Página inicial
 
Mural de recados
21.11 | Pierre Santos
Grande Carlos, vc com certeza tá tirando um sarro da cara de nós torcedores inte ...
21.11 | Gustavo
É bem vdd Q a FPF sempre trabalha em prol dos clubes da capital,agora vim falar ...
20.11 | CLEO
VERDADE MARCONDES ESTA É A HORA DA MASSA ALVINEGRA CHEGAR JUNTO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/04/2015
10h00 | esportes - PE 2015
Final do Pernambucano 2015 tem confronto inédito e um novato após 17 anos
CLIQUE E CONFIRA.
O Campeonato Pernambucano nunca viu uma final assim. Santa Cruz e Salgueiro farão a 12ª decisão diferente da história do Estadual. A primeira inédita em 17 anos. A última vez que isso ocorreu foi em 1998, quando Sport e Porto disputaram o título em um jogo extra - apenas o Rubro-negro poderia ser campeão. Portanto, essa será a primeira vez que um time do interior chega em condições de igualdade contra um da capital para decidir a taça.

Em 1998, o Porto precisaria vencer o Sport quatro vezes para levantar o campeonato. Não passou do primeiro jogo, com vitória leonina por 2 a 0. Dessa vez, tricolores e sertanejos começam a decidir o Estadual do “zero”. Isso porque o regulamento prevê como única vantagem ao time de melhor campanha, no caso do Santa, o direito de fazer o jogo de volta, no próximo domingo, no Arruda. O duelo de ida é quarta-feira, no Cornélio de Barros. Em caso de dois empates, o campeão será conhecido após cobranças de pênaltis.

Porém, o ineditismo da final entre Santa Cruz e Salgueiro se reflete também em outros aspectos. Principalmente graças ao Carcará. O maior deles, a chance de ser o primeiro campeão pernambucano oriundo do interior. O estado, ao lado do Rio de Janeiro, é o único que nunca viu um clube, fora da Capital, levantar a taça. Pelo lado tricolor, o Santa busca a quarta conquista nos últimos cinco anos. Melhor desempenho do clube coral desde o histórico pentacampeonato, obtido entre 1969 e 1973

Eliminação
O Salgueiro também impôs ao Sport a sua primeira eliminação em uma semifinal, desde que o Pernambucano passou a adotar esse regulamento, em 2010. A última vez que o Leão ficou fora das duas primeiras colocações foi em 2005, quando o Santa ficou com o título, tendo o Náutico como vice. Essa também é a primeira vez que o terceiro e o quarto colocados na fase de classificação avançam juntos para a decisão do Estadual.

A chance do interior
Com a chegada do Salgueiro à final, o Campeonato Pernambucano pode quebrar uma escrita de mais de 100 anos e ter o primeiro campeão fora da Capital. O estado é, ao lado do Rio de Janeiro, o único que nunca viu um interiorano levantar a taça. No Rio a escrita segue, já que a final deste ano é entre Vasco e Botafogo. Por outro lado, a federação com mais campeões oriundo do interior é Santa Catarina, com 18 clubes diferentes. 

Todas as finais

Os jogos decisivos “inéditos” do Campeonato Pernambucano

1915
Flamengo     x     Torre
(Flamengo campeão)

1916
Sport     x     Santa Cruz
(Sport campeão)

1921
Santa Cruz     x     América
(América campeão)

1932
Santa Cruz     x     Íris
(Santa Cruz campeão)

1933
Santa Cruz     x     Varzeano
(Santa Cruz campeão)

1934
Náutico     x     Santa Cruz
(Náutico campeão)

1935
Santa Cruz     x     Tramways
(Santa Cruz campeão)

1944
Náutico     x     América
(América campeão)

1948
Sport     x     América
(Sport campeão)

1951
Sport     x     Náutico
(Náutico campeão)

1998
Sport     x     Porto
(Sport campeão)

2015
Santa Cruz     x     Salgueiro
 
Do Super Esportes PE 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker