Página inicial
 
Mural de recados
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/02/2013
00h55 | esportes - Futebol
Guerrero marca, Sheik perde chance 'fácil' e Timão empata com o San José

O peruano Paolo Guerrero poderia ter saído como herói de sua primeira partida em Copas Libertadores. Ele precisou de apenas cinco minutos para balançar as redes e ainda deu passe açucarado para Emerson garantir a vitória corintiana, mas o camisa 11, sem goleiro, acertou a trave. No fim, o empate por 1 a 1 com o San José (BOL), na estreia do atual campeão na competição, acabou ficando de bom tamanho, já que os 3.700 metros de altitude em Oruro favoreceram - e muito - os donos da casa.

O resultado serviu para o Timão manter sua série invicta, que já dura 15 jogos (os outros 14 foram na edição do ano passado). A maior sequência da história foi obtida pelo Sporting Cristal (PER), nas edições de 1962, 1968 e 1969: 17 jogos.

O líder do Grupo 5 é o Tijuana (MEX), que bateu o Millonarios (COL) por 1 a 0, fora de casa, na noite de terça-feira.

O Corinthians voltará a campo no próximo domingo, contra o Bragantino, pelo Paulistão Chevrolet. O jogo será às 16h, em Bragança Paulista. Pela Libertadores, o próximo compromisso será na quarta que vem, dia 27 de fevereiro, contra o Millonarios (COL), no Pacaembu.

O JOGO

O atual campeão foi a campo disposto a mostrar que 3.700 metros de altitude não seriam suficientes para intimidar uma equipe invicta há 14 jogos na Libertadores. Bastaram cinco minutos para que Fábio Santos recebesse de Jorge Henrique e cruzasse da esquerda para Guerrero completar para as redes após furada de Emerson. O peruano marcou dez gols nas últimas 12 partidas que disputou. Os últimos cinco haviam saído de cabeça. Desta vez, foi com o pé.

Empolgado com a vantagem, o Timão correu até mais do que deveria. Emerson, por exemplo, deu um pique desnecessário tentando alcançar uma bola que já estava quase nas mãos do goleiro. A ousadia poderia ter definido a partida aos 8 minutos, quando Ralf cruzou e Paulinho chegou batendo para fora.

Embora o San José não tenha grande qualidade técnica, o ar rarefeito foi transformando o jogo aos poucos. Nos minutos finais do primeiro tempo, por exemplo, só os bolivianos jogaram. E insistiram em duas armas, aproveitando que a baixa resistência do ar deixa a bola mais venenosa: os chutes de longe e os cruzamentos, ambos sem muita eficiência. Quando os tiros foram precisos, surgiu Cássio. Foi assim em uma bomba de Saucedo e em um toque de calcanhar de Palacios.

O segundo tempo começou como o primeiro terminou e Cássio fez outra defesa boa aos 5 minutos, em chute de Torrico. Tite mexeu rápido, logo aos 13, mas por necessidade: Jorge Henrique saiu mancando e Renato Augusto entrou.

Mas a alteração feita pouco antes por Marcos Ferrufino foi mais efetiva. García, que ganhara a vaga de Dury, cruzou da esquerda para Saucedo empatar, aos 15.

O Corinthians deu seus últimos suspiros com Emerson. Aos 20 minutos, ele recebeu passe açucarado de Guerrero e, sem goleiro, chutou na trave. No lance seguinte, novo passe do camisa 9 e nova chance desperdiçada pelo Sheik, desta vez menos "clara". E foi justamente ele o escolhido para dar lugar a Alexandre Pato, aos 26 minutos. Na sequência, Paulo André saiu com dores e Felipe entrou.

Com o ritmo da equipe cada vez mais reduzido, Pato pouco conseguiu acrescentar. O fôlego de sobra, no entanto, não foi suficiente para o San José superar suas limitações técnicas e vencer. O jogo ficou morno e o empate foi "inevitável".

FICHA TÉCNICA:

SAN JOSÉ (BOL) 1 X 1 CORINTHIANS

Local: J.Bermudez, em Oruro (BOL)
Data/hora: 20/2/2013, às 22h
Árbitro: Carlos Vera (ECU)
Auxiliares: Christian Lescano (ECU) e Byron Romero (ECU)

Renda/público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Cássio, Guerrero e Fábio Santos (COR)
Cartões vermelhos: -
GOLS:
Guerrero, aos 5'/1T (0-1); Saucedo, aos 15'/2T (1-1);

SAN JOSÉ: Carlos Lampe, Luis Palacios, Carlos Tordoya e Luis Torrico; Didi Torrico, Abdón Reyes, Sebastián Carrizo (Sejas - 27'/2T) e Isaias Dury (Garcia - 10'/2T); Marcelo Gomes (Bonafina - 40'/2T), Diego Cabrera e Carlos Saucedo. Técnico: Marcos Ferrufino.

CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Gil, Paulo André (Felipe - 28'/2T) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique (Renato Augusto - 13'/2T), Emerson Sheik (Alexandro Pato - 25'/2T) e Guerrero. Técnico: Tite.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker