Página inicial
 
Mural de recados
26.07 | MARCOS LEITE
SÁBADO DIA 29 AS 15 HS PORTO X NÁUTICO SUB-20 NO VERA CRUZ NO S. FRANCISCO , ESS ...
26.07 | Patativa
Chegamos num momento tão vergonhoso, que eu fiquei sabendo que os clubes da Para ...
26.07 | Eraldo
Já li muita coisa nesse Blog, agora chamar o Porto de time que honra a cidade é ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
15/06/2013
06h06 | esportes - Copa das Confederações
COPA DAS CONFEDERAÇÕES: Brasil 3x0 Japão - Com gols de Neymar, Paulinho e Jô, seleção estreia com vitória
Clique e Confira >>>

Foi preciso apenas dois minutos de horário político, ou melhor de jogo, para Neymar mostrar o motivo de ser cadidato único a novo "presidente" da Seleção Brasileira. Com um belo chute de perna direita de fora da área após uma ajeitada de peito de Fred logo aos três minutos, o camisa 10 abriu o caminho da vitória da Seleção Brasileira sobre o Japão na tarde deste sábado, na abertura da Copa das Confederações, no Mané Garrincha, em Brasília. O gol encerrou um jejum de nove partidas do jogador e ajudou muito no triunfo brasileiro por 3 a 0. Um lance digno de aplausos.

Em uma tarde em que os políticos estavam em baixa na capital federal - o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, foram vaiados ao abrirem oficialmente a competição -, o atacante brasileiro mostrou que está bem em sua campanha. Afinal, as esperanças brasileiras por um bom resultado na Copa das Confederações e do Mundial estão depositadas nele. E após Ronaldo Fenômeno liderar o Brasil em anos anteriores, chegou a hora do ex-santista assumir o cargo vago.

O gol logo no início da partida deu ânimo para a torcida e aliviou a pressão em cima dos donos da casa. Se existia o temor por vai dos torcedores caso houvesse dificuldade para abrir o placar, isso não aconteceu. Mas não quer dizer que os brasileiros dominaram a partida e pressionaram os japoneses. Muito pelo contrário. O jogo não teve só momentos empolgantes. Ficou tedioso algumas vezes, como um horário político.

Após o Brasil marcar, o Japão não se intimidou e foi para cima. Com um bom toque de bola e velocidade no ataque, os visitantes criaram chances, mas não conseguiram empatar. Por outro lado, os brasileiros tentavam cadenciar mais o jogo e criaram boas chances com Hulk e Fred. O camisa 9 quase ampliou, não fosse uma boa defesa do goleiro Kawashima.

Já no segundo tempo, novamente o Brasil foi para o ataque logo no início. E de novo aos três minutos, balançou as redes. Dessa vez, após cruzamento de Daniel Alves, Paulinho dominou livre no meio da área e marcou. O volante aproveitou bem liberdade dada pelo técnico Luiz Felipe Scolari para atacar.

Com vantagem, a Seleção Brasileira se preocupou apenas em manter a vantagem. Enquanto isso, o Japão tentava algo, mas sem tanta força como no primeiro tempo. Ainda deu tempo de Jô fazer o terceiro no fim.

Aos 28 minutos do segundo tempo, o "presidenciável" Neymar deixou o campo. Desgastado, ele deu lugar a Lucas. Como não poderia ser diferente, foi aplaudido pela torcida. Sinal de que a campanha está no caminho certo.

Curiosamente, os três gols da vitória brasileira foram marcados por jogadores que atuam no futebol nacional. Neymar, ex-Santos, já foi negociado com Barcelona, mas ainda não fez sua estreia. Para conquistar a torcida e se eleger nada melhor do que conhecer bem futebol brasileiros. E se o camisa 10 tem tudo para assumir a "presidência", Paulinho, do Corinthians, bem que poderia ser o "vice-presidente". E Jô, do Atlético-MG, ter um cargo no Ministério.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 3 X 0 JAPÃO

Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data e hora: 15/6/13, às 16h
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Auxiliares: José Trigo (POR) e Bertino Miranda (POR)
Cartões amarelos: Hasebe (JAP)
Cartões vermelhos: -
Gols: Neymar, aos 3'/1ºT; Paulinho, aos 3'/2ºT; Jô, aos 48'/2ºT

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Hulk (Hernanes - 29'/2ºT), Oscar e Neymar (Lucas - 28'/2ºT); Fred (Jô - 35'/2ºT). Técnico: Felipão.

JAPÃO: Kawashima, Uchida, Konno, Yoshida, Nagatomo; Endo (Hosogai - 33'/2ºT), Hasebe; Honda (Inui - 43'/2ºT), Kagawa, Kiyotake (Maeda - 5'/2ºT); Okazaki. Técnico: A. Zaccheroni.

Do Lancenet


.
 
 
 
eXTReMe Tracker