Página inicial
 
Mural de recados
22.07 | MARCOS LEITE
NA SÉRIE A2 SÓ SOBE O CAMPEÃO, ESPERO SEJA O PORTO GAVIÃO DO AGRESTE. OU PESQUEI ...
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/06/2012
18h02 | esportes - EUROCOPA 2012
Sob os olhares de Mourinho, Portugal cai para Alemanha de Mario Gómez

Do globoesporte.com 

Sob os olhares de José Mourinho, a seleção portuguesa jogou bem, mas não resistiu a força da Alemanha na estreia de ambas seleções no “grupo da morte” da Eurocopa. Com um gol do artilheiro Mario Gómez no segundo tempo, os germânicos venceram por 1 a 0 em Lviv e, agora, dividem a liderança da chave B com a Dinamarca que, mais cedo, surpreendeu a Holanda e venceu pelo mesmo placar.

Maior estrela da Euro, Cristiano Ronaldo, que contou com o apoio do técnico do Real Madrid (Mou estava no estádio como comentarista de uma emissora árabe), até teve boa atuação, mas não conseguiu passar pela forte defesa germânica, que só sofreu nos minutos finais da partida quando os lusos jogaram com quatro atacantes. Além de estrear com derrota, os portugueses não conseguiram se vingar da eliminação sofrida para os alemães na última edição do torneio, quando caíram por 3 a 2 nas quartas de final.

Chuva de copos

Apontada com uma das favoritas ao título da Eurocopa, a Alemanha começou a partida tentando impor seu ritmo. Logo no primeiro minuto, após cruzamento da direita, o atacante Mario Gómez, maior esperança de gols do time de Joachim Löw, cabeceou com perigo para boa defesa de Rui Patrício.

Na sequencia, Portugal tentou responder à altura, mas só conseguiu um escanteio. E, ao tentar cobrar, o meia Raúl Meireles foi alvo de uma chuva de copos de plástico, atirados por torcedores alemães, que estavam em maior número no estádio.

A atitude se repetiu minutos depois, levando o sistema de som do estádio pediu para torcedores pararem de jogar objetos no gramado sob a pena do jogo ser suspenso. Os fãs germânicos vaiaram.

Vaias que sobravam também para Cristiano Ronaldo. O camisa 7, por sinal, foi responsável pela chance de perigo de Portugal na partida aos 17. Aberto pela esquerda, o atacante pedalou para cima de Lahm e cruzou à meia altura para área. A zaga da Alemanha, entretanto, conseguiu colocar para escanteio antes que a bola chegasse em Nani.

Lei da “desvantagem”

Mais organizada em campo, a Alemanha voltou a ameaçar aos 23. Özil fez jogada individual e acabou sofrendo falta. Mas antes da pancada, conseguiu dar o passe preciso para Mario Gómez que chegou a chutar no fundo das redes.

O lance, entretanto, foi anulado uma vez que o árbitro francês Stéphane Lannoy apitou antes da conclusão do atacante do Bayern. Alemães reclamaram.

Pepe quase marca

Quando o primeiro tempo caminhava para um final sem muita emoção e com a Alemanha como equipe mais perigosa, Portugal criou a grande oportunidade da partida então. Após cobrança de escanteio, aos 44, o zagueiro luso-brasileiro chutou com estilo e a bola carimbou o travessão e a linha da meta de Neuer. Os lusos chegaram a pedir gol, mas o juiz, corretamente, mandou o lance seguir.

Na volta do intervalo, Portugal equilibrou mais a posse de bola, entretanto, não conseguia criar penetrar na sólida defesa alemã. Cristiano Ronaldo, que tentava buscar o jogo, arriscava chutes de fora da área.

Prestes a sair, Gómez faz a festa alemã em Lviv

Quando a partida estava morna, a Alemanha conseguiu marcar na jogada numa jogada à la Bayern. Aos 27, o lateral Lahm cruzou do lado direito na cabeça de Mario Gómez. O artilheiro, que marcou 44 gols na temporada européia, testou com estilo sem chances para Rui Patrício.

O detalhe é que o atacante Miroslav Klose estava já beira do campo para entrar justamente na vaga de... Gómez. O jogador do Lazio aplaudiu o amigo, mas foi puxado pelo técnico Joachim Löw de volta para o banco após o gol.

Pressão portuguesa, em vão

Em desvantagem, Portugal partiu na busca desesperada do empate, criando chances consecutivas com Cristiano Ronaldo e Nani. No entanto, Varela, que havia entrado no segundo tempo, teve a melhor oportunidade aos 42, quando recebeu sozinho na pequena área. O atacante do Porto, entretanto, demorou a arrematar e permitiu que Neuer fizesse grande defesa.

Nos acréscimos, Nani teve nova chance, mas chutou sobre a zaga, que celebrou o lance como se fosse um gol.

ALEMANHA 1 X 0 PORTUGAL
Neuer, Lahm, Hummels, Badstuber, e Boateng; Khedira, Schweinsteiger, Özil, Müller, Podolski; GómezRui Patrício, João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fabio Coentrão; Miguel Veloso, João Moutinho, Raúl Meireles, Nani e Cristiano Ronaldo; Hélder Postiga
Técnico: Joachim LöwTécnico: Paulo Bento
Gols: Mario Gómez, aos 27 minutos do segundo tempo
Cartões Amarelos:
Estádio: Arena Lviv, Ucrânia

.
 
 
 
eXTReMe Tracker