Página inicial
 
Mural de recados
22.05 | Davi
Essa Racreche sei não viu... ...
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
22.05 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! E a saga de vergonha continua. Até quando senhores alvinegr ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/03/2010
11h27 | esportes - Libertadores
São Paulo x Nacional: embalado e com sorte, Tricolor pode ser líder nesta quinta
Beneficiado pelo empate entre Monterrey e Once Caldas, anfitrião pode somar nove pontos no Grupo 2 e ficar no topo. Paraguaios não pontuaram

Depois de ter ido a Assunção e vencido o Nacional por 2 a 0, na última semana, com dois gols de Washington, o São Paulo recebe o adversário em casa nesta quinta-feira, às 21h30m, no Morumbi, pela fase de grupos da Taça Libertadores . Diante de um time praticamente eliminado, o Tricolor pode enterrar de vez a equipe paraguaia e ainda alcançar a liderança do Grupo 2. A chance de estar no topo transforma a partida contra o fraco rival em uma decisão para os são-paulinos, que não podem deixar a oportunidade escapar.

O Tricolor tem seis pontos e pode ser o líder com nove se vencer nesta quinta. Isso porque Once Caldas e Monterrey empataram na última quarta por 2 a 2. Os colombianos têm oito pontos, e os mexicanos estão com cinco. O resultado não poderia ter sido melhor para os são-paulinos. O Nacional não somou pontos nos três primeiros jogos e se for derrotado pelo São Paulo não terá mais chances de conseguir uma vaga na próxima fase.

Apesar de o time paraguaio não ter metido medo na primeira partida, o técnico Ricardo Gomes viu o Nacional em ação fora de casa contra o Monterrey, na vitória dos mexicanos por 2 a 1, e se surpreendeu.

- O Nacional tem um comportamento diferente quando joga fora de casa. Quando foi derrotado pelo Monterrey (no México) na verdade merecia ganhar. Como visitante o time fica mais à vontade. Na teoria a equipe pode até ser considerada fraca, mas na prática não é bem assim, são 11 contra 11 - explicou o comandante são-paulino, durante a semana.

Mesmo assim, o Tricolor conta uma marca positiva no Morumbi: vem de quatro vitórias em seus domínios, uma pela Libertadores e três pelo Paulistão. Além disso, o time acumula triunfos nos últimos três jogos, sendo dois fora e um em casa, este último sobre o Rio Branco por 2 a 1.

Mistérios e elogios para Jorge Wagner 

Ricardo Gomes não revela a equipe que vai a campo nesta quinta, como de praxe. Com todo o elenco à disposição, ele deve optar por Jorge Wagner na criação. O meia foi bastante elogiado pelo treinador. Na frente, Dagoberto deve seguir como companheiro de Washington. Se quiser um time ainda mais ofensivo, Gomes pode escalar Fernandinho na vaga de Jorge e atuar com três atacantes. Marcelinho Paraíba não apresentou bom futebol nas últimas chances que teve, mas ainda corre por fora em busca de uma oportunidade.

Para aproveitar que o Nacional é um time considerado fraco, Gomes deve escalar dois laterais de ofício, buscando descidas pelos lados. Cicinho aparece pela direita, e Junior Cesar pela esquerda. Na zaga, Alex Silva e Miranda voltam a formar dupla. O primeiro foi poupado contra o Rio Branco, no fim de semana, pelo Paulistão.

Um desfalque para o visitante

No Nacional, o técnico Éver Almeida não contará com Peralta. Com isso, Arturo Aquino, que entrou durante a primeira partida contra o Tricolor, será escalado na direita.

O time paraguaio participa de sua quinta Libertadores e nunca passou da primeira fase. Uma derrota nesta quinta significa outro adeus. Desta vez, para tentar surpreender a defesa tricolor, Almeida deverá escalar Beltran, que começou no banco na última partida por não estar em condições físicas ideais. O atacante é um dos destaques da equipe.

SÃO PAULO NACIONAL
Rogério Ceni, Cicinho, Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Jean, Richarlyson, Hernanes e Jorge Wagner; Dagoberto e Washington, .Caffa, Piris, Miers e Herminio Miranda; Arturo Aquino, Bordón, Ricardo Mazacotte; Melgarejo e Riveros; Victor Aquino e Beltran.
Técnico: Ricardo Gomes.Técnico: Éver Almeida.
Estádio: Morumbi, em São Paulo. Data: 18/03/2010. Árbitro: Darío Agustín Ubriaco (URU). Auxiliares: Carlos Esteban Pastorino e William Casavieja (URU).
Transmissão: O SporTV exibe a partida ao vivo.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h30m (de Brasília).

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker