Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/04/2015
18h07 | esportes - PE 2015
PE 2015 -> Santa Cruz faz 2x0 no Central, confirma vaga com sobra e encara Salgueiro na final
CLIQUE E CONFIRA.

 

A história da classificação do Santa Cruz para a final do Estadual foi escrita sem traumas. Sem nenhum suspense. Depois da ampla vantagem de quatro gols sobre o Central, construída no Arruda, o Tricolor precisou apenas administrar o jogo de volta deste domingo, em Caruaru. Ganhou por 2 a 0. O resultado devolve o time à uma decisão de campeonato, algo que não fez parte da rotina do corais no ano passado. De quebra, o clube confirma o retorno ao Nordestão e à Copa do Brasil, em 2016, e vai ter os cofres mais gordos na próxima temporada. Por enquanto, porém, o foco está apenas no Salgueiro e na conquista do título do PE2015 – um prêmio para um grupo montado na fogo da adversidade, sem grandes ídolos, que se arrastou no início da competição, mas que cresceu no momento que precisava.


O ambiente para a torcida coral era de jogo festivo no Lacerdão. Desde o começo da tarde, motos, carros e ônibus partiam do Recife em direção à Caruaru, ostentando bandeiras do Santa Cruz. Quando um desses automóveis se encontrava com outro em trechos da BR-232, buzinas tomavam forma de cumprimento e denotavam a natural animação dos torcedores com a iminente ida à final. As ruas de Caruaru foram sendo pouco a pouco tomadas pelas três cores. Nas arquibancadas, apesar do público módico para a ocasião, o predomínio era dos tricolores. A empolgação contrastava com o desânimo dos poucos centralinos que resolveram ir ao estádio na esperança de uma reviravolta histórica da Patativa.

A esperança deles, no entanto, diminuiu consideravelmente já bem cedo. Bastaram cinco minutos para o Santa Cruz balançar as redes. Com o Central visivelmente nervoso e sem conseguir acertar passes, o time de Ricardinho aproveitou-se. Após cruzamento de João Paulo, Betinho deixou Emerson Santos na cara do gol: 1 a 0. A equipe caruaruense seguia na expectativa de empatar. Tentou. Sem êxito. Permanecer no estádio tornava-se só uma questão de honra para a torcida alvinegra.

Os torcedores do Santa já pareciam, em algumas momentos, também estar ali apenas por obrigação. A cada minuto sem gol ou grandes lances, arrefeciam. O duelo ia perdendo atenção do público. Parte da torcida parecia estar mais atenta aos rádio e aos smarthphones para se informar sobre o resultado parcial de Sport x Salgueiro, na Arena Pernambuco. A expulsão de Éverton, do Central, até movimentou um pouco as arquibancadas corais. Os tricolores, contudo, voltaram mesmo a se manifestar com euforia depois de saber sobre gol do Salgueiro sobre o rival rubro-negro. Bem mais até que no gol de Anderson Aquino, já no apagar das luzes.

Central
Beto; Ferreira (Fabinho), Éverton, Mattia Binatti (Fabiano) e Jailton; Natan, Jucemar Gaúcho, Luiz Fernando e Candinho; Roger e Roberto Pítio (Fernando Pires). Técnico: Humberto Santos.

Santa Cruz
Fred; Nininho (Moisés), Danny Morais, Alemão e Tiago Costa; Bileu, Bruninho, João Paulo (Anderson Aquino) e Guilherme Biteco (Edson Sitta) e Emerson Santos; Betinho. Técnico: Ricardinho.
 
Estádio: Lacerdão (Caruaru-PE). Árbitro: Niélson Nogueira Dias (PE). Assistentes: Marcelino Castro (PE) e Charles Rosa (PE). Gols: Emerson Santos (5' do 1T, Santa); Aquino (45 do 2T, Santa). Cartões amarelos:Éverton, Jaílton (Central); Nininho, João Paulo (Santa Cruz). Cartão vermelho: Éverton (Central). Público: 6.061.Renda: R$ 152.240,00.

Fonte: Super Esportes.

 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker