Página inicial
 
Mural de recados
30.04 | Jose Helio Pessoa
ALÔ CARUARU...É HORA DE UNIÃO !!! O CENTRAL É UMA INSTITUIÇÃO CENTENÁRIA... QUEI ...
30.04 | paulo
ESTE TIME QUE O TECNICO ESTA MONTANDO E O CENTRAL OU E O VELO CLUB .TODOS OS JOG ...
29.04 | Preto e branco
Esse velo clube quase caiu para a série a 4 do paulista e o central só quer traz ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/06/2011
18h43 | esportes - FUTEBOL INTERNACIONAL
Na reedição da semifinal da Copa, Uruguai bate Holanda nos pênaltis

Do globoesporte.com 

Antes do jogo, festa para Forlán, que recebeu das mãos de Ghiggia o troféu de melhor jogador da última Copa do Mundo e foi ovacionado pelos torcedores. Depois que a bola rolou, no entanto, nada de clima amigável. Na reedição da semifinal do Mundial de 2010, Holanda e Uruguai protagonizaram um amistoso com cara de jogo "à vera" nesta quarta-feira, no Estádio Centenário em Montevidéu. Muita pegada, chances claras de gol, reclamações com a arbitragem e gols nos minutos finais. Com tudo isso, o resultado não poderia ser outro senão um empate. Como a partida valia a Taça Confraternização, o 1 a 1 levou o jogo para os pênaltis, e na disputa, acabou dando Uruguai.

A partida estava empatada até os 37 do segundo tempo. Então, Luis Suárez brilhou e abriu o placar para delírio dos torcedores no Centenário. Era a afirmação do time às vésperas da Copa América e a chance de levar a alma após aquela derrota. Mas uma cabeçada de Kuyt, aos 46, transformou a euforia em decepção, colocou 1 a 1 no placar e deixou os jogadores e a torcida visivelmente abatidos na capital uruguaia, levando o jogo para os pênaltis. Foi apenas para dar mais emoção à festa. Van Persie e Elia perderam suas cobranças e o Uruguai levou a melhor nas penalidades: 4 a 3.

Agora, resta à Celeste seguir sua preparação para a Copa América, que começa no próximo dia 1º de julho, em Buenos Aires. A Holanda, por sua vez, volta para a Europa com dois empates na bagagem em sua mini excursão pela América do Sul. O outro foi contra o Brasil, por zero a zero.

Muitas chances, mas nenhum gol

Bem diferente da atuação apagada na partida contra o Brasil, os holandeses correram bastante, criaram boas chances de gol e se mostraram muito afim de jogo. Logo aos oito minutos, Afellay bateu falta com perigo e Muslera só observou a bola passar rente à trave. Pouco depois, foi a vez de Kuty ter boa chance, mas parar na zaga uruguai.

Forlán homenagem Uruguai x Holanda (Foto: Reuters)
Forlán recebeu o troféu de melhor jogador da Copa
do Mundo de 2010 (Foto: Reuters)

Mas o Uruguai não ficou para trás. Empurrado pela torcida, o time celeste também atacou e teve as oportunidades mais claras de marcar, como aos 24 minutos. Suárez arrancou pela direita, passou por Mathijsen e cruzou para Cavani, sozinho, cabecear. Pieters cortou em cima da linha e salvou a Holanda. Os ânimos se exaltaram pouco depois, quando Lugano deu entrada dura em Van Persie. A partir daí, o jogo ficou tenso. E a Holanda respondeu na bola.

Aos 38, após ótima troca de passes, o mesmo Van Persie apareceu livre na esquerda e chutou forte, por cima do gol. Quatro minutos depois, troco uruguaio: Cavani fez a jogada e achou Suárez livre na área. Ele só empurrou para o fundo das redes, e quando a torcida já comemorava, a arbitragem assinalou, corretamente, impedimento. Ainda antes do intervalo, Afellay puxou contra-ataque pelo lado esquerdo, armou bela jogada individual e por pouco não marcou. Muslera fez grande defesa e garantiu que o placar ficasse mesmo no zero a zero nos primeiros 45 minutos.

Kuyt dá ducha de água fria no Uruguai

A etapa final começou com pressão holandesa. Com muita movimentação de Kuyt e Van Persie, os atuais vicecampeões mundiais começaram os últimos 45 minutos de jogo dando trabalho aos mandantes. Isso tudo sem Robben, poupado, que ficou no banco de reservas, e Sneijder, que não foi convocado por conta de uma lesão. Além de outro destaque da equipe, Van der Vaart, outro que não participou dos amistosos contra Brasil e Uruguai.

Apesar da pressão inicial, novamente, nada de gol. O Uruguai, então, passou a gostar um pouco mais da partida, mas também sem ameaçar a meta de Krul. Até que Luis Suárez brilhou, como de costume. Aos 37, o time iniciou bela jogada com Cavani, que pedalou, passou pelo zagueiro e cruzou. Suárez dominou e, com tranquilidade e precisão, colocou a bola no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0 e festa em Montevidéu.

Parecia que o jogo estava decidido. Mas ainda não era a hora de comemorar. A Holanda, em seu último suspiro, aos 46 da etapa final, empatou com cabeça de Kuyt, em falha do goleiro Muslera, dando uma verdadeira ducha de água fria nos celestes e levando a partida para a disputa de penalidades máximas.

Van Persie e Elia perdem pênaltis, e Celeste vence

Logo na primeira cobrança, o craque holandês Van Persie isolou a bola e deixou o Uruguai em vantagem. Logo depois, Cavani marcou o primeiro do Uruguai. Todos converteram suas cobranças até o quarto tiro da Holanda, com Elia, que entrou no último minuto do jogo e, ainda assim, bateu muito mal e perdeu. O Uruguai tinha a chance de fechar a partida, mas também desperdiçou a chance e só ganhou na última cobrança, de Alvaro Pereira: 4 a 3.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker