Página inicial
 
Mural de recados
13.12 | Carlos
Verdade Paulo,até porque se esses jogadores fossem bom ficaria no sul do país ja ...
13.12 | Paulo alvinegro
Deus permita que eu esteja enganado, mais pelo que estou vendo esse time do cent ...
13.12 | Patativa
Esse giro dos esportes é muito fraco vejamos, ontem foi a apresentação do elenco ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/02/2015
11h52 | esportes - Futebol
Figo apresenta propostas para a Fifa e pretende aumentar a Copa do Mundo
CLIQUE e CONFIRA.

LANCEPRESS! 

Luis Figo (Foto: Fabrice Coffrini/ AFP)

 

Um dos candidatos à presidência da Fifa, o português Luis Figo apresentou nesta quinta-feira no estádio Wembley, em Londres, os seus princiopais projetos para comandar a entidade máxima do futebol mundial. E uma das principais mudanças no cargo seria alterar o número de seleções na Copa do Mundo, que hoje conta com 32. 

O ex-jogador de Real Madrid, Barcelona e Inter de Milão apresentou três propostas para o Mundial, sendo uma delas de manter o formato atual. As outras duas devem revolucionar os moldes da Copa. Uma delas seria um torneio com 40 seleções, divididas em oito grupos de cinco. Outra ideia do português seria dois torneios simultâneos com 24 times e em continentes distintos, com a fase final em apenas um país. Os dois novos formatos aumentariam em apenas três ou quatro dias o modelo atual. As novas vagas seriam de equipes de fora da Europa. 


Figo também falou sobre propostas para valorizar e desenvolver o desenvolvimento da base. Se for presidente da Fifa, o português disse que distribuirá metade da receita da entidade (cerca de R$ 7,1 bilhões) diretamente para as federações investirem na formação de novos valores. 

O ex-meia disse ainda que pretende aumentar a tecnologia no futebol. Ele defendeu o uso de aparelhos no gol e um maior debate de outras tecnologias para serem utilizadas no esporte. O candidato ainda quer retomar a discussão sobre a antiga regra do impedimento, não dependendo da participação do atleta impedido no lance.

Além de Luis Figo, concorrerão contra Joseph Blatter em maio o atual vice-presidente da Fifa e príncipe da Jordânia, Ali Bin Al Hussein, e o mandatário da federação holandesa, Michael Van Praag.

 




...
 
 
 
eXTReMe Tracker