Página inicial
 
Mural de recados
19.10 | Antonio do Salgado
Respondento a Paulo. Meu chefe a diretoria é nova no clube, mais os funcionár ...
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
23/04/2016
16h58 | esportes - PE 2016
PE 2016 - SEMIFINAL > Salgueiro 1x0 Sport - Rubro Negro vence nos pênaltis e está na final contra o Santa Cruz
O roteiro foi parecido com o do último fim de semana, mas dessa vez com um final feliz para os rubro-negros. Mais uma vez mostrando um fraco futebol, o Sport foi derrotado no tempo normal para o Salgueiro por 1 a 0, no Cornélio de Barros, repetindo o placar do jogo de ida, na Ilha do Retiro, o que levou à decisão para os pênaltis. Cenário idêntico ao do último domingo, contra o Campinense, pela semifinal da Copa do Nordeste. No entanto, dessa vez, os leoninos foram mais competentes nas cobranças e com uma vitória por 5 a 4 conseguiu a classificação para a decisão do Estadual, onde enfrentará o Santa Cruz. O jogo de ida será no dia 5 de maio, no Arruda. A volta, dia 8, na Ilha do Retiro. 

Para a partida, pela mau futebol apresentado no jogo de ida, esperava-se que o técnico Thiago Gomes promovesse algumas mudanças na equipe para a partida do Cornélio de Barros. Porém, o interino resolveu apostar na mesma formação, com o trio de volantes Serginho, Rithely e Luiz Antônio no meio de campo. Esse último atuando mais avançado, com a missão de criar, função que não a sua especialidade. Assim, o que se viu no primeiro tempo, mais uma vez, foi um futebol pobre dos rubro-negros ofensivamente.

Por sua vez, precisando da vitória, o Salgueiro tomou uma postura bem mais ousada da mostrada na Ilha do Retiro. E foi logo recompensado por isso, com Moreilândia ganhando na dividida para Renê e acertando uma bomba, sem defesa para Danilo Fernandes. Com apenas sete minutos, o Carcará implodia a vantagem obtida pelo Leão.

Além da falta de criatividade na armação do meio de campo, completava a má atuação do Sport a marcação à distância, mesmo com os três volantes. Aos 16 minutos, Danilo Fernandes impediu o segundo gol sertanejo ao defender chute cara a cara de Piauí. Porém, apesar dos problemas, o Sport também teve as suas oportunidades. Até porque tinha pela frente uma equipe também com suas falhas na marcação. Porém, em três chances consecutivas, Vinícius Araújo mostrou sua deficiência nas finalizações. 

O forte calor no Cornélio de Barros, o que obrigou o árbitro Gleydson Leite a autorizar uma parada técnica, fez com que o ritmo da partida caísse um pouco. Mas o Salgueiro seguia mais ligado na partida. E ainda mandaria uma bola na trave, em cobrança de falta de Rogério.

No retorno para o segundo tempo, Thiago Gomes procurou solucionar os problemas da sua equipe ao sacar Lenis (em mais uma atuação apagada) para a entrada de Jhonathan Goiano e Serginho para a entrada do meia Gabriel Xavier, de volta à equipe após três semanas afastado devido a uma lesão muscular. Assim, o Sport, finalmente, passou a contar com um meia de armação de ofício para sanar a falta de criatividade da equipe.

Porém, apesar de conseguir ficar um pouco mais com a bola nos pés, o Leão seguia improdutivo no ataque. Tanto que o goleiro Mondragon foi um mero espectador durante toda a etapa final. Por sua vez, o Salgueiro poderia ter ampliado caso o atacante Piauí em três oportunidade. A melhor delas aos 19, obrigando Danilo Fernandes a fazer outra grande defesa após finalização à queima-roupa. O pecado dos sertanejos e do técnico Sérgio China foi, a partir desse lance, se arriscar menos em busca da classificação no tempo normal. Diminuindo o ritmo, mesmo com o Sport sem oferecer perigo. Foi castigado nos pênaltis. Ao Sport, uma certeza, se quiser ser campeão, vai ter que melhorar. 
 
Ficha do jogo

Salgueiro 1 (4)
Mondragon; Toty, Ranieri, Daniel e Rogério; Rodolpho Potiguar, Moreilândia (Nílson), Jefferson Berguer (Marcos Tamandaré), Lucas Piauí e Cássio Ortega (Luís Eduardo); Piauí. Técnico: Sérgio China.

Sport 0 (5)
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Renê; Rithely, Serginho (Gabriel Xavier), Luiz Antônio, Mark Gonzalez e Lenis (Johnathan Goiano); Vinícius Araújo (Everton Felipe). Técnico: Thiago Gomes (interino).

Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Árbitro: Gleydson Leite. Assistentes: Clóvis Amaral e Marcelino Castro.Gols: Moreilândia (7 min do 1º). Cartões amarelos: Moreilândia (SA); Durval, Gabriel Xavier (SP). Público: 4.184. Renda:R$ 35.974
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
FOTO: WILLAMS AGUIAR 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker