Página inicial
 
Mural de recados
22.07 | MARCOS LEITE
NA SÉRIE A2 SÓ SOBE O CAMPEÃO, ESPERO SEJA O PORTO GAVIÃO DO AGRESTE. OU PESQUEI ...
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
10/04/2015
14h59 | esportes - Futebol PE
Náutico, Santa Cruz e Sport sofrem com falta de atacantes decisivos na temporada 2015
CLIQUE E CONFIRA.
Existe um ponto crítico em comum entre Náutico, Sport e Santa Cruz nesta temporada. Algo que preocupa e muito. O ataque das equipes têm apresentado um rendimento abaixo do esperado. Não à toa, a figura de um homem de frente está na lista de aquisições para o restante da temporada. Algo urgente. Afinal, se forem somados todos os gols das equipes, sai uma modesta média de 1,4 gols por partida nesta temporada.

Entre os três, o ponto mais crítico está no Santa Cruz. A equipe coral disputou dez partidas na temporada. Marcou nove gols. Quatro foram do ataque. Um número baixo. Menos de um tento por duelo. Quem encabeça a lista de maiores marcadores é o contestado Betinho, com três gols marcados. O outro foi assinado por Anderson Aquino. Por outro lado, Bruno Mineiro, que sofre com lesões, além de Waldison e Thiaguinho ainda estão em branco. O mesmo acontece com Nathan, que sequer estreou pelo clube. Para resolver este caso, o Tricolor cogita acertar com Edmilson, que está no Red Bull de São Paulo.

Já no Náutico a média de gols é de 1,41 gols por partida e o ataque foi responsável exatamente pela metade. Ainda assim, é um setor que tem acompanhado o baixo rendimento da equipe e ninguém se firmou como titular absoluto. Nem mesmo Josimar, autor de seis gols na temporada. Não à toa, o Timbu busca reforços para todos os setores incluindo a linha ofensiva.

No Sport, os números são um pouco melhores. O ataque rubro-negro fez 20 dos 33 gols. Ainda é o setor que mais sofre com mudanças na escalação. Só para se ter como referência, Diego Souza, Joelinton, Felipe Azevedo e Samuel já atuaram como homens de referência. Nenhum deles, teve uma sequência satisfatória. A partida decisiva contra o Bahia, no último domingo, teve um resumo deste cenário. Samuel começou a partida, mas foi substituído por Joelinton e o time perdeu gols importantes. Dessa maneira, o Sport também planeja acertar com um novo atacante para a Série A.

Os números do ataque do Sport
33 gols em 20 jogos
1,65 gols por partida
60% dos gols foram marcados pelo ataque (20 gols)
5 gols de Elber/ 4 gols de Felipe Azevedo/ 3 gols de Mike/ 3 gols de Samuel/ 3 gols de Joleinton/ 2 gols de Diego Souza

Os números do ataque do Náutico
24 gols em 17 jogos
1,41 gols por partida
50% dos gols foram marcados pelo ataque (12 gols)
6 gols de Josimar/ 4 gols de Renato/ 1 de João Paulo/ 1 de Bruno Alves

Os números do ataque do Santa Cruz
9 gols em 10 jogos
0,9 gol por partida
44,44% dos gols foram marcados pelo ataque (4 gols)
3 gols de Betinho/ 1 gol de Anderson Aquino
 
Do Super Esportes PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker