Página inicial
 
Mural de recados
24.04 | Paulo
Parabéns ao povo de caruaru pelo reconhecimento do time do carcara que represent ...
24.04 | Beltrão
A vigilância tem que estar alerta, um certo clube da capital, adora oferecer cif ...
24.04 | Centralino
Lembrando a FPF que esse ano vai ser mais difícil roubar do Salgueiro, pois o se ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
29/06/2013
19h46 | esportes - Copa das Confederações
Brasil brilha no Maracanã, goleia a Espanha e é tetra da Copa das Confederações
Fred e Neymar comandaram a vitória por 3 a 0 sobre os atuais campeões mundiais e comemoraram com a torcida brasileira

Um, dois, três... Tetra! Com um futebol incontestável, o Brasil goleou a Espanha e é tetra campeão da Copa das Confederações. Todos os adjetivos usados para elogiar o time da Fúria foram ignorados pela Seleção Brasileira, comandada por Neymar e Fred - vice e artilheiro do torneio-, na noite deste domingo, no Maracanã.

A dupla foi responsável pelos três gols na vitória por 3 a 0. Triunfo para fazer o estádio que sofreu na final da Copa de 1950 lavar a alma. O silêncio com o Marcanazo de 63 anos atrás se transformou em abraços. Abraços não só entre torcedores e não só entre os jogadores. Mas entre jogadores e torcedores. Foi assim nos dois primeiros gols da Seleção. Fred e Neymar foram festejar nos braços da torcida.

Olé, palavra tão comum nas touradas espanholas, foi ouvida com 10 minutos de jogo, quando o placar já era brasileiro. Uma grande festa que deixa aquele gostinho de quero mais para a Copa do Mundo de 2014.

Não deu tempo nem para a Espanha respirar. Mal a bola começou a rolar no Maracanã e o Brasil já mostrava que não deixaria a taça escapar. Fred estava deitado, caído e daí? Um chute típico de um camisa 9 e bola no fundo das redes de Casillas, logo aos 2 minutos de jogo.

A geral não existe mais no Maracanã, mas uma nova forma de comemorar deve virar rotina no principal estádio do país. Fred marcou e foi abraçar os torcedores, privilegiados de estarem a poucos metros do campo. Sortudos por verem o artilheiro correr justamente na direção deles.

Se teve alegria no início do primeiro tempo, também teve no fim. Neymar recebeu milimétrico de Oscar e soltou a bomba: 2 a 0. E a comemoração? No meio da galera! Os fiscais da Fifa precisaram até puxar o craque brasileiro de volta para o gramado.

Mas entre um gol e outro, teve um gol diferente do Brasil. Diferente porque a bola não balançou as redes e isso fez o Maraca explodir. Quando o jogo estava 1 a 1, o espanhol Pedro saiu na cara de Júlio César e chutou tirando do goleiro. A bola estava a centímetros de entrar, quando surgiu David Luiz, gigante, com um carrinho salvador.

Quem estava na expectativa pelo famoso toque de bola da Espanha, viu uma Seleção Brasileira com a cara de Felipão. Marcando forte, fazendo faltas e roubando muitas bolas. A partida foi dura e o clima esquentou em duas discussões entre os jogadores das duas seleções.

O segundo tempo começou e o ritmo brasileiro não parou. Novamente aos 2 minutos, novamente Fred. Hulk deu o passe, Neymar abriu as pernas inteligentemente e o atacante deu a certeza de que o tetra da Copa das Confederações seria conquistado.

Certeza que só teve uma pontinha de dúvida quando Marcelo cometeu pênalti em Jesus Navas. Mas Sergio Ramos desperdiçou a chance de reação da Fúria. Depois de pegar o pênalti de Forlán na semifinal, Júlio César viu o zagueiro espanhol mandar para fora.

O time espanhol foi totalmente envolvido pelo Brasil, que aplicava contra-ataques com facilidade. Em um deles, Piqué apelou, deu carrinho em Neymar e foi expulso de campo. Caminho ainda mais livre para Thiago Silva levantar a taça de campeão.

A Espanha não era goleada desde novembro de 2011, quando perdeu por 4 a 0 para Portugal. O único título que falta à principal geração da Fúria vai ter que ser conquistado em outro ano e outro país.

No Maracanã, deu Brasil. A Seleção Brasileira que se apresentou desacreditada para esta Copa das Confederações sai com o moral lá em cima. No ano que vem, será uma das favoritas a estar no mesmo Maracanã para conseguir o hexacampeonato mundial.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 X 0 ESPANHA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 30/6/2013, às 19h
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander Van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)
Público: 73.531 presentes
Cartões amarelos: Arbeloa, Sergio Ramos (ESP)
Cartão vermelho: Piqué (ESP)
Gols: Fred, aos 2'/1ºT; Neymar, aos 44'/1ºT; Fred, aos 2'/2ºT

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Hernanes - 42'/2ºT) e Oscar; Hulk (Jadson - 27'/2ºT), Neymar e Fred (Jô - 34'/2ºT). Técnico: Felipão

ESPANHA: Casillas, Arbeloa (Azpilicueta - intervalo), Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Xavi, Iniesta e Mata (Jesús Navas - 7'/2ºT); Pedro e Fernando Torres (David Villa - 13'/2ºT). Técnico: Vicente Del Bosque.

DO LANCENET




.
 
 
 
eXTReMe Tracker