Página inicial
 
Mural de recados
11.12 | MARCOS LEITE
PAULO, SE O CENTRAL TIVER BEM, COMEÇAR COM O PÉ DIREITO , A GALERA VAI EM MASSA, ...
10.12 | paulo
A SERIE D NAO RENDA NADA MUITO PELO CONTRARIO DA MUITO PREJUIZO MEUS AMIGO FOI I ...
09.12 | Rubro Negro
Campeão com mérito? Como assim,série B de 86 tem um monte de time q se intitula ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/10/2012
18h45 | esportes - FUTEBOL
Que jogo! Atlético-MG vence o Flu nos acréscimos e reacende briga pelo título

Um confronto digno da campanha de Atlético-MG e Fluminense neste Campeonato Brasileiro. A vitória por 3 a 2 do Galo, na tarde deste domingo, na Arena Independência, teve de tudo. Casa cheia, virada, emoção, polêmica e gol nos acréscimos. No fim, a sensação de que o Brasileirão voltou a ter graça. Jô, duas vezes, e Leonardo Silva fizeram os gols dos mineiros. Wellington Nem e Fred marcaram para os visitantes.

O resultado aproxima o Atlético do Fluminense na tabela. Agora, o líder se mantém com 69 pontos, mas o Galo chegou a 63 e a diferença caiu para seis pontos. Na próxima rodada, as duas equipes jogam em casa. O Galo recebe o Flamengo, apenas no dia 31, às 21h50, na Arena Independência. O Tricolor joga bem antes: enfrenta o Coritiba, já na próxima quinta-feira, às 21h, no Engenhão.

Durante toda a partida, os mineiros jogaram melhor e tiveram mais chances de gol. Exemplo disso é que a equipe acertou três vezes a trave de Diego Cavalieri e foi superior nos números. No lado do Flu, Fred marcou o centésimo gol dele com a camisa tricolor.

PRESSÃO DO GALO NA ETAPA INICIAL

O Atlético-MG entrou em campo ciente de que apenas um resultado seria bom para continuar na briga pelo título do Campeonato Brasileiro: a vitória. Com o embalo da torcida, que compareceu em ótimo número, partiu para cima do Fluminense e foi melhor durante todo o primeiro tempo.

Exemplo disso é que o goleiro Victor não teve necessidade de fazer uma defesa sequer nesta etapa inicial. O mesmo não se pode falar de Diego Cavalieri. O tricolor teve trabalho a todo momento e fez, no mínimo, umas quatro defesas que acabou evitando que o Galo saísse na frente.

A equipe mineira era muito perigosa sobretudo com o quarteto ofensivo, formado por Ronaldinho, Bernard, Guilherme e Jô. O último foi o que mais teve oportunidades. Mas o lance mais polêmico foi com o camisa 49. Em uma cobrança de falta, ele fez um golaço que acabou sendo anulado pela arbitragem. O motivo foi um empurrão do zagueiro Leonardo Silva na barreira tricolor. A torcida e os jogadores reclamaram bastante do lance.

O fato é que nos primeiros 45 minutos a bola pouco saiu do ataque atleticano. Na parte final, a equipe ainda acertou duas vezes a trave tricolor, com Bernard e Jô. Para não dizer que o Flu não atacou, Wellington Nem desperdiçou uma chance de frente com Victor e depois a zaga afastou.

GOL NO FIM E COMEMORAÇÃO ATLETICANA

As duas equipes voltaram para a etapa final sem nenhuma alteração. Mudanças, apenas de postura. Após ficar o primeiro tempo inteiro na defesa, o Fluminense resolveu ousar mais, sobretudo em contra-ataques. Deu certo. Logo aos 10 minutos, a equipe saiu jogando de forma perfeita e Wellington Nem recebeu belo passe de Fred para abrir o placar.

Durante alguns minutos o gol causou uma certa 'pane' no Atlético. Tanto que na sequência Thiago Neves teve chance de ampliar, mas Victor saiu fechando bem. Mas, aos poucos, o Galo ia voltando a se encontrar na partida. Leandro Donizete, por exemplo, acertou a trave e quase marcou.

E depois de tentar por 67 minutos, enfim saiu o gol da equipe mineira. Em uma bela troca de passes, Ronaldinho deu passe para Jô, que soltou uma bomba para o gol de Diego Cavalieri. Aí não teve trave nem o proprio goleiro para evitar que o atacante deixasse tudo igual no estádio.

A parte final da partida reservou emoções dignas da importância deste duelo. Aos 36, Jô aproveitou um cruzamento de Bernard e cabeceou para o fundo das redes. Parecia que estava selada a vitória do Galo, mas três minutos depois Fred marcou o centésimo gol pelo Tricolor e empatou.

Novamente, parecia que o resultado estava certo. Mas após um cruzamento de Ronaldinho Gaúcho, Leonardo Silva cabeceou e deixou o Galo na frente do placar. Os atleticanos pareciam não acreditar no que estava acontecendo. Mas aconteceu. E o Brasileiro volta a ter graça.

ATLÉTICO-MG 3 X 2 FLUMINENSE

Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 21/10/2012 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Kléber Lúcio Gil (SC)

Renda e público: R$ 736.275,00 / 20.096 pagantes

Cartões amarelos: Deco, Carlinhos, Diguinho (FLU), Pierre (ATL)
Gols:  Wellington Nem, aos 10'/2ºT (0-1); Jô, aos 23'/2ºT (1-1); Jô, aos 36'/2ºT (2-1); Fred, aos 40'/2ºT (2-2); Leonardo Silva, aos 47'/2ºT (3-2)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Júnior César; Pierre (Leonardo 42'/2ºT), Leandro Donizete, Guilherme (Neto Berola 16'/2ºT), Bernard (Richarlyson, 48'/2ºT) e Ronaldinho; Jô. Técnico: Cuca.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho (Samuel 39'/2ºT) e Diguinho; Wellington Nem, Deco (Wágner 29'/2ºT) e Thiago Neves (Rafael Sóbis 29'/2ºT); Fred Técnico: Abel Braga




.
 
 
 
eXTReMe Tracker