Página inicial
 
Mural de recados
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
11/11/2010
15h55 | esportes - Futebol
Carlos Alberto e Thiago Neves entre 50 piores contratações na Alemanha

Por GLOBOESPORTE.COMBerlim

reprodução bild sorin carlos alberto papin piores contratações da bundesligaSorín, Carlos Alberto e Papin entre as piores
contratações da Alemanha (Reprodução Bild.de)

Doze jogadores brasileiros foram eleitos pelo jornal “Bild” entre as 50 piores contratações da história do futebol alemão. A publicação, divulgada nesta quinta-feira, tem nomes famosos para o torcedor, como os vascaínos Carlos Alberto, ex-Werder Bremen, e Zé Roberto, ex-Schalke 04, o santista Marquinhos, ex-Bayer Leverkusen, e o atleticano Réver, ex-Wolfsburg. O meia Thiago Neves e o argentino Juan Pablo Sorín, ambos ex-Hamburgo, também estão na lista.

Entre os europeus, os destaques negativos estão no Bayern de Munique: são o francês Jean-Pierre Papin, eleito o melhor do continente em 1991, e o alemão Lucas Podolski, que joga atualmente no Colônia.

Confira a situação dos brasileiros:

Carlos Alberto (Werder Bremen) – Custou € 7,8 milhões (atuais R$ 18,3 milhões) em 2007, mas teve problemas de indisciplina e acabou emprestado ao Vasco.

Thiago Neves (Hamburgo) – Contratado para ser o sucessor de Van der Vaart por € 7,5 milhões (atuais R$ 17,6 milhões) em 2008, só esteve presente em seis jogos. Foi emprestado ao Fluminense e hoje defende o Al-Hilal.

Marquinhos (Bayer Leverkusen) – O meia do Santos não fez um jogo sequer pelo time principal do Rubro-Negro. Custou € 4,5 milhões (atuais R$ 10,5 milhões) em 2000.

Zezé (Colônia) – O ex-jogador do Madureira, contratado após brilhar em uma excursão pela Europa, voltou ao Brasil por não se adaptar ao clima. Fez cinco jogos e não marcou.

Breno (Bayern de Munique) – O ex-zagueiro do São Paulo era apontado como um jogador de grande futuro, mas não rendeu o esperavo e chegou até ser emprestado ao modesto Nuremberg. Custou € 12 milhões (atuais R$ 28,2 milhões).

Thiago Neves Hamburgo 2008
Thiago Neves chegou em alta após a Libertadores,
mas não vingou no Hamburgo em 2008 (Foto: EFE)

Alex Alves (Hertha Berlin) – Contratado em 2000 junto ao Cruzeiro em uma das transferências mais caras da Bundesliga, colecionou polêmicas.

Didi (Stuttgart) – Revelado pelo Cruzeiro, jogou apenas 38 minutos em dois jogos em 1999. Não vingou.

Arilson (Kaiserslautern) – Dispensado após seis meses de clube em 1996, esteve apenas em dez partidas na Bundesliga.

Zé Roberto (Schalke) – Custou € 3 milhões (atuais R$ 7 milhões) em 2008, mas não se adaptou ao país e ainda se envolveu com polêmicas. Reforçou o Vasco no meio do ano.

Bernardo (Bayern de Munique) – O ex-jogador do São Paulo foi outro a decepcionar. Fez somente quatro partidas em 1991.

Mazinho (Bayern de Munique) – Vindo do Bragantino, o atacante anotou 11 gols em quatro temporadas. Retornou ao Brasil em 1995.

Réver (Wolfsburg) – Saiu do Grêmio por € 5 milhões (atuais R$ 11,7 milhões), mas teve seis meses para esquecer. Foi vendido ao Atlético-MG.

Luizão (Hertha Berlin) – Chegou ao clube como pentacampeão mundial, mas não teve boas atuações e anotou apenas quatro gols em sua passagem. Reforçou o Botafogo em 2004.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker