Página inicial
 
Mural de recados
10.12 | paulo
A SERIE D NAO RENDA NADA MUITO PELO CONTRARIO DA MUITO PREJUIZO MEUS AMIGO FOI I ...
09.12 | Rubro Negro
Campeão com mérito? Como assim,série B de 86 tem um monte de time q se intitula ...
09.12 | CLEO
pra ajudar o central< temos q se associar, tem 3 categoRIas de SÓCIOS PRAS 3 CLA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/07/2011
12h14 | esportes - SALGUEIRO
SALGUEIRO ---> Chuva faz o Carcará treinar em difirentes lugares durante a semana
CLIQUE e CONFIRA!!!
Postado da Redação Giro dos Esportes, do Super Esportes
 
Ao chegar na Série B, o Salgueiro tinha perfeita noção das dificuldades que encontraria. Adversários mais fortes no cenário nacional e com mais renda financeira. Jogos menos técnicos e mais disputados fisicamente. Isso, contudo, é algo que pode ser driblado dentro de campo. Onze contra onze. O que não passava pela cabeça do comandante Neco eram as barreiras que encontraria para treinar a equipe. A chuva misturada ao crítico gramado do estádio Ademir Cunha, em Paulista, forma uma combinação indigesta. Além de lama, ela faz com que o Carcará voe de um ninho para outro. As vezes, sem saber a direção.
 
Os exemplos podem ser tirados dos últimos dias. Para o jogo contra o Criciúma, o tempo desfavorável colocou os planos de Neco por água abaixo. Literalmente. "Essas chuvas atrapalham toda a programação da semana. Fiz o jogo contra o Criciúma (no ultimo sábado) com apenas dois treinos com bola quando poderiam ser oito", disse, claramente insatisfeito.

Helder Tavares/DP/D.A Press 
Comandante do time sertanejo não consegue trabalhar direito as deficiências da equipe


As dificuldades podem ser vistas na quantidade de locais improvisados para treinamento. O Salgueiro reveza treinos entre o Ademir Cunha e a quadra do ginásio municipal de Paulista. Ontem, porém, foi a vez de o grupo se aventurar na Academia de Paudalho. O futuro nesta quarta-feira depende do sol. Se continuar forte, o treino é no Ademir Cunha. Se chover, existe a possibilidade de trabalhar no CT do Náutico.

Todas esses imprevistos refletem dentro de campo durante os jogos. Neco sabe disso e, logicamente, incomoda-se. "A gente faz estatística durante o jogo e, depois, tenta corrigir nos treinos. Se faltou bola aérea, a gente trabalha cruzamentos. Se teve algum problema de marcação, a gente fortalece este quesito. O problema é que a gente não tem muita oportunidade", afirmou.

O raciocínio do comandante leva prontamente ao quesito finalização. O Salgueiro, em muitos jogos, sofre para fazer gol. O time divide com outras quatro equipes o posto de segundo pior ataque. "Se diz que o ataque não funciona, mas a gente está construindo a jogada. Nesse tempo de chove e para de chover, se você não consegue treinar não se melhora. Só de boca não adianta. Estamos tendo dificuldade para resolver o problema da finalização. Só se melhora com a repetição", avaliou.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker