Página inicial
 
Mural de recados
23.06 | Danilo
http://sportv.globo.com/site/programas/ta-na-area/noticia/2017/06/empresario-ilu ...
23.06 | Duda
Eu acredito!!! Vamos meu Central, vamos sair dessa série D. Lícius tem feito o p ...
23.06 | MARCOS LEITE
CENTRALZÃO EM BUSCA DA CLASSIFICAÇÃO E A TORCIDA CHEGANDO DE MONTÃO NO LACERDÃO, ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
23/04/2013
18h25 | esportes - Futebol
Com atuação de gala, Bayern goleia e está a um passo da final da Champions

Uma aula de futebol. Assim pode ser definida a vitória maiúscula do Bayern de Munique por 4 a 0 sobre o Barcelona, nesta terça-feira, na Allianz Arena, pelo primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões. Müller, duas vezes, Mario Gomez e Robben marcaram os gols da goleada alemã. O detalhe curioso é que a última derrota por 4 a 0 do Barcelona aconteceu em 2007, para o Getafe, pela Copa do Rei.

Agora, os espanhóis precisam vencer por cinco gols de diferença,na próxima quarta-feira, em casa, para conseguirem o milagre de eliminarem o adversário. Os alemães podem perder por três gols, que mesmo assim avançam à final da Champions.

O JOGO

Contando com o apoio da torcida, o Bayern partiu para cima do adversário. E logo no primeiro ataque quase abriu o placar com Robben, após troca rápida de passes. Por falar em rapidez, o time alemão usou e abusou desse recurso na etapa inicial. Com uma equipe compacta e leve, sobretudo no meio de campo, o campeão da Alemanha na temporada aliava boa atuação na defesa e no ataque.

Mesmo com Messi em campo, era notório que o Barcelona, mesmo com sua qualidade indiscutível, encontrava dificuldades para impor seu estilo de jogo. Talvez fosse a tradicional paciência para definir o duelo na hora certa. Mas não. O time catalão, afetado por contusões e duelos mais desgastantes na fase mata-mata da Liga dos Campeões, parecia sentir o rival mais inteiro.

Não a toa que o Bayern teve as principais chances de gol no primeiro tempo. Em uma delas, após cruzamento de Robben, o brasileiro Dante escorou de cabeça e Müller, aproveitando desatenção de Piqué, abriu o placar para os donos da casa. A vantagem fez o Barça sair um pouco mais para o jogo. Messi só não empatou, na chance mais clara do time visitante, porque Dante evitou a finalização na hora certa.

O cenário, que já não era favorável aos espanhóis, piorou logo aos três minutos do segundo tempo. Após cobrança de escanteio, Müller escorou para Mario Gomez, impedido, marcar o segundo gol dos donos da casa. Apesar de ainda ter maior posse de bola mesmo com o adversário sobrando, o Barcelona tinha dificuldades de penetrar na defesa alemã.

Já o Bayern, com uma boa vantagem na mão, usava a inteligência para sair em velocidade nos contra-ataques e continuar assustando. Contudo, o maior mérito da dupla Martínez e Schweinsteiger era a anulação de Iniesta e Xavi, muito bem marcados e pouco inspirados. Além disso, Messi, que era dúvida antes do duelo, não tinha liberdade e não estava em tarde inspirada.

Sabedor da importância de não levar gols em casa com dois gols de frente, Jupp Heynckes resolveu colocar o brasileiro Luiz Gustavo para dar maior proteção ao sistema defensivo. Apesar do "recuo", o Bayern chegou ao terceiro em uma bela jogada. Em troca de passes envolventes, Schweinsteiger encontrou Robben. O holandês passou por Jordi Alba e tocou na saída de Valdés.

A Allianz Arena, que está estava em festa, foi a loucura com o quarto gol, marcado por Müller. Nocauteado, como há muito não se via, o Barcelona não esboçou qualquer reação. A verdade é que o segundo jogo passa a ser, na teoria, mera formalidade. Ao que parece, a nova era do futebol tem tudo para ser do Bayern.

FICHA TÉCNICA:

BAYERN DE MUNIQUE 4 x 0 BARCELONA

Competição: Liga dos Campeões
Local: Allianz Arena, Munique (ALE)
Data/hora: 23/4/2013, às 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Assistentes: Robert Kispal (HUN) e Gabor Erös (HUN)
Cartões Amarelos:
Mario Gomez, Schweinsteiger e Javi Martínez (BAY); Bartra, Jordi Alba, Iniesta e Alexis Sánchez (BAR)
Gols: Müller - 24'/1ºT (1-0), Mario Gomez - 3'/2ºT (2-0), Robben - 27'/2ºT (3-0) e Müller - 38'/2ºT (4-0)

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer, Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Javi Martínez, Schweinsteiger, Robben, Müller (Pizarro - 38'/2ºT) e Ribéry (Shaqiri - 44'/2ºT); Mario Gomez (Luiz Gustavo - 25'/2ºT). Técnico: Jupp Heynckes.

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Piqué, Bartra e Jordi Alba; Busquets, Xavi e Iniesta; Pedro (David Villa - 38'/2ºT), Messi e Alexis Sánchez. Técnico: Tito Vilanova.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker