Página inicial
 
Mural de recados
28.06 | ojuara
CONCORDO NELHOR PAGAR SAFADAO DE QUE INVESTIR NESSE CLUBE SAFADO DE LADROES PORQ ...
28.06 | Paulo Junior
Parabéns pela atitude dos torcedores do Central em dividir o dinheiro com os fun ...
27.06 | Carlos
Eu acho que esse verdade nua e crua tem problemas mentais ele fica pensando,pens ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/12/2012
09h34 | esportes - Futebol
Contra o Tigre, São Paulo pode voltar a ser campeão depois de quatro anos

Em 7 de dezembro de 2008, o São Paulo conquistou o Campeonato Brasileiro pela terceira vez consecutiva e entrou para a história. Naquele dia, nem o torcedor mais pessimista poderia imaginar que o clube estava dando início a um jejum de títulos. Às 21h45 desta quarta-feira, contra o Tigre (ARG), o Morumbi poderá ser o palco do fim da seca que dura exatamente quatro anos e cinco dias.

Mais de 60 mil fanáticos vão preencher as arquibancadas do estádio e, para que terminem a noite festejando, basta que o Tricolor vença por qualquer placar. Os argentinos estão na mesma situação. Como o jogo de ida, quarta-feira passada, na Bombonera, terminou empatado por 0 a 0, uma nova igualdade provocará uma prorrogação de 30 minutos, seguida pela disputa por pênaltis caso necessário.

O ADEUS DE LUCAS E WILLIAN

A noite que pode ficar marcada por um título inédito na história do São Paulo também terá despedidas. Duas delas já estão confirmadas e são emblemáticas. Por um lado, Lucas, candidato a ídolo e já negociado com o Paris Saint-Germain (FRA), não se cansa de dizer que quer deixar uma taça de presente para o clube que o revelou. Enquanto isso, Willian José, que nunca caiu nas graças da torcida e já sabe que não terá o contrato renovado, será o substituto de Luis Fabiano, expulso no jogo de ida, e aparece como candidato a marcar o gol do título.

- Caso não venha o título, vai ser muito triste, vai ser desastroso. Mas penso positivo, que vou ganhar. Como sempre falei: quero deixar meu nome marcado na história do São Paulo, deixar meu quadro aqui no CT, voltar um dia e as pessoas lembrarem de mim - disse Lucas, em uma emocionada entrevista coletiva de despedida, na manhã desta terça.

Para evitar que a zebra passeie, a equipe precisará controlar melhor os nervos. No jogo de ida, os argentinos distruibuíram pontapés, provocaram e conseguiram o que queriam: desestabilizar o São Paulo. Os brasileiros começaram jogando bem, mas a expulsão de Luis Fabiano, logo aos 13 minutos, prejudicou. Repetir o erro é terminantemente proibido. E vale até se inspirar em um rival para ter a cabeça no lugar.

- O exemplo do Emerson é prático. É um exemplo interessante, como no último jogo tem alguns exemplos que a gente vai editar e mostrar para os atletas. Todos esses exemplos a gente tem que levar para o jogo - declarou Ney Franco, citando o atacante do Corinthians, que tirou o zagueiro Caruzzo do sério na final da Libertadores, contra o Boca Juniors (ARG).

ZAGUEIRO JOVEM VAI PARA O JOGO

No lance que gerou a expulsão de Luis Fabiano, o zagueiro Donatti também recebeu cartão vermelho. Erik Godoy, jovem defensor de 19 anos, que disputou apenas duas partidas pela equipe principal do Tigre, é o favorito para substituí-lo na grande final. Donatti viajou ao Brasil, mas apenas para dar força aos colegas.

- Me doeu a expulsão, mas já no vestiário disse que queria estar no Brasil. Temos que apoiar quem estará em campo - disse.

O técnico Néstor Gorosito não deve fazer outras modificações na equipe.


FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X TIGRE (ARG)

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/Horário: 12/12/2012, às 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes: Francisco Mondria (CHI) e Carlos Astroza (CHI)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Lucas, Osvaldo e Willian José. Técnico: Ney Franco.

TIGRE: Albil; Paparatto, Echeverría, Godoy e Orban; Ferreira, Galmarini, Díaz e Leone; Botta e Maggiolo. Técnico: Néstor Gorosito


.
 
 
 
eXTReMe Tracker