Página inicial
 
Mural de recados
21.09 | MARCONDES
SERÁ Q O CENTRAL FOSSE PEDIR PRA PREFEITA DAR UMA GERAL NO CT, ELA PELO MENOS MA ...
21.09 | VICTOR HUGO
A PREFEITA É D CARUARU, MAS NÃO FAZ NADA PELOS 2 CLUBES CENTRAL E PORTO, ELA DEV ...
21.09 | Paulo alvinegro
É muito engraçado o presidente do central pra conseguir falar com o prefeito de ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/08/2017
09h59 | esportes - Futebol PE
FUTEBOL PE - Na luta contra Série C, Santa Cruz e Náutico fazem parte de inédito Z4 juntos
A quinta derrota consecutiva do Santa Cruz na Série B inaugurou um ciclo inédito na história recente do futebol pernambucano. Em queda livre decorrente do péssimo momento, o Tricolor entrou pela primeira vez nesta temporada na zona de rebaixamento do Brasileiro. Lá, encontrou o Náutico - imerso no Z4 desde a segunda rodada da competição. Agora juntos, tricolores e alvirrubros, estão pela primeira vez abraçados entre os quatro últimos colocados. É a primeira vez nas 12 edições em que o Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão foi disputado no atual sistema de pontos corridos que duas equipes pernambucanas ocupam juntas posições dentro da zona de rebaixamento da competição.

Durante o período, já disputaram a Série B nacional pelo estado: Náutico, Salgueiro, Santa Cruz e Sport. Jamais dois deles concomitantemente estiveram nos quatro últimos lugares - embora todos já tenham tido suas passagens “solitárias” pela incômoda parte da tabela. Timbu e Cobra Coral disputam a Segunda Divisão nacional juntos no atual regulamento pela terceira vez (anteriormente dividiram a competição em  2014 e 2015).

Em termos de aproveitamento, a situação do Náutico ainda é a mais delicada. Recém-saído da lanterna da competição, a probabilidade de rebaixamento, segundo dados do departamento de matemática na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é de 81,2%. Já o Santa Cruz tem chance de 47,6% de queda.

Times em fases distintas

Em campo, porém, os dois times vivem fases distintas. O Tricolor de Givanildo Oliveira é quem atravessa, neste momento, o maior jejum de vitórias na Série B com seis jogos em branco, sendo um empate e cinco derrotas. Já o Timbu vem em recuperação desde o anúncio da chegada do treinador Roberto Fernandes.

Nas últimas dez partidas, o Náutico soma 15 pontos. É o oitavo melhor. Em contraste, o Santa Cruz soma apenas oito. É o terceiro pior time nesse recorte. O que abre uma possibilidade de inversão de posição na tabela de classificação da Série B. Hoje, no entanto, a realidade aponta para o pior dos cenários: uma queda para a Série C juntos 

Clubes de Pernambuco que jogaram a Série B dos pontos corridos

2006 - Sport e Náutico
2007 - Santa Cruz
2008 - nenhum
2009 - nenhum
2010 - Sport e Náutico
2011 - Náutico, Salgueiro e Sport
2012 - nenhum
2013 - Sport
2014 - Náutico e Santa Cruz
2015 - Náutico e Santa Cruz

2016 - Náutico

Chances matemáticas

UFMG

Probabilidade rebaixamento
Náutico: 81,2% / Santa Cruz - 47,6%

Probabilidade de acesso
Menos de 1%

Atingir 45 pontos
Probabilidade de permanência 83%

Chance de gol

Probabilidade rebaixamento
Náutico: 85,6% / Santa Cruz: 49,9%

Probabilidade de acesso

Menos de 1%

Atingir 45 pontos
Probabilidade de permanência 80%


Do Super Esportes PE
 
 
 
eXTReMe Tracker