Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | Sandro centralino
Deixem de conversar merda. Hoje é dia de apoiar o central e vos ficam discutindo ...
25.06 | Antonio
Almir Dias no jogo contra o Coruripe foi essencial, participou de dois dos três ...
25.06 | Kaio SGD
Tás assistindo os jogo. Dizer q ele jogou até agora pelo amor de Deus ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
17/01/2013
11h42 | esportes - Futebol
São Paulo começa o ano com 'capitães' em todos os setores do campo
Um ano atrás, Emerson Leão, então treinador, reclamava da falta de vozes da equipe em campo. Rogério Ceni, Lúcio, Denilson e Luis Fabiano formam são hoje a base da liderança

Do Lancenet! 

- Precisamos ter mais vozes, não só uma solitária.

A frase acima foi dita em Cotia, mas na pré-temporada do ano passado por Emerson Leão, ex-treinador. Um ano passou e muita coisa mudou, inclusive o técnico. Em 2013, o São Paulo começará a temporada com jogadores, em todos os setores do time, que já foram capitães.

Rogério Ceni era a voz solitária dita por Leão, que saiu sem deixar saudades. O goleiro, dono da braçadeira, é o principal líder do elenco e assim será até a sua aposentadoria, que pode acontecer no fim deste ano.

Luis Fabiano e Denilson estavam no grupo um ano atrás, mas se familiarizaram com a condição de líder durante a temporada passada. O camisa 01 ficou todo o primeiro semestre se recuperando de uma cirurgia no ombro direito e abriu espaço para outros usarem a faixa.

Rhodolfo também foi um deles, mas seu novo companheiro de zaga tem uma experiência difícil de ser comparada. Lúcio, 34 anos, "só" foi o capitão da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo, em 2010, na África do Sul.

- Eu acho que com o Lúcio nós ganhamos, além da qualidade técnica, mais um líder no grupo. Essa liderança pode ser exercida sem usar a braçadeira de capitão. Ele tem um currículo vitorioso, com muitos títulos. Tem o mesmo perfil do Rogério em termos de comunicação dentro de campo. Enxerga bem o jogo, entende a tática. Durante a partida, pode auxiliar muito, até mesmo o treinador dentro do jogo - comentou o técnico Ney Franco, sobre a presença do experiente zagueiro.

Com Rogério Ceni no gol, Lúcio na defesa, Denilson no meio e Luis Fabiano no ataque, Ney tem seus quatro "capitães" para ajudá-lo dentro de campo. Se a equipe ainda não estará pronta tática e fisicamente, a liderança do quarteto pode ser decisiva para superar o Bolívar e colocar o Tricolor na fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Os quatro 'capitães'

Rogério Ceni - Um dos vários recordes que Rogério Ceni tem no São Paulo é o de ser o atleta que mais vezes foi capitão da equipe na história do clube. O Mito usou a braçadeira 807 vezes em toda a sua carreira, sendo que ele entrou em campo 1050 vezes. Assumiu a condição de capitão da equipe no ano de 2001. Na despedida de Romário da Seleção Brasileira, em 2005, Rogério Ceni entrou na segunda etapa e também usou a braçadeira de capitão.

Denilson - O volante foi capitão pela primeira vez de uma equipe profissional no ano passado. A chance surgiu contra o Coritiba, no Morumbi, e ele repetiu a dose em outras duas oportunidades pelo Tricolor. Pelas seleções de base, Denilson também usou a braçadeira algumas vezes.

Lúcio - Se a Seleção Brasileira não tivesse fracassado nas quartas de final, diante da Holanda, e conquistasse o hexacampeonato mundial, Lúcio seria o responsável pela honraria de erguer o troféu da Copa do Mundo, em 2010, na África do Sul. Ele assumiu a faixa em 2006, com a chegada de Dunga e a saída de Cafu.

Luis Fabiano -Ele foi o jogador que mais usou a braçadeira no ano passado, quando Rogério Ceni estava se recuperando da cirurgia no ombro direito. Com isso, até o momento, Fabuloso foi o responsável por representar o time no sorteio da arbitragem antes das partidas, 27 vezes com a camisa são-paulina. O atacante poderia ter um número maior de participações como capitão, mas teve a faixa tirada por Emerson Leão, em março do ano passado. No entanto, o treinador voltou atrás no jogo seguinte.


...
 
 
 
eXTReMe Tracker