Página inicial
 
Mural de recados
12.12 | Pierre Santos
Marcos Leite, é bom pela renda no momento, agora quando lota é de 90% de caruaru ...
12.12 | CLEO
Vdd Marcos Leite se o Centralzão começar com o pé direito a torcida vai comparec ...
12.12 | CLEO
VAMOS PRA FESTA GALERA NESSA TERÇA LANÇAMENTO DA NOVA MARCA E AS MUSAS DO CENTRA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/08/2011
18h41 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Salgueiro cai diante do Bragantino em jogo de muitos gols - 5x3
CLIQUE e CONFIRA!!!
Num jogo em que choveram gols, o Salgueiro seguiu sua sina de derrotas fora de casa ao cair frente ao Bragantino por 5x3, na tarde deste sábado (13), no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O resultado manteve o time pernambucano no penúltimo lugar da Série B, enquanto que os donos da casa saíram da zona de rebaixamento com os três somados.

O Salgueiro até tentou esboçar que seria um time corajoso e ambicioso nos início com duas jogadas seguidas aos dois minutos. Na segunda, Fabrício Ceará recebeu cruzamento e dominou a bola no peito. Na hora de finalizar, ficou no goleiro Gilvan, que saiu corajosamente nos pés do atacante pernambucano para salvar os donos da casa.

Já o time preto e branco tentara pela primeira vez numa cobrança de escanteio logo no primeiro minuto. Na segunda vez que isso aconteceu foi fatal. Aos cinco, Marcinho bateu e Marcelo saiu mal do gol. A bola bateu nas pernas de Otacílio Neto e entrou. Mesmo na frente, o Bragantino mostrava que não tinha técnica para impor um ritmo forte. O Carcará conseguiu tocar melhor a bola, inclusive no campo de ataque.

Os mandantes tiveram que utilizar do contra-ataque para criar uma nova situação de gol, aos 14. Andrezinho cruzou e Otacílio Neto, impedido, desviou para Lincom completar para o gol. A jogada foi anulada. No minuto seguinte, a equipe vermelha deixou tudo igual. Fabrício Ceará cruzou e Élvis tentou primeiro de cabeça e depois com os pés para marcar seu primeiro gol na Série B.

Com tudo igual, o jogo ficou feio e sem inspiração. O Salgueiro abusava das faltas e quando tinha a posse da bola, não conseguia mantê-la no campo de ataque. Restava apenas as bolas alçadas na área, reconhecidamente o ponto forte da equipe do interior de São Paulo. E assim, saiu o gol de desempate do Bragantino. Marcinho bateu falta na área e Lincom desviou de cabeça. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar. Aos trancos e barrancos era a única maneira de o Salgueiro chegar ao ataque. E foi assim que acontceu aos 36 minutos quando Clébson sofreu falta perto da meia-lua. Piauí bateu com perfeição, no ângulo esquerdo de Gilvan e a partida ficou igual outra vez.

Mas se jogo com toques envolventes e equipes procurando encurtar o espaço da outra não acontecia, os gols não foram problema. Foram precisos mais cinco minutos para o placar se mexer novamente. Num contra-ataque, Andrezinho cruzou da direita para Lincom completar para as redes. Como a defesa sertaneja saía, a marcação estava frouxa, o que facilitou a finalização. Ainda houve tempo para o Salgueiro empatar. Aos 44, Piauí bateu escanteio e Alex Xavier cabeceou no travessão. No rebote, Fabrício Ceará mergulhou para marcar seu terceiro gol.

Os dois times voltaram para o segundo tempo com as mesmas formações mas com um conceito diferente de jogo. Ao invés de bolas longas e apenas cobranças de falta e escanteio Bragantino e Salgueiro tentaram chegaro ao gol tocando a bola. Até porque os dois sistemas defensivos foram alertados por seus treinadores para não deixar tanta brecha.

E começaram as alterações. Marcelo Veiga desvez seu 3-5-2 com a entrada de Romário no lugar de Cadu. Já Maurício Simões resolveu mudar duas vezes. Primeiro, pôs Robertinho no lugar de Élvis (um meia por outro). No minuto seguinte, Renê entrou no posto de Piauí, que sentia cãimbras. A segunda alteração - um volante por um lateral - tentou justamente anular a entrada de mais um jogador ofensivo no adversário.

Mas a tática do estreante não deu certo. O Bragantino teve mais presença ofensiva e rondava a área de Marcelo perigosamente. Até que numa sequência de cruzamentos, fez 4x3. Alex Xavier cortou mais para cima do que para fora da área, onde Otacílio Neto estava livre, na marca do pênalti. Ele cabeceou para o gol e Romário, frente a frente com Marcelo, completou para as redes.

Sem força ofensiva, pois também perdeu Edmar, restou ao Carcará se defender e torcer para não tomar mais gols. Mas ainda tomaria mais um no final. Tamandaré atropelou Romário dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Marcinho bateu forte no canto esquerdo e sacramentou a vitória do Bragantino.

Ficha do jogo:

Bragantino: Gilvan; André Astorga, Júnior Lopes e Cadu (Romário); Andrezinho, Mineiro, Reinaldo, Luiz Mário (Diego) e Marcinho; Lincom e Otacílio Neto (Murilo). Técnico: Marcelo Veiga.

Salgueiro: Marcelo; Marcos Tamandaré, Alex Xavier, Eridon e Piauí (Renê); Pio, Josa, Clebson e Élvis (Robertinho); Edmar (Edu Chiquita) e Fabrício Ceará. Técnico: Maurício Simões.

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). Horário: 16h20. Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR). Assistentes: Adair Carlos Mondini (PR) e Arestides Pereira da Silva (AL). Gols: Otacílio Neto, aos cinco; Élvis, aos 15; Lincom, aos 29; Piauí, aos 36; Lincom, aos 41; Fabrício Ceará, aos 44 do primeiro. Romário, aos 31 e Marcinho, aos 44 do segundo tempo. Cartões amarelos: Marcinho, Júnior Lopes, Otacílio Neto, Alex Xavier, Marcelo, Josa e Élvis.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker