Página inicial
 
Mural de recados
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
26.04 | Beltrão
A próxima contratação do Central vem do : A) veloclube B) aeroclube C) Cineclub ...
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
31/05/2013
00h16 | esportes - Libertadores
Seguiu no Horto! Victor pega pênalti no último minuto e mantém Atlético-MG na Libertadores

Não foi Ronaldinho, nem Bernard, nem Diego Tardelli. Em uma partida com requintes dramáticos, o Atlético-MG viu em Victor seu herói. O camisa 1 defendeu cobrança pênalti com os pés aos 48 minutos da etapa final, garantindo o empate em 1 a 1 que selou a classificação do Galo para a semifinal na Taça Libertadores.

Como os mineiros empataram em 2 a 2 em Tijuana, a equipe terá direito de seguir na competição sul-americana, na qual terá como adversário será o Newell's Old Boys (ARG), que, após dois empates em 0 a 0, eliminou o compatriota Boca Juniors em uma antológica disputa de pênaltis. A partida de ida será no dia 3, em Rosario, e a volta será em Belo Horizonte, no dia 10 de junho.

XOLOS ASSUSTAM, MAS GALO IGUALA PLACAR

O torcedor que foi ao Horto acreditando em uma classificação tranquila do Tijuana precisou de 40 segundos para comprovar o contrário. Tempo para Riascos aproveitar erro de Réver e exigir Victor. Os mexicanos começaram a partida fechando espaços em torno da área (obrigando Bernard e Diego Tardelli a arriscarem de longe), e atacavam em bloco, em especial pelas laterais.

E foi pelo lado que o Tijuana abriu o marcador aos 25 minutos - com uma boa dose de ironia. Em uma primeira etapa truncada pelo excesso de faltas (em uma delas, Gandolfi chegou a marcar, mas o gol foi bem anulado), os atleticanos reclamavam de infração em seu campo de ataque. Alheio às reclamações, Ruíz desceu pela esquerda, centrou e Riascos chutou de direita, vencendo Victor.

A ansiedade aumentou de vez no Galo quando Marcos Rocha encheu o pé e Saucedo espalmou. Entretanto, a equipe começou a encontrar espaços e a desperdiçar chances com Tardelli, Bernard e em cobrança de falta de Ronaldinho.

Só que o pé de R10 na bola parada fez a diferença na assistência. Sua cobrança de falta da esquerda cruzou toda a área e Réver, de canela, tocou para a rede, aos 40. Empate que classificava, mas a virada ainda foi desperdiçada em chutes de Bernard e Leonardo Silva.

GALO TEM ETAPA FINAL DRAMÁTICA

O técnico Antonio Mohamed colocou os Xolos no ataque de vez, trocando o zagueiro Ortíz pelo meia Martínez. Mas foi o Atlético-MG que iniciou a partida em uma blitz no ataque. Bernard teve ao menos três oportunidades claras diante da meta - uma delas, com Saucedo batido - mas não aproveitou. E só. Nervosos, jogadores do Galo cometiam erros primários de passe - especialmente Bernard, que, após prender demais a bola durante a partida, foi sacado para a entrada de Luan.

Aos poucos, o Tijuana ditou o ritmo do jogo, com uma sucessão de escanteios passando perto da meta. E, aos 23, uma falha quase comprometeu a classificação atleticana. Dois defensores erraram o tempo da bola e Riascos avançou livre contra Réver. O atacante passou para o livre Piceno, que finalizou em cima de Victor. Após nova cobrança de escanteio, Riascos passou da bola por poucos instantes.

Os tons dramáticos ainda tiveram direito a cobrança de falta de Arce carimbando o travessão de Victor. O Atlético-MG exigiu Saucedo em chute à queima-roupa de Diego Tardelli e, aos 44 minutos, viu Luan desperdiçar chance de ouro.

Só que a classificação passaria por um desafio ainda maior. Após bola lançada para a área, Leonardo Silva derrubou Aguilar na área e o árbitro confirmou o pênalti. A apreensão da torcida atleticana enquanto Riascos partia para a bola transformou-se em delírio quando Victor defendeu a cobrança, aos 48. Estava selada a classificação do Galo para a semifinal da competição e a presença de, ao menos, um representante brasileiro.

ATLÉTICO-MG 1x1 TIJUANA

Data/Hora: 30/05/2013, às 22h (de Brasília)

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Renda / Público: Não divulgados

Árbitro: Patricio Polic (CHI)

Assistentes: Juan Maturana (CHI) e Raul Orellana (CHI)

Cartões amarelos: Marcos Rocha, Victor, Leonardo Silva (ATL), Gandolfi, Pellerano (TIJ)

Cartões vermelhos: Réver (ATL, 48/2T)

Gols: Riascos, 25'/1T (0-1) e Réver, 40'/1T (1-1).

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha (Josué, 31'2/T), Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Ronaldinho e Bernard (Luan, 20'2T); Diego Tardelli e Jô (Alecsandro, 43'2/T). Técnico: Cuca

TIJUANA: Saucedo; Castillo, Gandolfi, Aguilar e Ortiz (Martínez, intervalo); Nuñez, Arce, Pellerano, Ruíz (Márquez, 36'2T) e Castillo; Moreno (Piceno, 16'2/T) e Riascos. Técnico: Antonio Mohamed.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker