Página inicial
 
Mural de recados
23.05 | MARCOS LEITE
PERDEMOS UMA BATALHA, MAS NÃO PERDEMOS A GUERRA VAMOS GANHAR O CORURIPE, CENTRAL ...
22.05 | Davi
Essa Racreche sei não viu... ...
22.05 | Aldery
Alguém lembra aqui da Série B de 1997? Da parceria entre Central e Cadimo Barros ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/10/2010
15h17 | esportes - ç
Felipe Melo admite que pensou em abandonar o futebol após a Copa
Criticado pela expulsão no jogo contra a Holanda, no Mundial, Atleta diz que foi demovido da ideia pela esposa Roberta e pelo pastor de sua igreja

O volante Felipe Melo fez uma revelação surpreendente em entrevista ao jornal italiano "La Repubblica" que cogitou largar o futebol após a eliminação da Seleção Brasileira da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Naquela ocasião, o time comandado por Dunga perdeu para a Holanda por 2 a 1, em Porto Elizabeth, e o jogador do Juventus ainda foi expulso após um pisão em Arjen Robben.

- Depois do Mundial não tinha vontade de jogar. Não tinha alegria e decidi abandonar. Joguei um bom Mundial, mas no Brasil disseram que perdemos (a Seleção) por culpa minha. Isso não é justo. Quem entende de futebol sabe que bastava olhar nos olhos dos jogadores holandeses antes da minha expulsão para saber que ganhariam - afirmou o jogador.

O jogador contou que os seus familiares sofreram com a perda da Copa e com a situação vivida por ele após o retorno ao Brasil.

- Passei a ser o único responsável. Quando voltei ao Brasil, minha mãe e meu pai choravam, minha casa estava cercada. Então decidi que o dinheiro que tinha era suficiente para viver bem toda a vida e que deixaria o futebol - contou.

Após ser demovido da ideia de abandonar o futebol pela esposa Roberta e pelo pastor de sua igreja, Felipe Melo tem tido bons momentos com a camisa do Juventus.

- Eles me explicaram que se eu abandonasse tudo dentro de 20 anos estaria me sentindo perdido. Que se tivesse abandonado iria me sentir um covarde, mas como não sou um covarde, aqui estou.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker