Página inicial
 
Mural de recados
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
20.04 | Manoel
Agora não há mais tempo para fazer mudanças acho que Lucius foi o pior president ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/09/2012
19h28 | esportes - BRASILEIRÃO
BRASILEIRÃO: Náutico desperdiça chances e perde para o Botafogo
Clique e confira!

Do Blog do Torcedor. 

Ter mais posse de bola e se manter ofensivo no segundo tempo não foi suficiente para o Náutico sair com um vitória ou ao menos um empate do Engenhão. Diante do Botafogo, os alvirrubros pecaram na marcação e despediçaram boas chances de gol e a partida acabou em 3x1 para os donos da casa.Os pernambucanos permanecem com 28 pontos, enquanto os caricas chegamaos 37.

O primeiro tempo foi mais equilibrado no que se refere a marcação. Mas o placar foi a berto cedo. Já aos 50 segundos de jogo, após falta alvinegra não marcada, Andrezinho conseguiu avançar pela direita, cruzou para Elkeson, que recebeu na área e marcou de letra no canto direito do goleiro Gideão. Apesar do erro da arbitragem, o lance do gol já refletia a pouca eficiência da marcação alvirrubra, já que os jogadores alvinegros estavam livres de marcação.

Um dos pontos que chamou atenção foi a pouca eficiência de Lúcio tanto na saída de bola quanto na marcação. Aos 20 minutos, o lateral-esquerdo do Náutico perdeu a bola, deixando Lucas armar o contra-ataque para o Botafogo. Seedorf terminou de cara pro gol, mas chutou mal e o Náutico escapou de levar mais um gol.

Aos 33, mais uma falha da marcação do Náutico na entrada da área termina em gol do adversário. Elkeson recebeu novamente de Andrezinho, fez a finta em Ronaldo Alves na entrada da área e mandou para o gol, apmpliando a vantagem dos donos da casa.

Mesmo diante do placar desvantajoso, o time comandado por Alexandre Gallo continuou explorando a posse de bola e a velocidade para chegar na área do Botafogo. Umas das melhores chances foi aos 38 minutos, quando Lúcio recebeu pela esquerda da área, chutou cruzado, mas pegou mal e a bola acabou na rede pela lado de fora. As investidas não resultaram em gol o que aumentou o desafio para a segunda etapa.

Na volta do intervalo, o Timbu voltou ainda apresentando erros de marcação, mas com mais objetividade, chegando mais à área adversária. Já aos 5 minutos, Lúcio cruzou rasteiro na pequena área, mas Renan sai errado e a bola passa direto por ele e por Souza, na frente do gol.

O Timbu conseguiu diminuir a desvantagem aos 8 minutos, quando Gabriel comete falta em Souza na grande área. Na cobrança do pênalti, Araújo manda com categoria no canto direito do gol, enquanto o goleiro Renan cai para a esquerda.

Depois do gol, os alvirrubros cresceram ainda mais na partida, enquanto o Botafogo caiu de rendimento. O detalhe é que o time pernambucano, apesar de ter criado boas chances de gol, perdeu grandes chances, pelo menos três oportunidades claras de gol. A primeira delas, aos 34 minutos, o atacante Rogério, que havia acabado de entrar na vaga de Dimba, chutou cruzado, obrigando o goleiro Renan a fazer grande defesa. 

Apenas dois minutos depois, o mesmo atacante alvirrubro se livrou da marcação na ponta esquerda e cruzou para o lateral Araújo, que estava no meio da área. O lateral, contudo, chuta sem muita atenção e manda a bola raspando na trave. Pouco tempo depois, Araújo perde outra chance idêntica, mandando a bola por cima do gol.

Como no futebol, normalmente prevalece a máxima do "quem não faz leva", não demorou muito para que o Botafogo ampliasse a vantagem e sacramentasse a vitória que levou o time ao G4. Aos 46 minutos, livre de marcação, Andrezinho, na grande área, recebeu passe de Seedorf e chutou cruzado por baixo do goleiro Gideão, que não conseguiu evitar o gol.

FICHA DO JOGO

Botafogo: Renan; Lucas (Gilberto), Brinner (Vinícius), Dória e Lima; Gabriel, Jadson, Fellype Gabriel (Cidinho), Andrezinho e Seedorf; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Náutico: Gideão; Patric, Ronaldo Alves, Jean Rolt e Lúcio; Elicarlos, Souza (Kim), Dadá (Josa) e Rhayner, Araújo e Dimba (Rogério). Técnico: Alexandre Gallo.

Gols: Elkeson (B) (2), Araújo (N).

Campeonato Brasileiro da Série A. Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro. Horário:16h. Árbitro:Jaílson Macedo de Freitas (BA). Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Thiago Gomes Brigido (CE). Público: 18348. Renda: R$ 308.140 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker