Página inicial
 
Mural de recados
22.07 | MARCOS LEITE
NA SÉRIE A2 SÓ SOBE O CAMPEÃO, ESPERO SEJA O PORTO GAVIÃO DO AGRESTE. OU PESQUEI ...
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
23/04/2010
00h19 | esportes - Libertadores
Empates no Uruguai e Paraguai garantem o Flamengo nas oitavas da Libertadores
Uruguaios Cerro e Racing ficam no 0 a 0 diante de Emelec e Cerro Porteño

Após as vaias por não conseguir fazer dois gols de diferença diante do Caracas (o Flamengo venceu por 3 a 2, no Maracanã), uma quinta-feira perfeita garantiu a vaga rubro-negra nas oitavas de final da Libertadores. Primeiro, o Grupo 5 se encerrou com uma vitória do Internacional sobre o Deportivo Quito, por 3 a 0, em um jogo, que só não podia dar empate. Na outra partida, o Cerro, do Uruguai, precisava vencer o Emelec, do Equador, por três gols de diferença, no estádio Centenário, em Montevidéu, mas ficou no 0 a 0. Por fim, o Racing, também do Uruguai, foi a Assunção precisando de uma diferença de quatro gols sobre o Cerro Porteño e, assim como aconteceu com seus conterrâneos, não saiu do zero.

Na disputa entre os segundos colocados, o Deportivo Quito terminou com os mesmos 10 pontos do Rubro-Negro, mas com um saldo de gols inferior à equipe brasileira. O Racing foi o pior segundo colocado com apenas oito pontos.

Emelec segura o Cerro em Montevidéu

No primeiro tempo, o Cerro sempre teve mais a posse de bola, mas pouco incomodou a equipe do Emelec. Apenas aos 43 minutos, o time uruguaio foi mais efetivo. Mora cobrou falta na área, Pellejero pegou a sobra e chutou firme. O goleiro espalmou e, no rebote, Mello tocou para o fundo da rede, mas, em posição irregular. O gol acabou sendo anulado.

O Cerro foi todo para o ataque na etapa final, mas erros no último passe e nas finalizações faziam a classificação ficar cada vez mais distante. A expulsão de Suárez aos 31 não ajudou nem um pouco. E, quatro minutos depois, parecia que o Emelec abriria o placar. Quiróz partiu livre, foi derrubado pelo goleiro dentro da área. Muito longe da jogada, o árbitro preferiu assinalar uma simulação e expulsar o atacante do time equatoriano. O placar ficou mesmo em branco no Centenário.

 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker