Página inicial
 
Mural de recados
26.06 | VITOR HUGO
FORAM ELIMINADOS O SERGIPE MAIOR TORCIDA DO ESTADO, ITABAIANA A MAIOR DO INTERIO ...
26.06 | Aldery
Tudo deu errado como sempre para o Central! Desfalques e má atuação de alguns jo ...
26.06 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TÁ GARANTIDO NA SÉRIE D 2018, AGORA TEM Q MUDAR A DIRETORIA, E FAZEREM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/10/2010
11h39 | esportes - SALGUEIRO
(SALGUEIRO) - Torcedores celebraram na rua acesso do Carcará.
Ontem a FPF pagou R$ 20 mil de premiação. Além disso, todos devem dividir o bicho de R$ 300 mil do próprio clube. A folha salarial é de R$ 85 mil, sendo os salários mais altos na casa dos R$ 5 mil.

Do Jornal do Commércio


Torcedor do Salgueiro mostra orgulhoso as cores do time - Foto: Rodrigo Lobo-JC Imagem

Por Elias Roma Neto
Do Jornal do Commercio

A espera dos torcedores do Salgueiro pela chegada dos jogadores era ansiedade pura. Desde cedo era fácil ver os fãs do Carcará passeando pelas ruas com suas camisas - fosse o primeiro padrão, verde-limão, ou os alternativos, como o vermelho e o branco. Por volta das 16h, todos passaram a se concentrar em um posto de gasolina na BR-116, começando a festa antes de os atletas aparecerem.

Nos alto-falantes dos carros, tocava o hino do Carcará, que representou bem o momento da cidade, ontem. "Futebol é minha alegria, é festa no interior. No toque da bola comanda a folia, na garganta o grito de gol", diz a letra do canto, que era entoado, entre muitos, por um dos torcedores-símbolo, o aposentado Francisco Gomes, 64 anos, conhecido como Tarcísio.

Equipado com um chapéu que tem um carcará de borracha em cima (que faz barulho quando apertado), Tarcísio admitiu que, em alguns momentos, temeu pelo pior no jogo em Belém. No entanto, nunca deixou de acreditar na força do time de coração. "Nem dormi na noite anterior esperando o jogo. Fiquei com o coração apertado quando eles (Paysandu) fizeram 1x0, mas depois foram saindo os gols e as coisas melhoraram. No final, era uma mistura de alegria e de ainda não acreditar no que havia acontecido. Parecia um sonho", revela.

Outro empolgado, mas da nova geração, era Leandro Alves dos Santos, 14 anos. Pretenso jogador de futebol, o atleta se espelha no atacante Júnior Ferrim. "Fiquei nervoso, mas depois foi só emoção. Estou orgulhoso", disse o garoto, que subiu no trio com os jogadores, sendo tratado por todos como mascote.

Ontem a FPF pagou R$ 20 mil de premiação. Além disso, todos devem dividir o bicho de R$ 300 mil do próprio clube. A folha salarial é de R$ 85 mil, sendo os salários mais altos na casa dos R$ 5 mil.


Jogadores do Salgueiro desfilaram num trio-elétrico pelas ruas da cidade/Foto -  Rodrigo Lobo/JC Imagem


 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker