Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/03/2015
18h20 | esportes - PE 2015
PE 2015 - Sport vence o Serra Talhada e está nas semifinais
CLIQUE E CONFIRA.
Do Blog do Torcedor.
 
 
Serra Talhada x Sport (Foto: Álvaro Claudino / Sport)Diego Souza voltou a ser a principal arma do Sport na vitória diante do Serra (Foto: Álvaro Claudino / Sport)
 
Com um gol de Diego Souza no começo da partida e parando nas mãos do goleiro Gleibson, o Sport venceu o Serra Talhada por 1×0 neste domingo (8), no Pereirão, em Serra Talhada, e garantiu a vaga nas semifinais do Campeonato Pernambucano com três rodadas de antecipação e 18 pontos. O Leão não teve um volume de jogo tão grande quanto no meio da semana, contra o Socorrense, mas dominou o jogo e criou as oportunidades mais claras.
 

O Sport adotou uma postura parecida com a do Socorrense no início do jogo: adiantou a marcação para evitar uma já esperada pressão inicial do time da casa. E deu tão certo que os visitantes conseguiram o gol antes dos dez minutos. Mike recuperou a bola no meio de campo e acionou Elber. O camisa sete percebeu o avanço de Diego Souza pela esquerda e rolou. Ele só teve o trabalho de chutar cruzado, sem chance para Gleibson: 1×0.

Mesmo com a vantagem conseguida tão cedo os rubro-negros não abriram mão de atacar, mas o fizeram aproveitando os espaços dados pelo adversário, que só levaram mais perigo aos 14 minutos, numa bomba de Diogo de longe. Danilo Fernandes defendeu parcialmente e mais duas vezes nas tentativas de Júnior Juazeiro. Só que as duas finalizações de nada valeram, pois ele estava impedido.

O Cangaceiro sentiu muito a falta do lateral-direito João Carlos, principal válvula de escape. A maior parte das jogadas saíam pelo lado esquerdo, com Rafinha, sem a mesma velocidade e precisão nos passes do companheiro ausente. O Sport só ia à frente na boa e quase chega ao segundo gol com Mike, aos 34. Gleibson fez boa defesa.

Na volta para o segundo tempo os dois times não fizeram alterações. O sistema de jogo de ambos também não mudou e o Sport passou a desperdiçar algumas boas situações que apareciam. Logo aos cinco minutos, uma boa troca de passes entre Mike e Diego Souza terminou com um passe de calcanhar deste último para Rodrigo Mancha. Mas a defesa do Serra Talhada chegou primeiro. Mike ainda obrigaria Gleibson fazer boa defesa em dois tempos antes de ser substituído por Wendell, aos 16.

A entrada de Wendell já dava o recado de segurar um pouco mais a bola para evitar o volume de jogo que os sertanejos tentavam impor com o avançar do cronômetro. Ao mesmo tempo, tirou de Diego Souza a responsabilidade de marcar. O camisa 87 já dava claros sinais de desgaste e antes de ser substituído por Joelinton deu um passe de calcanhar para um belo chute de Wendell. Melhor ainda foi a defesa de Gleibson.

Além do centroavante, o técnico Eduardo Baptista acionou outro prata da casa. Ítalo entrou no lugar de Elber. Por mais que se esforçasse, o Serra pouco conseguia produzir em termos ofensivos. Já o Sport era sempre perigoso quando ia ao ataque. Aos 34 foi a vez de Joelinton fazer Gleibson trabalhar.

O melhor

Se na quarta-feira Diego Souza apresentou-se à Copa do Nordeste, o domingo foi o dia de fazer o mesmo com o Estadual. No primeiro tempo ele fez de tudo: gol, armou e apareceu para ajudar a defesa. No segundo tempo cansou e foi substituído aos 31 minutos.

 O pior

O árbitro Emerson Sobral deu motivos para seus detratores. Se não, vejamos o tipo de erro cometido. Primeiro, Diego Souza fez falta num adversário, que ficou no chão reclamando de dores. O próprio Diego foi avisar ao juiz que fizera a falta e parasse o jogo para atendimento ao adversário. Sobral deu ‘lei da vantagem’. Na segunda vez, acompanhava de longe o ataque do Serra Talhada quando Mike fez uma falta dura. Felipe Azevedo estava por perto e levou cartão amarelo. Foi choramingar para o árbitro: ‘Não fiz nada’. Pelo menos dessa vez ele reconheceu o erro e mostrou o cartão para o jogador certo.

 

Ficha do jogo:

Serra Talhada: Gleibson; Marcos Vinícius (Pedro Maicon), Anderson, Ramon Maranhense e Rafinha; Ramon, Luciano Totó, Paulinho Mossoró (Carioca) e Diogo; Bebeto (Lucas) e Júnior Juazeiro. Técnico: Cícero Monteiro.

Sport: Danilo; Osvaldo, Durval, Páscoa e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha e Diego Souza (Joelinton); Élber (Ítalo), Felipe Azevedo e Mike (Wendell). Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Estádio Nildo Pereira, em Serra Talhada. Arbitragem: Emerson Sobral. Assistentes: Clóvis Amaral e Wlademir Lins. Gol: Diego Souza, aos oito do primeiro. Cartões amarelos: Luciano Totó, Mike e Ewerton Páscoa. Renda: R$ 41.250. Público: 5.000.


...
 
 
 
eXTReMe Tracker