Página inicial
 
Mural de recados
19.08 | MARCOS LEITE
EU SÓ ESPERO Q O CANDIDATO VENCEDOR, TEM UM GRUPO DO PATRIMONIO, CENTRAL TÁ PRA ...
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
18/06/2011
22h07 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Salgueiro se impõe e derrota o Goiás por 2x0
Clique e confira!

Robertinho no momento em que sofreu o pênalti que originou o segundo gol*

O Salgueiro recuperou-se da derrota para o Náutico e conseguiu uma boa vitória por 2x0 sobre o Goiás, neste sábado (18), no Ademir Cunha, em Paulista, pela sexta rodada da Série B. O resultado fez o time subir da 15ª para a 11ª colocação, agora com oito pontos. O Carcará não venceu por mais gols porque o goleiro Harlei teve um grande desempenho.

Bem que o Salgueiro tentou começar o jogo mais ousado como o técnico Neco pedira antes de a bola começar a rolar. Mas foi o Goiás quem adiantou a marcação e criou dificuldade para o time da casa. Porém, faltou técnica para transformar esse posicionamento em perigo para o time da casa.

Assim, o jogo ficou disputado, até com lances mais ríspidos, principalmente pelo lado pernambucano, mas sem que as jogadas fossem concluídas. As finalizações limitavam-se aos chutes de longa distância.

A mudança viria aos 19 minutos. Numa cobrança de escanteio da esquerda por parte do Goiás, Ernando completou para o gol. Porém, o árbitro Antônio Hora Filho marcou pênalti de Henrique em Rafael Tolói, já que a regra não prevê vantagem em caso de penalidade máxima. E essa regra foi madrasta do time goiano. Rafael Tolói foi para a cobrança e escorregou na hora do chute. A bola foi no canto direito, porém fraca. Marcelo defendeu.

Depois da defes no pênalti, o Salgueiro foi mais agressivo e criou pelo menos duas boas oportunidades. A primeira foi com Marcos Tamandaré numa cobrança de falta, aos 23. A segunda, com Josa, pela esquerda, aos 27. Em ambas, o goleiro Harlei trabalhou bem e fez as defesas.

A essa altura, o time sertanejo já recuperara o meio de campo perdido desde o apito inicial. O jogo já se desenrolava mais no campo defensivo do Goiás e a recompensa veio aos 38 minutos. Edmar entrou na área e foi derrubado por Zé Antônio na hora de marcar o gol. Antônio Hora Filho acertou em marcar o pênalti mas errou em não expulsar o jogador goiano, pois ele era o último homem da defesa e merecia o vermelho. Na hora da cobrança, Tamandaré não desperdiçou e mandou no canto.

No restante da etapa, o Salgueiro manteve o mesmo padrão e evitou que o adversário o encurralasse. Mesmo assim, numa saída errada de Marcelo, a bola sobrou limpa para Oziel mandar por cima, aos 44. Já o Carcará pecou na coordenação dos contra-ataques.

O Salgueiro voltou para o segundo tempo com a mesma proposta que terminou a etapa inicial, mas o Goiás já sabia o que fazer. O resultado é que a partida ficou mais bonita de se ver, com os dois times sempre em busca do ataque e com possibilidade de gol.

O que faltou foi pontaria para os atacantes dos dois times finalizarem com mais competência. O Salgueiro foi quem chegou mais perto. Porém, nas boas oportunidades, Mateus acertou o travessão logo aos nove minutos, quando tentou cruzar e o erro quase deu o segundo gol. O mesmo Mateus chutou em cima da zaga aos 21. Josa também não conseguiu cabecear direito no cruzamento de Tamandaré.

Nesse ínterim, o Goiás só chegou em condições de marcar uma vez. Aos 12, Oziel cruzou e Hugo, sozinho cabeceou para o chão. Marcelo fez grande defesa. Nos dez minutos finais, o Goiás ensaiou uma pressão. Realmente encurralou o Salgueiro mas sem conseguir entrar na área e criar grande dificuldade para Marcelo.

O time pernambucano teve chance de ampliar no contra-ataque mas se não fosse o individualismo de Fágner poderia ter melhor sorte. Aos 38, por exemplo, ele pegou rebote depois de uma bomba de alemão. Balançou o corpo para um lado e para o outro sem conseguir finalizar até ser desarmado por Harlei. Cinco mintuos depois, ele chutou em cima do goleiro esmeraldino. Aos 44, o bombardeio aumentou com chute de Mateus para defesa do camisa 1.

De tanto tentar, o Salgueiro chegou ao segundo gol já nos acréscimos. Aos 46, Robertinho foi derrubado dentro da área. Fabrício Ceará foi para a cobrança e, de cavadinha, ampliou.

Ficha do jogo:

Salgueiro: Marcelo; Marcos Tamandaré, Henrique, Alemão e Josa; Diego Paulista (Edu Chiquita), Pio, Mateus e Edmar (Robertinho); Fagner e Fernando. Técnico: Neco

Goiás: Harlei; Rafael Tolói (Walmir Lucas), Ernando e Marcão; Oziel, Carlos Alberto, Zé Antônio (Marcelo Costa), Diniz (Valdir Filho) e Valdir Lima; Felipe Amorim e Hugo. Técnico: Artur Neto.

Local: Estádio Ademir Cunha, em Paulista. Árbitro: Antônio Hora Filho (SE). Assistentes: João Carlos de Jesus Santos e Izac Marcio da Silva Oliveira. Gols: Marcos Tamandaré, aos 38 do primeiro tempo. Fabrício Ceará, aos 47 do segundo. Cartões amarelos: Marcelo Costa, Zé Antônio, Walmir Lucas e Valdir Lima. Público: 4.845.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker