Página inicial
 
Mural de recados
19.10 | Antonio do Salgado
Respondento a Paulo. Meu chefe a diretoria é nova no clube, mais os funcionár ...
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/07/2011
00h00 | esportes - COPA AMÉRICA 2011
Brasileiro estraga a festa da Argentina, que só empata
Edivaldo Rojas, natural de Cuiabá, abriu o placar, porém Agüero entra e salva a pele de Sergio Batista. Messi, de novo, decepcionou

Do Lancenet 

O brasileiro Edivaldo Rojas quase estragou totalmente a noite dos torcedores argentinos que compareceram ao Estádio Ciudad de La Plata. Porém, quem assistiu ao primeiro jogo da Argentina na Copa América saiu decepcionado com o empate em 1 a 1 diante da Bolívia. 

No início do jogo, os argentinos mostraram muita empolgação. Com mais posse de bola, logo o time de Sergio Batista tratou de encurralar a Bolívia. Os visitantes só assistiam em seu campo de defesa, certamente temendo dar espaços para Messi.

O melhor do mundo, mais uma vez, decepcionou com a camisa blanquiceleste. Embora tenha criado jogadas e dado algumas boas assistências, não mostrou o futebol que costuma apresentar com a camisa do Barça.

A medida que o jogo passava, a Bolívia via que o monstro não era tão agressivo e assustador como se apresentava. Os bolivianos criaram coragem e passaram, pouco a pouco a dominar o meio de campo. 

Faltava criatividade aos argentinos, afinal com Mascherano, Banega e Cambiasso nada poderia ser criado. Se Batista queria causar uma impressão ao estilo Barcelona...

Na volta para o intervalo, Batista trocou Cambiasso por Di María. A tentativa era de dar mais velocidade e ofensividade ao time, mas foi a Bolívia quem assustou.

O escanteio foi cobrado baixo, o brasileiro naturalizado boliviano Rojas deu um leve toque de calcanhar. Banega tentou, estranhamente, dominar a bola sobre a linha de gol. Resultado: O volante argentino se atrapalhou e matou o goleiro Romero. A Bolívia conseguia o improvável. Estava vencendo a Argentina.

O tempo passava e a pressão sobre a equipe de Batista aumentava. O treinador resolve tirar o improdutivo Lavezzi para colocar Agüero.

O atacante do Atlético de Madrid acabou sendo a grande figura do lado argentino. Lutou, correu e foi premiado com um belo gol.

Já corriam os 30 minutos do segundo tempo, quando Agüero recebeu pelo lançamento de Di María e pegou muito bem, mandando a bola para o fundo do gol de Arias. As alterações de Batista haviam acabado de salvar, em parte, a pele do treinador.

A Argentina escapou de perder na estreia, o que seria uma tragédia. Mas empatar com a Bolívia está longe de ser considerado um bom resultado.  


FICHA TÉCNICA:
ARGENTINA 1 X 1 BOLÍVIA

Estádio: Ciudad de La Plata, La Plata (ARG)
Data/hora: 01/07/2011 - 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Auxiliares: Miguel Nievas (URU) e Luis Alvarado (EQU)
Cartões amarelos: Flores (BOL), Gutiérrez (BOL), Chávez (BOL), Rivero (BOL); Tévez (ARG), Lavezzi (ARG)
GOLS: Rojas 2'/2ºT (0-1); Agüero 30'/2ºT (1-1)

ARGENTINA: Romero, Zanetti, Burdisso, Gabriel Milito e Rojo; Banega, Mascherano e Cambiasso (Di María intervalo); Lavezzi (Agüero 25'/2ºT),
Messi e Tévez. Técnico: Sergio Batista.

BOLÍVIA: Arias, Álvarez, Raldes, Rivero e Gutiérrez; Joselito Vaca (Chávez 18'/2ºT), Flores, Robles e Campos (Arce 34'/2ºT); Rojas (Cardozo 44'/2ºT)  e Marcelo Moreno. Técnico: Gustavo Quinteros.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker