Página inicial
 
Mural de recados
22.04 | Paulo alvinegro arretado
Meus amigos isso não é possivel. Que paz é essa? Isso é inconpetência total. Es ...
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/11/2011
01h15 | esportes - COPA SUL-AMERICANA 2011
LDU volta a derrotar o Vélez e avança à decisão da Copa Sul-Americana

De nada adiantou o estádio José Amalfitani, em Buenos Aires, estar lotado de torcedores fanáticos nesta terça-feira. O Vélez Sarsfield voltou a ser derrotado pela LDU, que se classificou desta forma para a grande final da Copa Sul-Americana. Barcos, no início do segundo tempo, fez o gol do triunfo equatoriano: 1 a 0.

Campeã do torneio em 2009, ao bater o Fluminense na final, a LDU pode ter pela frente novamente uma equipe carioca na decisão. O rival será conhecido na noite desta quarta-feira, quando Universidad de Chile e Vasco se enfrentam em Santiago. No jogo de ida, em São Januário, houve empate pelo placar de 1 a 1.

papa hidalgo ldu x velez (Foto: EFE)Papa, do Vélez, dá combate a Hidalgo, da LDU, na partida desta terça-feira (Foto: EFE)

O jogo em Buenos Aires começou com a LDU cautelosa, esperando o Vélez. Como havia vencido o jogo de ida pelo placar de 2 a 0, o time equatoriano atuou fechadinho e soube suportar a pressão do Vélez nos momentos iniciais. Franco perdeu um gol claro para os argentinos.

Aos poucos, a LDU começou a achar formas de chegar ao ataque. No início do segundo tempo, o time visitante conseguiu seu gol. Após cruzamento da direita, o zagueiro Sebá Domínguez, ex-Corinthians, falhou ao tentar cortar e Barcos aproveitou para dominar e bater firme, de pé direito, e estufar a rede.

Com o 1 a 0 no placar, o Vélez precisava fazer quatro gols para conseguir a classificação. A equipe argentina, entretanto, pouco incomodou e, ainda, mostrou sinais de descontrole. O atacante Franco agrediu o zagueiro Calderón com uma cabeçada. A arbitragem não viu o lance e nada fez.

No fim, festa equatoriana na casa do Vélez.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker