Página inicial
 
Mural de recados
24.09 | Rayby
O sao bento de sorocaba com 104 anos de historia conseguiu pela primeira vez na ...
24.09 | KLEBER
ESTA PREFEITA NAO FAZ NADA PELA CIDADE,IMAGINE PELO CENTRAL,LAMENTAVEL ISTO. ...
24.09 | CLEO
CHÃ GRANDE 1X1 DECISÃO, SETE 1X1 PESQUEIRA, ESSES 2 RESULTADOS BENEFICIARAM O PO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
31/08/2012
18h30 | esportes - Futebol
O dono da Europa! Falcao faz três, Atlético goleia o Chelsea e é campeão

Quando se trata de final continental, pode chamar Falcao García. Em sua terceira decisão seguida, o colombiano voltou a ser decisivo, e levou o Atlético de Madrid à conquista da Supercopa da Europa, ao golear o Chelsea por 4 a 1 nesta sexta-feira, em Mônaco. O Colchonero não deixou os Blues jogarem, e o atacante marcou três vezes. Quatro dias antes, ele já tinha feito um hat-trick sobre o Athletic Bilbao pelo Campeonato Espanhol.

Duas temporadas atrás, ainda pelo Porto, ele foi o artilheiro da Liga Europa com 17 gols, e fez o único da final contra o Braga. No ano seguinte, já no Atlético, foi o goleador da competição com 12, e fez dois na final, sobre o clube basco, o mesmo que sofreu com ele na segunda-feira.

É o quarto título espanhol seguido da Supercopa da Europa: dois do Barça, e dois do Atlético de Madrid.

PRIMEIRO TEMPO ARRASADOR

Logo no início o colombiano já botou uma bola na trave, após passe de Filipe Luís que veio da linha de fundo. Apenas uma pequena amostra do que viria nos 45 minutos seguintes. Na chance que veio logo depois, Falcao não perdoou. Recebeu na entrada da área, e finalizou com muita categoria na saída de Cech. O Colchonero estava na frente logo aos seis minutos.

O argentino Diego Simeone mandou seus jogadores marcarem com muita pressão e saírem em velocidade. E eles faziam isso com perfeição, e passavam bem a bola. O Chelsea quase não passava do meio de campo. Só quem tentava algo era Hazard, mas não entrava na área, arriscava muito de longe. Torres parecia que não estava confortável ao jogar contra o clube de seu coração, e nada fazia.

O Atlético dominava o meio, saía na boa, vários contra-ataques. Em um, quase que Adrian faz, ao vencer Cahill em velocidade. Mas foi David Luiz que falhou para Falcao fazer o segundo. A bola sobrou no pé do colombiano, que ficou sozinho na área, e concluiu de canhota, de forma brilhante no canto superior direito de Cech, que só pulou para ficar bem na fotografia. Já era hora de Roberto Di Matteo lançar alguém mais criativo no meio-campo formado por Lampard, Mikel e Ramires, talvez Oscar mesmo.

Antes de sair o terceiro, quase que Adrian volta a marcar, após jogada de Turan, e até com rebote de Falcao. Jogada meio estranha, com bolas na trave, gol escancarado... Mas a defesa londrina conseguiu evitar. Mas foi aos 45 que veio o último do primeiro tempo. O colombiano recebeu do camisa 10, e concluiu com a categoria que sempre teve.

Atlético demonstrou mais raça na partida (Foto: Valery Hache/AFP)

 

SEGUNDO TEMPO

O Chelsea tentou respirar um pouco na etapa final, era tudo que dava para fazer nos primeiros minutos. Veio diferente. Roberto Di Matteo tirou Ramires e colocou Oscar, em uma tentativa de tirar um pouco de velocidade e dar criatividade e cadência ao meio-campo. Os Blues até equilibraram o jogo. Mas os ataques eram escassos.

Até que veio o quarto, e o verdadeiro balde de água fria em um time que já estava bastante gelado: jogada de bola parada, Falcao, sempre ele, desviou para Miranda, que com a categoria do colombiano, deu um toque sutil por cima de Cech. A bola ainda bateu em Cahill antes de entrar.

Daí para o final, o Chelsea só atacava no desespero, como na verdade, já era desde o início. Oscar até arriscou de fora. Mas era o Atlético que estava mais próximo de fazer o quinto do que o Chelsea de fazer o gol de honra. Quase saiu mais um em cobrança de falta de Koke, que quase enganou Cech.

E em uma jogada de bola parada, saiu o gol do Chelsea. Escanteio, a defesa do Atlético não consegue rebater, e Cahill acerta chute seco, que passe entre as pernas de Courtois, goleiro que pertence aos Blues, que está emprestado ao Atlético.

Aí o Chelsea partiu para o tudo ou nada. Mas não dava para muito mesmo. Foram poucas as chances, e o nome que ficaria marcado nesta final era mesmo o de Falcao García, que saiu aos 41 minutos apenas para ser ovacionado pela grande torcida colchonera presente em Mônaco.

FICHA TÉCNICA
CHELSEA 1x4 ATLÉTICO DE MADRID

Local: Stade Louis II, Mônaco (FRA)
Data-Hora: 31/08/2012, às 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Damir Skomina (SLO)
Cartões amarelos: Ivanovic (CHE)
Cartões vermelhos: nenhum
Gols: Falcao García (6'/1ºT), Falcao García (18'/1ºT), Falcao García (45'ºT), Miranda (15'/2ºT), Cahill (29'/2ºT)

CHELSEA: Cech, Ivanovic, Cahill, David Luiz e Ashley Cole (Bertrand, 46'/2ºT); Mikel, Lampard e Ramires (Oscar, intervalo); Hazard, Mata (Sturridge, 36'/2ºT) e Torres. Técnico: Roberto Di Matteo

ATLÉTICO DE MADRID: Courtois, Juanfran, Miranda, Godín e Filipe Luís; Suárez, Gabi, Turan, Adrián (Cristian Rodríguez, 10'/2ºT) e Koke (Raúl García (36'/2ºT); Falcao García (Emre, 41'/2ºT). Técnico: Diego Simeone


.
 
 
 
eXTReMe Tracker