Página inicial
 
Mural de recados
26.06 | VITOR HUGO
FORAM ELIMINADOS O SERGIPE MAIOR TORCIDA DO ESTADO, ITABAIANA A MAIOR DO INTERIO ...
26.06 | Aldery
Tudo deu errado como sempre para o Central! Desfalques e má atuação de alguns jo ...
26.06 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TÁ GARANTIDO NA SÉRIE D 2018, AGORA TEM Q MUDAR A DIRETORIA, E FAZEREM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
17/08/2011
00h05 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Salgueiro volta a perder de 5 a 3, desta vez para o Icasa
Clique e confira!
O Salgueiro parece cada vez mais sem força para reagir e lutar contra o rebaixamento. Nesta noite de terça-feira, castigo pior para quem decidiu ir ao estádio Ademir Cunha para apoiar o Carcará (vice-lanterna) contra o Icasa (18º). Rodada com status de “duelo dos desesperados”. O ataque do Salgueiro cumpriu o dever. Marcou três gols, assim como diante do Bragantino. A defesa, entretanto, tornou a vacilar. Levou cinco gols, assim como diante do Bragantino. Resultado igual ao do último sábado: 5 a 3 para o adversário.

Com a derrota, o Salgueiro aumentou o jejum. Agora, a sequência é de cinco derrotas e um empate. Nos últimos seis jogos, são cinco derrotas e um empate. Vice-lanterna, com reles 13 pontos dos 51 disputados, ficou ainda mais distante da saída da zona de degola, pois o time de Juazeiro do Norte era quem estava em posição logo acima.

Para muitos torcedores, a diversão parecia estar alheia ao campo. Estava centrada em plena arquibancada. Constantes risadas dos xingamentos e comentários irônicos dos torcedores mais exaltados. Diante do vazio do estádio, dava para o público ouvir os jogadores. E vice-versa. Assim, como as críticas ficavam mais evidentes, os atletas pareciam mais dispostos a evitar a falha. Sobraram para o goleiro do Salgueiro os primeiros “esculachos”. Aos 13 minutos, o meia Júnior Xuxa cobrou falta do lado esquerdo do campo, longe da meta adversária. Luciano aguardou, em vão, o desvio. Ninguém atingiu a bola. Só Luciano. Mas para o gol: 1 a 0.

Não demorou para o Carcará se erguer. Também de falta, por pouco o zagueiro Eridon não igualou o marcador. Aos 23 minutos, o empate. Jogada dos cabeludos, gol do careca. De Edmar para Clebson. De Clebson para Fabrício Ceará. De Fabrício Ceará, livre, sem goleiro, para o gol: 1 a 1. O jogo ficou à base do “chutão”. Ligação desordenada entre defesa e ataque de ambas as equipes. Xuxa voltou a assustar em lance de bola parada. A torcida da casa acordou e pediu: “Maurício (Simões). Manda o povo chutar, porque o goleiro é Marcelo ”, ironizou um espectador. Élvis atendeu e soltou o arremate de fora da área. Pitol, entretanto, defendeu.

Aos 39, quando o Salgueiro dominava a partida, Clebson cometeu falta irresponsável e tomou o segundo cartão amarelo. A expulsão custou caro. Cinco minutos depois, Marciano fez Alex Xavier dançar e fuzilou as redes: 2 a 1. O time sertanejo saiu para o intervalo sob vaias. Mas, logo aos dois minutos da segunda etapa, o Salgueiro renovou o ânimo. Cruzamento de Marcos Tamandaré, cabeceio certeiro do goleador Fabrício Ceará: 2 a 2.

Nos dez minutos seguintes, o Icasa marcou dois gols de forma semelhante. Em dois escanteios cobrados por Júnior Xuxa, gols de Everaldo (3 a 2) e Preto (4 a 2). Ambos por falha de marcação. Aos 17, Pio soltou a bomba e diminuiu a diferença: 4 a 3. Contudo, o dia era de Júnior Xuxa. Aos 24, o habilidoso meia fez jogada individual e contou com o vacilo do goleiro Luciano. Não perca as contas: 5 a 3. Aos 35, desabou a chuva. Só para castigar ainda mais os torcedores. Até o apito final, nada de novo. Agora, o jejum do Carcará é de seis rodadas. De lá para cá, cinco derrotas e um empate.


FICHA TÉCNICA


Salgueiro

Luciano; Marcos Tamandaré, Alex Xavier (Henrique), Eridon e Baroni; Josa, Pio, Élvis (Ricardinho) e Clebson; Edmar (Paulo Santos) e Fabrício Ceará. Técnico: Maurício Simões


Icasa

Marcelo Pitol; Osmar, Ramón, Everaldo e Janílson (Vinícius); Luiz Henrique (Diogo), Dodô, Mariano e Júnior Xuxa (Diego Palhinha); Preto e Marciano. Técnico: Márcio Bittencourt


Local: Estádio Ademir Cunha. Árbitro: Rogério Lima da Rocha (SE). Assistentes: Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB) e Márcio Freire Lopes (PB). Gols: Fabrício Ceará (2) e Pio (S); Júnior Xuxa (2), Marciano, Everaldo e Preto (I). Cartão vermelho: Clebson (S). Cartões amarelos: Pio, Marcos Tamandaré (S); Janilson (I). Público: 1.443

.
 
 
 
eXTReMe Tracker