Página inicial
 
Mural de recados
23.07 | Centralino
Tô vendo uma coisa boa nesta reforma trabalhista. As ações contra o Central tend ...
22.07 | VICTOR HUGO
COLOCAR LED NO ESTÁDIO OLINDÃO EM OLINDA E AFOGADOS DA INGAZEIRA, ESSA PROPOSTA ...
22.07 | Franco
Gostei Marcos Leite, Já está na hora de Caruaru ter um clube que honre a cidade, ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/06/2017
23h01 | esportes - PE 2017
FUTEBOL PERNAMBUCANO - FPF reduz vaga de acesso à primeira divisão do Campeonato Pernambucano
O que já era difícil, vai ficar ainda pior. As chances de um clube da Série A2 alcançar a elite do Pernambucano serão reduzidas pela metade, ao menos pelos próximos anos, quando apenas o campeão da divisão terá o acesso garantido. Essa foi a decisão tomada pela Federação Pernambucana de Futebol - FPF para as edições de 2017 (ainda sem data para início) e 2018. Há ainda a possibilidade do modelo ser aplicado em 2019, o que reduziria de doze para nove clubes na Série A1. Saída para adequação à redução de datas no calendário do Estadual.

Ao Superesportes, o diretor de competições da FPF, Murilo Falcão, explicou o motivo da mudança e revelou a reação avessa dos clubes. "Todos foram contrário, mas está mantido porque teremos que reduzir o número de clubes da Série A1, por conta do aperto nas datas. Já que a gente não pôde aumentar o número de rebaixados, tivemos que diminuir no acesso. Está definido." 

A ideia foi apresentada a representantes de seis clubes interessados em participar do torneio: Centro Limoeirense, Decisão, Íbis, Pesqueira, Timbaúba e Vera Cruz. De acordo com a Federação, Altinho, Barreiros, Olinda e Porto também estão aptos a disputar, mas não compareceram às reuniões na FPF.

Apesar de ainda não haver data estabelecida para o início do certame, a intenção é que os primeiros jogos aconteçam no final de julho.

"Sobrou para a gente"

Um dos atingidos pela mudança no regulamento, o presidente do Íbis, Ozir Júnior, se queixa da decisão, mas não enxerga saídas além da aceitação. "É desleal um negócio desses, de só subir um, mas pelo que o presidente (Evandro Carvalho, da FPF) falou, não tem como recorrer mais. É a unica maneira que ele achou para voltar a ter dez clubes na primeira divisão. Sobrou para a gente."

O mandatário rubro-negro ainda tece uma crítica aos participantes da competição. "Os próprios clubes do interior também não se adequaram às exigências. Deixam para resolver as coisas de última hora. Hoje, só tinham Íbis e Centro Limoeirense prontos. Só esses dois com os últimos com laudos e as taxas atualizados", apontou.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker