Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
21.08 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, PELO Q ACOMPANHO O FUTEBOL DOS 26 ESTADOS DO BRASIL E MAIS O DF, O ATLÉ ...
21.08 | Antonio do Salgado
Que vaidade danada desses empresarios em ser presidente do Central, porque nao a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
25/02/2015
06h50 | esportes - PE 2015 - Hexagonal do Título
PE 2015 - Hexagonal do Título - Santa Cruz vence de virada, entra no G4 e joga pressão para o Náutico: 2x1
CLIQUE e CONFIRA.

 

Apesar do baixo nível técnico demonstrado ao longo do primeiro encontro entre alvirrubros e tricolores, o Clássico das Emoções fez jus ao nome. Com gols de dois ex-alvirrubros, Alemão e Betinho - ambos no fim de cada etapa -, o Santa Cruz venceu o Náutico de virada por 2 a 1, largando a lanterna do hexagonal, entrando no G-4 do PE e, de quebra, jogando a crise para o lado do rival. No próximo domingo, os dois voltam a se encontrar. Novamente, na Arena Pernambuco. Desta vez, com mando coral.

O caráter decisivo do clássico resultou num encontro nervoso. Com uma preocupação excessiva com a marcação, tanto alvirrubros quanto tricolores pareciam abdicar da criação das jogadas durante boa parte do primeiro tempo. Mal compactado, o Náutico se limitava a apostar em ligações diretas da zaga para o ataque, enquanto o Santa Cruz desperdiçava suas investidas em passes errados pelo meio de campo.

Mas não faltaram emoções. No entanto, proporcionadas pelas incontáveis falhas das duas equipes. O Santa tinha uma leve superioridade quando o Náutico abriu o placar. Como não poderia deixar de ser, num erro do sistema defensivo coral. Na primeira vez em que os alvirrubros chegaram trocando passes, Fillipe Soutto encontrou Renato sozinho na área. Com espaço suficiente, o prata da casa emendou de esquerda sem chance para Fred. Mas a vantagem não durou. Foi a vez da defesa do Timbu fazer uma trapalhada. Aproveitando saída errada de Júlio César, Biteco cruzou para Alemão acertar um belo chute de primeira e deixar tudo igual ainda no primeiro tempo.
 
Os ajustes feitos pelos treinadores no intervalo mudaram a cara do jogo no segundo tempo. Com os atletas menos afobados, o nível técnico do confronto melhorou. Pelo menos, em relação ao número de erros. Com a bola no chão, os alvirrubros cresceram na partida, passando a frequentar a intermediária coral. Faltava, no entanto, qualidade para transformar o volume em chances reais.

Os tricolores pareciam estar satisfeitos com o empate, quando Betinho marcou o gol da virada, decretando a vitória coral. Numa arrancada pela esquerda, Renatinho avançou até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Bem posicionado, o atacante desviou no primeiro pau e venceu Júlio César. Com o resultado, o Santa não apenas deixou a lanterna do hexagonal, como ultrapassou o próprio Timbu, que termina a rodada fora do G4.
 

Náutico 1

Júlio César; David, Elivelton, Diego e Gastón; João Ananias, Fillipe Soutto, Bruno Alves (Jefferson Nem) e Patrick Vieira (Hélder); Renato (João Paulo) e Josimar. Técnico: Moacir Júnior.

Santa Cruz 2
Fred; Moisés (Nininho), Alemão, Danny Morais e Renatinho; Edson Sitta, Bileu, Guilherme Biteco (Emerson Santos) e Raniel; Waldison (Anderson Aquino) e Betinho. Técnico: Ricardinho.

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE). Árbitro: Gilberto Castro Júnior (PE). Assistentes: Albert Júnior (PE) e Marcelino Castro Nazaré (PE). Gols: Renato (34' do 1T, Náutico); Alemão (41' do 1T, Santa) e Betinho (42' do 2T, Santa). Cartões amarelos: Danny Morais, Bileu, Alemão e Edson Sitta (Santa Cruz); Júlio César e João Ananias (Náutico). Público: 4.628. Renda: R$ 110.605.
 
Do Super Esportes PE 
 
Foto: Ricardo Fernandes/DP Press 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker