Página inicial
 
Mural de recados
25.04 | kaio
Licius saiu ? ...
25.04 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! CONCORDO PLENAMENTE DO Alcino PM. Venho falando isso a ano ...
25.04 | Beltrão
Digamos que a espinha dorsal de uma equipe, seja formada de 5 jogadores que rece ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/06/2013
11h33 | esportes - Copa das Confederações
COPA DAS CONFEDERAÇÕES: Itália x Japão - 19h - Arena PE
Clique e Confira >>>

 

Vencer os dois primeiros dos três jogos da primeira fase para garantir ou, no mínimo, encaminhar muito bem a vaga para ter tranquilidade na partida final. Esse é o desejo que todas as seleções têm nas competições internacionais, de tiro curto. E parece ser algo muito difícil para a tetracampeã mundial Itália.

Nesta quarta-feira, às 19h, na Arena Pernambuco, no Recife, contra o Japão, os italianos tentam espantar de vez fantasmas de dificuldades que enfrentam contra seleções de médio ou pequeno porte e tentar assegurar vaga na segunda fase da Copa das Confederações já nesta noite.

Um triunfo contra o país asiático já coloca a Azzurra nas semifinais, desde que o México não vença o Brasil também nesta quarta, às 16h, em Fortaleza.

Mas vencer dois compromissos seguidos e encaminhar bem sua vaga, ou até concretizá-la, virou situação atípica para os italianos, que ficaram estigmatizados pelas dificuldades deparadas e tropeços em suas rotas.

O ponto alto disso foi o tricampeonato mundial na Copa de 1982, na Espanha. Antes de eliminar o Brasil, os italianos tiveram dificuldades para se classificar, conquistando três empates, contra Peru, Polônia e Camarões.

Dela pra cá, os italianos somam um total de 15 competições oficiais entre seleções, considerando Copa do Mundo, Eurocopa e Copa das Confederações. E apenas por duas vezes os italianos conseguiram vencer os dois primeiros jogos, na Copa de 1990, em casa, e na Eurocopa de 2000, na Holanda e Bélgica.

Durante a primeira fase de Copas, Euro e Confederações nos últimos 20 anos, chegou a ter tropeços históricos, como derrotas para Egito, Eslováquia, Irlanda, Croácia, República Tcheca e empates com Nova Zelândia, Bulgária, Paraguai e Chile.

As zebras fizeram a Azzurra amargar desclassificações inesperadas na primeira fase, como na última Copa do Mundo, em 2010, e nas Eurocopas de 2004 e 1996.

Como base de comparação, a última vez em uma Copa do Mundo que o Brasil não venceu seus dois primeiros jogos foi em 1978, quando empatou com Suécia e Espanha.

 

 


“Jogamos com o México, que é um time perigoso e campeão olímpico. O Japão é um time igualmente perigoso porque tem um técnico muito bom e é um time equilibrado e comprometido”, falou o técnico Cesare Prandelli.

Ele salientou que teme dificuldade pelo fato de o comandante do time japonês, Alberto Zeccheroni, ser italiano e ter conhecimento sobre o time azul. "O Japão tem uma certa vantagem pelo fato de chegar com um dia de descanso a mais que nós. Além disso, Alberto nos conhece muito bem e sabe como trabalhamos. Suponho que preparará uma armadilha.”

O treinador não confirmou o time que mandará a campo na noite desta quarta-feira no Recife, mas pode fazer algumas alterações no time. O lateral Maggio, o zagueiro Bonucci e o atacante El Sharaawy são alguns dos cotados para receber uma oportunidade.

Do lado do Japão, o técnico Zacheronni não esconde que o favoritismo é do lado italiano e se coloca como franco atirador. “Existe uma lacuna entre o Japão e seus rivais, mas esta Copa das Confederações nos permitirá diminuir isso”, afirmou Zaccheroni.

A equipe oriental pretende parar a europeia ao tentar frear seu maior maestro, o meio-campista Andrea Pirlo, destaque na vitória por 2 a 1 sobre o México com um belo gol de falta e suas assistências.

"Temos que anular Pirlo para que não possa ditar o ritmo do jogo", afirmou o volante Hasabe, capitão do Japão.

 

Frases Pré-Jogo

O Japão leva uma pequena vantagem, na minha opinião, por ter um dia a mais de descanso

Cesare Prandelli,
 
técnico da Itália

A Itália sempre teve uma grande seleção. Eles são muito sólidos na defesa e extremamente organizados

Hasebe,
 
meio-campista do Japão

Escalação

Itália 4-5-1Técnico: Cesare PrandelliJapão 4-4-2Técnico: Alberto Zaccheroni
 Buffon Kawashima
 Abate Atsuto Uchida
 Chiellini Maya Yoshida
 Barzagli Konno
 De Sciglio Yuto Nagatomo
 Pirlo Hasebe
 De Rossi Endo
 Giaccherini Shinji Okazaki
 Montolivo Honda
 Marchisio Shinji Kagawa
 Balotelli Maeda

Ficha Técnica

Copa das Confederações 2013 - Grupo AÁrbitro: Diego Abal (ARG)
Data: 19/06/2013 - 19:00Assistentes:
Juan Pablo Belatti e Hernan Maidana (ARG)
Local: Arena Pernambuco

.
 
 
 
eXTReMe Tracker