o confronto com o Coxa, neste sábado, às 18h30, em jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker