Página inicial
 
Mural de recados
27.05 | Alex
É o fim da picada a contratação de Candinho, juntando todos os atacantes não dá ...
26.05 | marcelo
Concordo plenamente com voce paulo esses reporteres das radios de caruaru sao do ...
26.05 | Davi
Infelizmente o editor desse blog não publicou meu comentário, so sei de uma cois ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/04/2016
18h05 | esportes - PE 2016
PE 2016 - SEMIFINAL > Sport 1x0 Salgueiro - Rubro Negro joga pelo empate no próximo domingo para decidir o Estadual
Foto: Fernando da Hora/JC Imagem

Vinícius Araújoj comemora o gol. Foto: Fernando da Hora/JC Imagem

Num jogo em que cada time dominou um tempo, o Sport fez valer o seu mando de campo para largar na frente do Salgueiro por uma vaga na final do Campeonato Pernambucano 2016. O time rubro-negro venceu por 1×0 na tarde desta quinta (21) na Ilha do Retiro e pode empatar no próximo domingo (24), no Cornélio de Barros para ir à decisão. O Carcará precisa vencer por dois gols de diferença. Se vencer por um, leva a decisão para as cobranças de pênaltis. É sempre bom lembrar ao torcedor que a quantidade de gols marcada na casa do adversário não é levada em conta no mata-mata do Estadual.

Apesar de não mudar os nomes, o técnico interino Thiago Gomes mudou o posicionamento do meio de campo e do ataque. Montou um quadrado no meio com os dois volantes (Rithely e Serginho), lado a lado e fez o mesmo com Luiz Antônio e Mark González, este saindo da ponta-esquerda. Todos com liberdade para trocar de lado. Essa postura deixou os donos da casa com mais posse de bola porque o Salgueiro montava seu 3-5-2 para se defender com o recuo do lateral oposto ao lado da bola.

Por isso o Sport sentiu dificuldade na parte final do campo, mais próxima da área adversária. Carregava a bola mas tinha dificuldade na hora de colocar seus atacantes em posição de finalizar. Tanto que o gol saiu fruto de muita insistência. Samuel Xavier pegou um rebote de lançamento pelo lado direito e cruzou para a área. A bola ficou no bate-rebate até Vinícius Araújo tocar de leve para ela entrar devagar, ainda batendo na trave direita. Aos 13 minutos, o Sport fazia 1×0.

Se ainda apresentava alguma dificuldade ofensivamente apesar da vitória parcial, o setor defensivo ficou menos exposto com os dois volantes mais fixos. Jeferson Berguer tentou por todos os lados mas foi bem vigiado. Um sintoma disso é que a jogada mais perigosa do Carcará saiu numa bola parada aos 27. Rogério tentou o canto alto direito mas Danilo chegou na hora. No último lance de perigo no primeiro tempo, o Leão usou bem a velocidade e Mark no corredor central para acionar Renê. Ele cruzou na meidada para Vinícius marcar de cabeça, mas a arbitragem viu impedimento do camisa 9.

Na volta para o segundo tempo o Salgueiro veio explorando melhor os lados do campo, principalmente o direito. Logo aos quatro minutos, uma sequência iniciada por aquele setor terminou com Rodolfo Potiguar finalizando em cima de Rithely, dentro da área. Na segunda o gol ficou mais claro depois que Cássio cruzou da direita. Danilo Fernandes e Henríquez não chegaram a nenhuma conclusão e a bola bateu em Piauí. A poucos centímetros do gol, o zagueiro esticou-se para evitar o empate.

O time sertanejo tinha seus laterais mais avançados com a possibilidade de fazer o 2 contra 1 em cima de Renê, já que o chileno apresentava desgaste e dificuldade para voltar e acompanhar a saída do lateral. A queda do Sport foi no meio. Com Mark mais fixo na ponta, perdeu a superioridade numérica e deu mais campo para o adversário criar.

Nem mesmo a entrada de Everton Felipe no lugar de Luiz Antônio resolveu, pois o prata da casa não apresenta o mesmo desempenho jogando no corredor central comparado ao que faz quando atua pelas pontas. O Sport ficou sem transição entre o meio e o ataque. A bola batia e voltava mais rápido do que no primeiro tempo. O erro do Salgueiro foi girar demais a bola em detrimento de arriscar mais a finalização.

A segunda etapa foi tão abaixo que a torcida leonina vaiou a equipe mesmo com a vitória.

FICHA DO JOGO

Sport
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Durval, Henriquez e Renê, Rithely, Serginho, Luiz Antônio (Everton Felipe); Reinaldo Lenis (Jhonathan Goiano), Márk Gonzalez (Maicon) e Vinicius Araújo. Técnico: Thiago Gomes (interino).

Salgueiro
Gleibson; Toty, Rogério, Ranieri e Daniel (Marlon); Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Jefferson Berguer e Cássio; Piauí (Anderson Lessa) e Nilson (Lucas Piauí). Técnico: Sérgio China.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Tiago Nascimento dos Santos. Assistentes: Cleberson Nascimento Leite e Fabricio Leite Sales. Gol: Vinícius Araújo, aos 13 do primeiro. Cartões amarelos: Rogério, Lucas Piauí e Mark González.

DO BLOG DO TORCEDOR 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker