Página inicial
 
Mural de recados
16.10 | VICTOR HUGO
OS 2 CAIXÕES DE PANCADA DA SEGUNDONA, FERROVIARIO DO CABO E CHÃ GRANDE JÁ ESTÃO ...
14.10 | CLEO
EU ACHO Q O PESQUEIRA TEM JOGAR TODO DE AMARELO SÓ O NUMERO AZUL, JÁ TEM MUITOS ...
14.10 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, NA SEGUNDONA TEM MUITOS BONS JOGADORES O CENTRAL TEM Q FIK D OLHO COM U ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/05/2013
18h16 | esportes - Futebol
Em jogo de três pênaltis, Atlético faz valer a vantagem e é campeão mineiro

Tarde de festa para a torcida alvinegra no Mineirão. Após 90 minutos de muita tensão,o Atlético fez valer a vantagem do jogo de ida e sagrou-se bi campeão Mineiro! O time de Cuca repete o feito do ano passado e, após levantar a taça em um Independência reformado, ergue o troféu no mais novo palco de luxo belo-horizontino. O Galo é o primeiro campeão estadual da nova era Mineirão.

A tarefa não era a das mais fáceis. O Cruzeiro tinha que reverter um placar de 3 a 0 imposto por Jô, Tardelli e Marcos Rocha, na semana anterior. Para isso, contou com mais de 40 mil pessoas vestidas de azul e branco dentro do Mineirão. Com o apoio da China Azul, o Cruzeiro tentou fazer valer o mando de campo e mostrar um futebol proporcional ao tamanho da torcida nas arquibancadas.

CRUZEIRO ABRE BOA VANTAGEM E COLOCA FOGO NA DECISÃO

O Cruzeiro começou a partida pressionando desde os minutos iniciais. O Atlético se defendia bem, buscando explorar os espaços e usar a velocidade contra o rival. Enquanto os jogadores celestes procuravam esquentar o ritmo e acelerar o jogo, os alvinegros, propositalmente, cadenciavam o confronto na tentativa de esfriar a partida. Mas, aos 17 minutos, Dagoberto penetrou pela ponta esquerda, invadiu a área e sofreu pênalti de Gilberto Silva. Na cobrança, o camisa 11 bateu no meio e abriu o placar.

Mais recuado que o normal, o Atlético passou a descer com mais frequência ao ataque. Quando os alvinegros começavam a gostar da partida, mais um pênalti para a Raposa. Desta vez, Borges foi derrubado por Richarlyson. Mais uma vez, Dagoberto finalizou bem e incendiou o Gigante da Pampulha. Os 2 a 0 serviram de alerta para o time de Cuca. O Atlético até ensaiou uma reação, mas Paulão, Leo e companhia garantiram a segurança e os 2 a 0 até o fim do primeiro tempo.

GALO VOLTAMELHOR E R10 GARANTE O TÍTULO

A etapa derradeira voltou e junto com ela, um Galo mais ligado em campo. Agora os papéis se inverteram. Era o Atlético quem mais atacava e não deixava o Cruzeiro sair para o ataque. Aos 13 minutos, Jô acertou a trave de Fábio, e o jogo pegou fogo de vez. Mais movimentado, a partida tomou rumos eletrizantes. Fábio salvou o Cruzeiro na cabeçada de Rever. No contra-ataque, Victor espalmou para escanteio o forte chute de Borges.

Passados 30 minutos, o jogo tomou ares de tensão. Quem balançasse as redes, praticamente colocaria as mãos na taça. O Atlético via que não dava para ficar só na defensiva. O Cruzeiro teria que se abrir e ir ao ataque. Uma mistura de emoção e nervosismo tomou conta dos jogadores. Em um desses lances, Egídio errou um passe e deu de presente para Luan. O garoto invadiu a área celeste e sofreu pênalti. Na batida, Ronaldinho venceu Fábio, aliviou a Massa atleticana e botou a torcida alvinegra para gritar vi campeão.

Aos 41, Marcos Rocha ainda perdeu a chance de fazer um golaço e decretar o título. Ao fim da partida, Luan recebe o vermelho por carrinho em Dagoberto. Na sequência do lance, confusão geral entre titulares, reservas e membros da comissão técnica dos dois times. O desentendimento mais favoreceu ao Atlético, que esperou pouco até o relógio chegar aos 50 minutos e Leandro Vuaden encerrar a partida. Galo bi campeão mineiro!

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO x ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 19/05/2013 - 16h (horário de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA/RS)

Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (FIFA/RJ) e Rodrigo Henrique Corrêa (FIFA/RJ)

Cartões amarelos: Borges (CRU) Leandro Guerreiro (CRU), Diego Souza (CRU), Nilton (CRU), Gilberto Silva (CAM), Ronaldinho Gaúcho (CAM)

Cartão vermelho: Luan (CRU)

Público/Renda: 42.142 pagantes/45.138 presentes. R$ 1.774.410,00

GOLS: 17'1ºT, Dagoberto (1-0); 33'1ºT, Dagoberto (2-0); 33'2ºT, Ronaldinho Gaúcho (2-1)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke, 22'2ºT), Paulão, Léo e Egídio; Leandro Guerreiro, Nilton, Éverton Ribeiro e Diego Souza (Ricardo Goulart, 13'2ºT); Dagoberto e Borges (Anselmo Ramon, 19'2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Richarlyson; Josué, Leandro Donizete, Bernard (Luan, 22'2ºT) e Ronaldinho; Diego Tardelli (Leonardo Silva, 39'2ºT) e Jô (Alecsandro, 26'2ºT). Técnico: Cuca.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker