Página inicial
 
Mural de recados
22.07 | MARCOS LEITE
NA SÉRIE A2 SÓ SOBE O CAMPEÃO, ESPERO SEJA O PORTO GAVIÃO DO AGRESTE. OU PESQUEI ...
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
29/12/2010
11h36 | esportes - FUTEBOL NACIONAL
Ronaldinho Gaúcho só sai do Milan por R$ 17,6 milhões
Assessor de futebol do Grêmio admite que a negociação “dificultou muito”

Do globoesporte.com 

Custa 8 milhões de euros, ou R$ 17,6 milhões, o sonho do Grêmio de repatriar Ronaldinho Gaúcho. O recado foi dado nessa terça-feira a Assis, irmão e procurador do jogador, por Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, durante encontro no Rio. O Grêmio, que projetava uma liberação gratuita, admite, a partir de agora, maiores dificuldades para fechar o negócio.

Os 8 milhões de euros são relativos ao que Ronaldinho ainda tem por receber do clube italiano até o encerramento de seu contrato, em junho de 2011. Seu salário gira em torno de R$ 1 milhão por mês. O Milan quer uma garantia de que o Grêmio efetuará o pagamento para evitar futura cobrança judicial. Assis revela o interesse de clubes da Inglaterra, da Espanha e dos Estados Unidos pelo jogador. Para ele, o que se dispuser a cobrir a dívida entrará em vantagem na disputa.

- Para Ronaldo sair, alguém precisará cumprir o que o Milan tem de pagar - alertou.

Ainda sem ter recebido de Assis a informação oficial sobre a reunião com Galliani, o assessor de futebol César Cidade Dias reconhece que a obrigatoriedade do pagamento de 8 milhões de euros “dificulta muito” as tratativas. Cauteloso, o vice de futebol Antônio Vicente Martins recomenda “calma e prudência” antes de admitir que o Grêmio possa pagar para ter Ronaldinho outra vez.

Em férias em Punta Del Este, o presidente Paulo Odone diz que não entrará em debate sobre problemas relativos a Milan e Ronaldinho.

 

- Se o Milan ainda tem pendências com o Ronaldinho, esse não é um problema meu. Estou em férias - afirmou.
No exercício da presidência durante o afastamento de Odone, Eduardo Antonini explica que as únicas questões tratadas até agora com Assis dizem respeito a salários e direito de imagem. Assis não fixa um prazo para que as negociações sejam concluídas.
 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker