Página inicial
 
Mural de recados
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
17.08 | Ronaldo fonseca
As bate chapas está aí! Qual será a mais benéfica para O glorioso????? De a s ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/10/2015
10h35 | esportes - Futebol PE
FUTEBOL PE: Clássico entre Santa Cruz e Náutico reúne melhor mandante e pior visitante da Série B
A máxima entre os jogadores de Santa Cruz e Náutico é que não existe favoritismo no Clássico das Emoções. O discurso polido, contudo, pode ser refutado se for analisado o retrospecto do Tricolor em casa e do Timbu como visitante nesta Série B do Brasileiro. Dentre os 20 clubes participantes, os corais são os melhores mandantes da competição, enquanto o Alvirrubro figura como o pior time em partidas longe dos seus domínios. A depender deste histórico, os comandados de Marcelo Martelotte teriam, de fato, uma teórica vantagem no confronto entre as equipes neste sábado, no Arruda.

O Santa Cruz fez 15 partidas como mandante até então - 14 no José do Rêgo Maciel e uma na Arena Pernambuco. Nesse recorte em casa, somou 37 dos seus 48 pontos - ganhando 12 jogos, empatando um e perdendo outros dois, contra Boa Esporte e Paysandu, ambos no Arruda. Apenas este último, inclusive, foi sob o comando do atual treinador. O aproveitamento do Tricolor em seu território, portanto, é de 82,2%. Jogando no estado, os corais conseguiram ainda balançar as redes 27 vezes e foram vazados somente em 10 oportunidades.

A equipe alvirrubra fez os mesmo 15 jogos como visitante. Mas foram somente dois módicos triunfos - diante o lanterna Mogi Mirim (sob o comando do técnico Lisca) e Paysandu (com Gilmar Dal Pozzo). Três empates e 10 revezes. Só marcou 10 gols e sofreu 24. Tem assim um rendimento pífio de 20% em território inimigo. O Náutico, diga-se, celebra um campanha igualmente eficiente a do Santa como mandante, com os mesmos 82,2% de aproveitamento.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker