Página inicial
 
Mural de recados
22.06 | Paulo alvinegro
Pois é patativa também dei a viagem perdida não tinha ingresso nenhum na sede o ...
22.06 | Patativa
O central e seu amadorismo fui até o lacerdao nesta quinta feira comprar meu ing ...
22.06 | José
Boa tarde Warley, Se caso o central empatar essa partida, ele ta classificado ? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
01/06/2011
12h53 | esportes - LIBERTADORES
Cerro Porteño-PAR x Santos - História garante favoritismo ao Peixe!

O Santos tem a faca, o queijo e a história a seu favor para chegar à sua quarta decisão da Copa Santander Libertadores na história. Precisando apenas não sofrer gols, o time alvinegro aposta no retrospecto para superar o Cerro Porteño-PAR, nesta quarta-feira, às 21h50, no Estádio La Olla Azulgrana, em Assunção, pela rodada de volta.

No primeiro jogo, o Peixe conseguiu uma vitória magra, pela quantidade de chances perdidas. O resultado de 1 a 0 pode ser considerado bom, já que os paulistas teriam de perder por dois gols de diferença para serem eliminados. O problema é que Zé Eduardo e Alan Patrick perderam chances claras de gols, que poderiam dar mais tranquilidade à equipe.

Independente disso, o fato é que a vantagem é santista. O time teroa a seu favor a vitória, o empate e qualquer derrota por um gol que não seja 1 a 0, por conta do gol feito fora de casa. Se os paraguaios vencerem por 1 a 0, a decisão irá para os pênaltis.

História a favor do Santos
Até hoje, Santos e Cerro já se enfrentaram em cinco oportunidades, sendo que os brasileiros jamais perderam. Até hoje, foram três vitórias e dois empates. Na primeira fase, o Alvinegro empatou, por 1 a 1, na Vila Belmiro. Na volta, venceu, por 2 a 1, mesmo sem contar com Neymar, Ganso e Zé Eduardo.

Outro fato que joga a favor do Peixe é que o clube sofreu uma virada nos mata-mata na história da Libertadores apenas uma vez. Em 1965, o time de Pelé e companhia venceu o Peñarol na primeira partida semifinal, mas acabou perdendo os outros dois confrontos. Antigamente, as decisão eram em melhor de três.

No histórico geral do torneio continental, o Santos também leva vantagem. O time alvinegro foi duas vezes campeão da competição (1962 e 1963), uma vez vice-campeão (2003) e três vezes semifinalista (1964, 1965 e 2007). Já o Cerro chegou no máximo às semifinais (73, 78, 93, 98 e 99).

 

Vai e volta
O Santos terá dois desfalques para esta partida. Um é o meia Ganso, que continua fora por conta de uma lesão muscular na coxa direita. Ele já está afasta há três semanas e deve ficar fora por mais pelo menos três a esperança é que ele volte no jogo de volta em uma possível decisão.

Outro que está fora é o lateral Léo. Após exame realizado nesta segunda-feira mostrou que o jogador sofreu uma lesão no tornozelo direito e precisará ficar de 10 a 15 dias em tratamento. Assim, Alex Sandro, que é o reserva imediato da posição, entra no time. Por outro lado, Jonathan, recuperado de um edema na coxa direita, volta na vaga de Pará.

"É uma grande oportunidade de mostrar meu trabalho, mas fico triste com a lesão do Léo. Agora, quero conseguir uma sequência de jogos e esta oportunidade na semifinal da Libertadores é muito importante. Queremos esta vaga na final para fazer história aqui", disse Alex Sandro.

Cerro com problemas
Se o técnico Muricy Ramalho segue sem poder contar com seu principal armador e perdeu um dos líderes do time, seu adversário também acumula problemas. O atacante Villarreal, uma das referências no setor ofensivo, sofreu uma lesão na coxa e terá de ser substituído por Bareiro.

No entanto, todo o sistema ofensivo do técnico Leonardo Astrada é um problema. Os meias Fabbros e Ivan Torres e o atacante Lucero, também sentem dores musculares. Ao que tudo indica os três jogadores devem atuar no sacrifício.

Ficha Técnica

Cerro PorteñoxSantos
Fase
Semifinal
Rodada
Data
01/06/2011
Horário
21h50
Local
Estádio La Olla Azulgrana, em Assunção
Árbitro
Wilmar Roldán (COL)

Assistentes
Abraham González (COL) e Eduardo Diaz (COL)

Cerro Porteño

Barreto; 
Piris, Pedro Benítez, Uglessich e César Benítez; 
Cáceres, Burgos, Torres e Fabbro; 
Lucero e Bareiro.

Técnico: Leonardo Astrada

Santos

Rafael; 
Jonathan, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; 
Adriano, Arouca, Danilo e Elano; 
Neymar e Zé Eduardo.

Técnico: Muricy Ramalho


.
 
 
 
eXTReMe Tracker