Página inicial
 
Mural de recados
22.04 | Paulo alvinegro arretado
Meus amigos isso não é possivel. Que paz é essa? Isso é inconpetência total. Es ...
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/06/2012
18h14 | esportes - Eurocopa
Navas salva, Espanha vence Croácia e avança em primeiro às quartas

Do globoesporte.com 

Foi suado, num jogo carregado de tensão e drama. Poucos esperavam tamanha dificuldade, mas para a torcida da Espanha isso pouco importou. A Fúria venceu a Croácia por um magro 1 a 0, nesta segunda-feira, em Gdansk, em jogo que encerrou o Grupo C da Eurocopa 2012, e garantiu a classificação em primeiro para as quartas de final. O gol salvador foi de Jesus Navas, que entrou no lugar de Fernando Torres, aos 43 minutos do segundo tempo. A Itália, que fez a sua parte e derrotou a Irlanda, em Poznan, passou em segundo e mandou os croatas mais cedo para casa por conta do confronto direto.

Os atuais campeões da Copa do Mundo e da última edição da Euro, em 2008, voltarão a campo no próximo sábado, em Donetsk, para enfrentar o vencedor do Grupo D. O adversário será conhecido nesta terça: Inglaterra, França ou Ucrânia.

Croácia x Espanha, Jesus Navas (Foto: Agência AFP)Navas comemora gol do triunfo da Espanha diante de uma Croácia desolada (Foto: Agência AFP)

Mesmo time, mas outro jogo

Croácia x Espanha, Piqué e Luka Modric (Foto: Agência EFE)Piqué leva vantagem na zaga (Foto: Agência EFE)

O técnico da Espanha, Vicente del Bosque, optou por repetir a escalação que fez sucesso na última quinta-feira, na goleada de 4 a 0 sobre a Irlanda. Mas sabia que não encontraria as brechas necessárias com tamanha facilidade. Até porque a Croácia mudou o seu esquema para justamente fechar as portas. Antes lateral, o capitão Srna passou a ter a função de vigiar Jordi Alba, uma das únicas opções de velocidade da Fúria. Ao menos no primeiro tempo, deu certo.

Os croatas não se deixaram intimidar. Nem mesmo quando a posse de bola dos espanhóis ultrapassou os 76% - a primeira etapa terminou com 62%. Nas arquibancadas, os torcedores mandavam o apoio em forma de cantos fortes ou com sinalizadores que obrigaram o árbitro Wolfgang Stark a paralisar o jogo por alguns instantes.

Com dificuldades para armar, a Espanha só foi ter a sua primeira chance aos 11 minutos, quando David Silva deu ótimo passe para Iniesta. O meia do Barcelona não pegou como queria na bola e viu Pletikosa defender sem problemas.

Croácia se anima. Até o gol da Itália...

O lance foi uma raridade de emoção no primeiro quarto de jogo. Só a partir dos 22 a partida pegou fogo, e em nova chegada da Espanha. Fernando Torres, mesmo sem ângulo, emendou com força e ganhou um escanteio. Era preciso arriscar, e os espanhóis tinham consciência disso. Não à toa os zagueiros Sergio Ramos e Piqué tentaram a sorte de fora da área.

A Croácia respondeu na sequência, com bom passe de Modric para Pranjic. O chute saiu rasteiro, fácil para Casillas encaixar. No minuto seguinte, os croatas pediram pênalti em dividida de Sergio Ramos com Mandzukic, o artilheiro da Eurocopa. Quando começaram a se animar, no entanto, os bálcãs viram no telão que a Itália havia aberto o placar em Poznan - resultado que, àquela altura, os eliminava. E foram para o intervalo sabendo da necessidade de marcar ao menos um golzinho.

Croatas quase marcam no segundo tempo

Croácia x Espanha, Ivan Rakitic e Iker Casillas (Foto: Agência Reuters)Ivan Rakitic cabeceia e Casillas salva a Espanha
de sofrer o gol da Croácia (Foto: Agência Reuters)

O segundo tempo começou da mesma forma que terminou o primeiro. A Espanha seguia tocando a bola tentando furar a retranca dos rivais. A Croácia buscava os contra-ataques para tentar alcançar a classificação e eliminar o adversário, atual campeão do torneio.

E foi num contra-ataque que a Croácia quase abriu o marcador. Modric fez uma ótima jogada pela direita e cruzou na cabeça de Rakitic. O meia cabeceou, e Casillas evitou o gol dos rivais. Na sequência, Arbeloa errou o corte e o próprio atleta croata finalizou para nova intervenção do camisa 1.

O lance acordou a Croácia. O técnico Slaven Bilic mexeu na equipe e deu mais mobilidade ao setor ofensivo. Entraram Jelavic e Perisic nas vagas de Vida e Pranjic. E foram os dois jogadores que criaram uma ótima oportunidade aos 23. A defesa afastou o perigo.

Os croatas seguiram melhores e tiveram outra oportunidade aos 33. Perisic recebeu pelo lado direito, matou no peito e soltou a bomba. Casillas fez outra bela defesa. No lance seguinte, Busquets recebeu de frente para o gol, mas por excesso de preciosismo preferiu tentar um corte no defensor em vez de chutar.

A partir daí, a Espanha resolveu arriscar. Na primeira tentativa, aos 38, Iniesta recebeu dentro da área e bateu cruzado para boa defesa de Pletikosa. No minuto seguinte, pelo lado direito, Navas cortou um zagueiro e bateu para outra intervenção do arqueiro. Aos 43, não teve jeito. Fàbregas lançou para Iniesta completamente sozinho dentro da área. O meia esperou a saída do goleiro e rolou para Jesus Navas estufar a rede.

CROÁCIA 0 X 1 ESPANHA
Pletikosa, Strinic, Corluka, Schildenfeld e Vida (Jelavic); Pranjic (Perisic), Rakitic, Vukojevic (Eduardo da Silva), Modric e Srna; MandzukicCasillas, Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba, Iniesta, Xavi, Alonso, Busquets e David Silva (Fàbregas); Torres (Navas)
Técnico: Slaven BilicTécnico: Vicente del Bosque
Gols: Navas, aos 43 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Srna, Strinic, Mandzukic, Rakitic e Corluka (Croácia)
Árbitro: Wolfgang Stark (GER)
Auxiliares: Jan-Hendrik Salver (GER) e Mike Pickel (GER)
Local: Arena Gdansk, em Gdansk (Polônia)

.
 
 
 
eXTReMe Tracker