Página inicial
 
Mural de recados
28.06 | ojuara
CONCORDO NELHOR PAGAR SAFADAO DE QUE INVESTIR NESSE CLUBE SAFADO DE LADROES PORQ ...
28.06 | Paulo Junior
Parabéns pela atitude dos torcedores do Central em dividir o dinheiro com os fun ...
27.06 | Carlos
Eu acho que esse verdade nua e crua tem problemas mentais ele fica pensando,pens ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/08/2013
03h52 | esportes - COPA DO BRASIL 2013
Salgueiro empatou com o Internacional em 2 a 2 e está fora da Copa do Brasil
Oferecimento: Rádio Liberdade AM (910)
CLéLIO TOMAZ/LEIAJÁIMAGENS/ESTADÃO CONTEÚDO
Jorge Henrique comemora primeiro gol colorado no estádio Cornélio de Barros
A missão do Salgueiro era difícil. Praticamente impossível. Reverter uma vantagem de três gols do Internacional, feita no Rio Grande do Sul, soava quase uma utopia. Sequer as lembranças de já ter eliminado Vitória e Criciúma animavam para eliminar o "todo poderoso" Colorado. Mesmo poupando os atletas como D’Alessandro, Forlán, Juan e Kleber - e ainda com Muriel, Gabriel, Josimar e Índio lesionados-, os gaúchos não tiveram dificuldades para passar pelo o Carcará na Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira, no Sertão. Dois a dois no placar. Despedida honrosa, é verdade. Outro alento é que a equipe deixa o torneio com a melhor campanha feita por um time do interior pernambucano numa competição nacional de elite, ficando na 13ª colocaçao. O foco agora é o Nacional/AM, adversário do próximo domingo no primeiro mata-mata da Série D. 

O Salgueiro também teve desfalques contra o Internacional. Não pôde contar com Vitor Caicó e Fabrício Ceará - lesionado e suspenso, respectivamente. Mas, certamente, a presença deles seria insuficiente. O Carcará entrou em campo, na verdade, encarando o jogo como parte dos preparativos para a sequência do Brasileiro. Sem maiores perspectivas de avançar na competição, só parecia querer uma boa atuação para elevar o moral do grupo para o restante da temporada, como o próprio técnico Marcelo Chamusca havia ressaltado antes do jogo.   

Internacional/Site oficial
Partida foi um teste para o Salgueiro
O jogo
Nos primeiros minutos da etapa inicial, os sertanejos começaram afoitos. Tentaram pressionar o Inter. Mantiveram maior posse de bola, porém não conseguiram criar oportunidades efetivas de gol. Por sua vez, o Colorado, quando tinha a bola nos pés, procurava gastar tempo, levando em conta a vantagem de 3 a 0 que tinha no placar agregado. Na primeira vez que os gaúchos chegaram ao ataque, balançaram as redes. Aos 13, Jorge Henrique abriu a contagem, de bico, quandou recebeu um passe de Scocco na entrada da área. No último lance do primeiro tempo, Kanu desperdiçou uma chance quase na pequena área para o Salgueiro.      

Já na etapa final, Elvis começou perdendo um pênalti aos 6 minutos. A esperança (apenas de vencer o jogo) foi reacendida logo em seguida. Aos 12, Ranieri, de cabeça, deixou tudo em pé de igualdade após uma bola alçada na área pelo mesmo Elvis, em uma falta. Contudo, não demorou para o Inter ficar na vantagem novamente. Quatro minutos depois, Alex bateu no canto direito de Mondragón. Nos acréscimos, o Salgueiro foi buscar. Daniel empatou: 2 a 2, para a a alegria da torcida sertaneja, que comemorou o resultado como se fosse a classificação

Salgueiro
Mondragón; Ricardo Braz, Ranieri e Alemão; Marcos Tamandaré (Gil Mineiro), Daniel, Moreilândia (Yusuke), Rodolfo Potiguar, Yerien e Elvis (Canga); Kanu. Técnico: Marcelo Chamusca. 

Internacional
Alisson; Ygor, Ronaldo Alves, Alan e Fabrício; Aírton, Willians, Jorge Henrique e Alex (Alan Patric); Scocco (Otavinho) e Leandro Damião (Caio). Técnico: Dunga.

Ficha do jogo

Estádio: Cornélio de Barros (Salgueiro-PE)
Árbitro: Wagner Reaway (MT)
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Gols: Jorge Henrique (Inter, aos 13 do 1ºT), Alex (Inter, aos 16 do 2ºT), Ranieri (Salgueiro, aos 12 do 2ºT) e Daniel (Salgueiro, aos 45 do 2ºT)
Cartões amarelos: Rodolfo Potiguar, Ricardo Braz, Moreilândia e Daniel (Salgueiro); Jorge Henrique (Inter)
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker