Página inicial
 
Mural de recados
27.07 | Patativa
Caro Marcos Leite, vc esqueceu da equipe que desclassificou o Central a duas sem ...
27.07 | Gustavo
Marcos Leite o Campinense foi eliminado na segunda fase pelo Fluminense BA. ...
27.07 | MARCOS LEITE
PATATIVA, O CAMPINENSE UM DOS GRANDES D CAMPINA GRANDE NÃO PASSOU NEM DA PRIMEIR ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/01/2016
20h26 | esportes - PE 2016
PE 2016 - Salgueiro 1x0 Sport
O entrosamento do Salgueiro falou mais alto e levou o time à vitória por 1 a 0 diante do Sport, neste domingo, no estádio Cornélio de Barros, no Sertão Pernambucano. O time da casa teve superioridade no primeiro tempo, quando marcou seu gol, e soube segurar o Leão, que tentou reagir na etapa final, mas não conseguiu reverter o resultado.

Era o primeiro teste para valer no ano tanto para Salgueiro, quanto para Sport. Das duas equipes, no entanto, a que mais sentiu o início da temporada foi o Leão. Por manter praticamente o mesmo time do ano passado, o Carcará foi superior ao adversário que, pelo contrário, passou por várias mudanças. Assim, enquanto o Rubro-negro tinha dificuldades para colocar seu jogo, o time da casa mostrava uma boa dinâmica e poucos erros de passes.

No primeiro tempo, a chave do jogo esteve na posse de bola. O Salgueiro tinha plena noção do que fazer quando atacava. O Sport, por sua vez, não acertava as jogadas, com problemas principalmente na saída de bola: poucas trocas de passe e ligações diretas demais. O resultado foi que o Leão não ameaçou o gol adversário. Ao contrário do Carcará, que abriu o placar aos 12 minutos, em jogada pela direita de Marcos Tamandaré, que cruzou para Cássio Ortega, livre, marcar. Houve chances, ainda, para o time da casa ampliar.

No segundo tempo, o Sport melhorou com as alterações feitas por Falcão. A primeira delas, a entrada de Luiz Antônio na vaga de Serginho, um dos piores em campo na etapa inicial, foi a mais importante. O pedido do técnico para evitar ligações diretas e trocar mais passes passou a ser atendido. Naturalmente, as oportunidades começaram a aparecer. Numa falta próxima à linha da grande área, por pouco, Túlio de Melo não empatou, na melhor chance do Leão na partida até então.

Embora a vantagem no placar fosse mínima, o Salgueiro optou por se resguardar no segundo tempo, preferindo sair nos contra-ataques. É uma opção que o técnico Sérgio China já fez outras vezes e que, inevitavelmente, chama o adversário para cima. O Sport aumentou a pressão substancialmente a partir da metade do segundo. E criou outra grande chance, em cabeçada de Túlio de Melo que Luciano salvou, fazendo grande defesa.

Mas foi só. A pressão não foi suficiente para dar ao Sport o gol de empate. O conjunto do Salgueiro falou mais alto, diante de um Leão desentrosado. As peças não funcionaram nem coletiva, nem individualmente, mostrando que o time precisa evoluir bastante para chegar ao nível, por exemplo, do Brasileiro do ano passado.

Ficha do jogo

Salgueiro
Luciano; Marcos Tamandré, Ranieri, Rogério e Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Cássio Ortega (Lucas Piauí) e Piauí; Jefferson Berger (Jaíldo) e Anderson Lessa (Totti). Técnico: Sérgio China

Sport
Danilo Fernandes; Samuel Xavier (Wallace), Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Serginho (Luiz Antônio), Everton Felipe (Fábio), Maicon e Mark González; Túlio de Melo. Técnico: Paulo Roberto Falcão

Estádio: Cornélio de Barros (Salgueiro). Árbitro: Gilberto Castro Júnior. Clóvis Amaral e Elan Vieira. Assistentes: Gol: Cássio Ortega (aos 12 do 1oT). Cartões Amarelos: Renê (Spo), Rogério e Cássio Ortega (Sal). Público: 3.081. 
 
Do Super Esportes pe 
 
 
Falcão, Sport (Foto: Victor Bastos (TV Globo))(Foto: Victor Bastos (TV Globo)
.
 
 
 
eXTReMe Tracker