Página inicial
 
Mural de recados
23.05 | MARCOS LEITE
PERDEMOS UMA BATALHA, MAS NÃO PERDEMOS A GUERRA VAMOS GANHAR O CORURIPE, CENTRAL ...
22.05 | Davi
Essa Racreche sei não viu... ...
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/04/2010
18h14 | esportes - LIGA DOS CAMPEOES
Na garra, Inter vence o Barça e consegue boa vantagem para o jogo de volta
Maicon, Sneijder e Milito garantem triunfo que deixa o time de Mourinho bem perto da decisão da Champions. Messi tem atuação apagada

GLOBOESPORTE.COM Milão, Itália

Com uma disciplina tática invejável e muita garra, o Inter derrotou em casa o Barcelona por 3 a 1, de virada, no primeiro jogo das semifinais da Liga dos Campeões. O resultado, alcançado graças aos gols de Maicon, Sneijder e Milito, deixou o time italiano muito próximo da decisão.

Na partida de volta, que acontece no Camp Nou, na próxima quarta-feira, os comandados de José Mourinho podem perder por até um gol de diferença que se garantem na decisão do dia 22 de maio, no Santiano Bernabéu. Já o clube catalão, que teve um Messi pouco inspirado, precisa vencer por 2 a 0 (ou um placar por três gols de diferença) para tentar o bicampeonato da Champions.

Agência/AFP

Diego Milito comemora terceiro gol do Inter de Milão na partida

Mourinho sem medo

Sem medo do Barcelona, o técnico José Mourinho manteve o esquema com três atacantes (Pandev, Milito e Eto´o) que vem utilizando normalmente. Na defesa, deslocou o experiente Zanetti para lateral esquerda, setor por onde cai Lionel Messi. 

Agência/Reuters

Sneijder empatou a partida no Giuseppe Meazza

Pelo lado do Barcelona, Guardiola voltou a escalar o malinês Keita no lugar do titular Iniesta, machucado, e colocou Ibrahimovic e Pedro ao lado do craque argentino na frente.

No entanto, apesar dos esquemas ofensivos, o primeiro lance de perigo só saiu aos 16 minutos. Eto´o recebeu na entrada da área e chutou forte no canto direito para defesa parcial de Valdés. No rebote, Milito, sozinho, chutou cruzado longe do gol.

Resposta fulminante


Mas a resposta do Barcelona veio de modo rápido e mortal. O brasileiro Maxwell, ex-jogador da equipe nerazzurra, aproveitou o cochilo de Cambiasso e Maicon pelo lado direito, foi a linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. Pedro, sozinho, só teve o trabalho de deslocar Julio César e inaugurar o placar no Giuseppe Meazza aos 18.

O gol não abateu os pupilos de Mourinho que partiram em busca do empate que acabou chegando aos 29. Após receber passe de Eto´o na altura da marca do pênalti, Diego Milito dominou, girou em cima de um defensor adversário e deu assistência precisa para Sneijder. O camisa 10 holandês, de chapa, arrematou forte sem chances para Valdés.

Com o 1 a 1 no marcador, o duelo voltou a ficar mais equilibrado e, embora o Barça tivesse mais posse de bola (em média, 65%), ambas equipes chegavam perigosamente ao ataque.

Maicon vira para o Inter

No segundo tempo, logo aos dois minutos, o Inter mostrou que estatísticas, às vezes, não contam muito. Após roubada de bola no meio de campo a bola sobrou para Milito que, como um ponta, foi até a linha de fundo pela direita e cruzou para o meio. O brasileiro Maicon apareceu de surpresa e virou para a equipe anfitriã. Primeiro gol do lateral na Liga dos Campeões 2009/2010 e o segundo dele em menos de uma semana: na última sexta-feira ele havia deixado sua marca no triunfo de 2 a 0 sobre o Juventus pelo Italiano.

Agência/AFP

Maicon faz o gol da virada do time nerazzurro

O tento não desanimou o Barça que seguiu tendo o controle das ações e criando boas chances. Mas, Julio César, mostrava que não é a toa que é considerado um dos melhores goleiros do mundo e parava o ataque catalão. Em uma delas, fez uma defesa à queima roupa após cabeçada de Busquets. Na zaga, Lúcio também ia muito bem nos desarmes.

Explorando os contra-ataques, o Inter chegou ao terceiro em mais uma jogada iniciada por Eto´o. O camaronês cruzou pela direita, Sneijder cabeceou para o meio da área e Milito, mostrando o faro de artilheiro que lhe é peculiar, fez a aumentou a alegria interista aos 15 minutos. O time do Barça pediu impedimento (que existiu) na jogada.

Guardiola faz substituição inusitada
Apesar do placar (muito) desfavorável, Guardiola surpreendeu a todos quando, logo após o gol sofrido, tirou o sueco Ibrahimovic (figura apagada na partida) e colocou o lateral-esquerdo Abidal.

Agência/AFP

Messi teve uma atuação apagada

Um dos melhores em campo, Maicon, após uma trombada com Messi, deu um susto em todos ao cair no gramado aos 25. Devido ao choque, o lateral saiu de maca, com dores no maxilar, e foi trocado por Chivu.

Apesar da estranha substituição de Guardiola, o Barça seguiu pressionando, mas esbarrava na excelente atuação de toda a defesa do Inter, que mostrava enorme dedicação e entrega, fora a aplicação tática do restante dos jogadores. Além disso, Lionel Messi não estava em um dos dias mais brilhantes. No final, vitória por 3 a 1 e celebração efusiva dos quase 80 mil tifosi que foram ao estádio Giuseppe Meazza apoiar o time da casa.

Para não dizer que a festa foi completa, Balotelli, que havia entrado no segundo tempo, foi xingado pelos torcedores e respondeu da mesma maneira, criando um clima de animosidade na saída para o vestiário. O jogador não é bem visto pelos interistas após ter vestido a camisa do Milan em um programa de TV.

O detalhe é que o jogo desta terça foi o terceiro encontro entre os dois clubes na atual temporada. Na primeira fase,pelo Grupo F, os dois empataram por 0 a 0 em setembro, em Milão. Dois meses depois, o Barça derrotou o Inter por 2 a 0 no Camp Nou (resultado que precisa repetir no próximo dia 28 se quiser chegar na final).

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker