Página inicial
 
Mural de recados
26.07 | MARCOS LEITE
SÁBADO DIA 29 AS 15 HS PORTO X NÁUTICO SUB-20 NO VERA CRUZ NO S. FRANCISCO , ESS ...
26.07 | Patativa
Chegamos num momento tão vergonhoso, que eu fiquei sabendo que os clubes da Para ...
26.07 | Eraldo
Já li muita coisa nesse Blog, agora chamar o Porto de time que honra a cidade é ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/04/2014
11h55 | esportes - PE 2014
PE 2014: Sport faz gol no fim, leva jogo aos pênaltis, vence o Santa Cruz e está na final
Clique e Confira.
Foi tenso e nervoso. Polêmico, brigado, disputadíssimo. O sexto encontro entre Sport e Santa Cruz em 2014, teve tudo o que um grande clássico pede. Todos os ingredientes para matar o torcedor do coração. Teve gol mal anulado, teve gol que valeu aos 41 minutos do segundo tempo, teve vaga na final do campeonato decidida nos pênaltis. Para fazer vibrar, emocionar-se. Para fazer explodir em alegria a torcida do Sport. Diante de uma Ilha do Retiro em ebulição neste domingo, o Leão eliminou o Santa Cruz. Decidirá o Estadual com o Náutico.

Leonardo, que marcou o gol da vitória no tempo normal, abriu a sequência de penalidades também balançando as redes. Seguiram nas penalidades perfeitas pelo Leão: Renan Oliveira, Patric, Ewerton Páscoa e Neto baiano. Magrão defendeu a penalidade de Carlos Alberto. O Sport venceu por 5 a 3. Eliminado, resta ao Tricolor agora a disputa do terceiro lugar com o Salgueiro. O primeiro jogo será na próxima quarta-feira, no Sertão. No mesmo dia, a grande final do Estadual. Sport e Náutico fazem o primeiro jogo no Ilha do Retiro.

O jogo
Foi um primeiro tempo nervoso. “Encardido”, como diriam os mais velhos. O Sport, precisando vencer para levar a disputa aos pênaltis tomou as iniciativas da partida. Fez dos 45 minutos iniciais um duelo basicamente de ataque contra defesa. Brigador nos sentidos mais amplos da palavra, o atacante Neto Baiano fazia girar em torno de si a partida. Fosse em discussões com os adversário ou arbitragem, fosse nas chances de gols. Somente de falta, esteve perto de abrir o placar duas vezes. Parou no melhor jogador da primeira etapa: o paredão Tiago Cardoso.
Magrão mais uma vez foi fundamental para o Sport nos pênaltis
O goleiro coral era uma verdadeira muralha à frente do ataque rubro-negro. Parou ainda uma grande chance de Patric, aos 29 minutos. Aos 43, quando não tinha ninguém na frente, Felipe Azevedo mandou por cima do gol, debaixo da barra. Magrão, mero espectador da partida só foi acionado aos 44, quando Memo arriscou de longe e por pouco não faz um golaço, não fosse a grande defesa do rubro-negro. O Leão iria para o intervalo queixando-se muito da arbitragem e da “cera” tricolor.

Se o jogo já estava nervoso , no segundo tempo a partida ultrapassou qualquer qualidade que uma palavra pode dar para retratar a tensão em campo. Na base do “abafa”, o Sport fez dois gols em 20 minutos. Ambos anulados. O primeiro, mal anulado, para o desespero dos rubro-negros que comemoravam o gol de Ewerton Páscoa. O árbitro assinalou uma falta questionável. Aos 20, o arbitragem foi cirúrgica ao acertar anular o gol de Neto Baiano, impedido. Até que, aos 41, Leonardo fez o gol da vitória. Levou a disputa para os pênaltis, onde o Sport foi soberano e classificou-se para a decisão.

Penaltis
Antes do início da cobranças do Peñalti mais uma polêmica. Sebastião Rufino Junior escolheu o lado em que estava a torcida do Santa Cruz. Eduardo Baptista e Neto Baiano reclamaram muito com a arbitragem, mas não nenhum amudança aconteceu. Nos pênaltis, o Sport começou batendo e não perdeu nenhuma cobrança. Leonardo, Renan Oliveira, Patrick, Ewerton Páscoa e Neto Baiano converteram para o Leão. A estrela de Magrão apareceu quando ele pegou o pênalti do meia Carlos Alberto.
 
Ficha do jogo

Sport 0 (5)
Magrão, Patric, Durval, Ferron e Renê; Rodrigo Mancha, Ewerton Páscoa, Wendel (Renan Oliveira), Aílton (Leonardo) e Felipe Azevedo (Bruninho); Neto Baiano.
Técnico: Eduardo Baptista.

Santa Cruz 0 (3)
Tiago Cardoso; Oziel, Renan Fonseca, Everton Sena e Zeca; Sandro Manoel, Memo, Luciano Sorriso (Everton) e Raul (Carlos Alberto)l; Flávio Caça-Rato (Renatinho) e Léo Gamalho.
Técnico: Vica.

Local: Ilha do Retiro.
Árbitro: Sebastião Rufino Filho.
Assistentes: Clovis Amaral e Charles Rosas.
Gols: Leonardo (Sport). Pênaltis: Leonardo, Renan Oliveira, Patrick, Ewerton Páscoa e Neto Baiano (Sport); Léo Gamalho, Renatinho e Sandro Manoel (Santa Cruz) 
Cartões amarelos: Raul,  Renan Fonseca, Oziel, Luciano Sorriso e Flávio Caça-Rato(Santa Cruz); Neto Baiano, Ailton, Érico Júnior, Bruninho e Renan Oliveira (Sport)
Público: 23.721.
Renda: R$ 490.260,00.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker